sexta-feira, 4 de julho de 2008

TV BLOGO – QUEEN


Freddy Mercury era uma espécie de “Priscila” do rock and roll, embora nunca tenha usado sua condição de homossexual como uma bandeira, o que fez com o público (gay e hetero) também não desse muita bola para isso. No fundo, pouco importava, porque o cantor e líder do Queen era apenas uma ponta de um quadrado afiadíssimo, que encheu o mundo de canções históricas. “Bohemian Rhapsody” é a mais famosa, mas aqui a gente toca “Don’t Stop Me Now” – uma das melhores trilhas sonoras para qualquer vídeo de corridas.

3 comentários:

Thiago Alves disse...

Realmente, é a melhor música para um vídeo de corridas.

Herik disse...

Na minha opinião, o Queen só não consegue ser melhor que os Beatles.

Em que pese a música deles ter descambado para o pop na década de 80, foram perfeitos naquilo que faziam: boa música.

Recomendo os 3 primeiros discos dos caras. Bem diferente do que se convenciona com mpusica do Queen. Uma música em especial? Prophet's Song, do disco "A Night at The Opera".

Viva Freddie Mercury, Brian May, John Deacon e Roger Taylor!

Lucas Carioli disse...

Embora não seja o meu vocalista preferido, é difícil achar outra pessoa que hipnotize mais a platéia do que esse Freddy Mercury. O cara era foda!

E a banda era de uma qualidade sensacional, claro. Destaco o baixista John Deacon, um mestre do instumento mas que sempre fez questão de ser discreto.