sexta-feira, 20 de março de 2009

ROBERT³

Ano passado foi minha primeira temporada completa de cobertura da Fórmula 1 e, no meio da correria danada do trabalho, uma das minhas preocupações era comparecer à entrevista de Robert Kubica sempre que possível. Com os pilotos cada vez mais treinados a dizer o que devem, mas não necessariamente o que pensam, o polonês se revelou uma feliz exceção. Deu para perceber que ele só media um pouco as palavras ao falar da equipe ou quando pediam uma comparação de sua performance com a de seu companheiro de equipe. No mais, ele não temia se abrir qualquer que fosse o tema. Uma característica que o ajuda a ser o melhor jogador de pôquer do paddock, com um estilo marcado pela agressividade. Palavra de quem já o enfrentou na mesa de feltro, como Rubens Barrichello e Fernando Alonso.

Kubica venceu a enquete da briga interna com Nick Heidfeld por larga margem, somando 80% dos votos. Mas eu acho que na pista a briga vai ser boa. Para mim, o polonês é um piloto melhor que o alemão, de grande talento e cada vez mais maduro. Mas Heidfeld vai estar bem mais forte do que em 2008 com um carro que premia seu estilo suave de pilotagem. Tem boas chances, inclusive, de finalmente quebrar a barreira da vitória. Kubica prevalecerá nessa disputa, mas acho que a vantagem será pequena.

3 comentários:

Tuta Santos disse...

Puxa, demorei pra sacar o Robert³,
mas foi boa!

Luiz G disse...

Talvez você esteja certo quanto a esta temporada. Mas assim como Trulli e Alonso na Renault, Trulli venceu uma corrida em 2004 pela equipe e Alonso não...Mas Alonso foi campeão.
Talvez Heidfeld vença corridas , mas acho que Kubica virá a ser campeão e Heidfeld não.

Ron Groo disse...

Gosto do Kubica, mas temo que com um carro regular nas mãos, como a BMW aparenta ser ele se torne um Prost.
Se bem que com esta regra imbecil criada pelos imbecis que não vou nomear , de que adiantaria ser um Prost?
A não ser claro pela sorte que o francês narigudo(redundancia isto) tinha.