sábado, 18 de abril de 2009

ESTRATÉGIAS

A divulgação do peso dos carros feita pela FIA joga uma luz diferente para o resultado da classificação de hoje. E fazem prever um início de prova eletrizante para a corrida de amanhã. A dupla da Brawn GP e Jarno Trulli estão com mais combustível que os carros que vão à sua frente. Para se ter uma idéia: Jenson Button deve parar seis voltas depois do pole-position Sebastian Vettel; Rubens Barrichelo, sete (!) voltas depois do alemão. Pelos cálculos dos engenheiros, pela diferença de combustível, Vettel ganhou sete décimos em relação à dupla da Brawn GP. No cronômetro, ficou a três.


Por isso vejo ainda um favoritismo da equipe que vem dominando este início do Mundial. O que muda em relação a Melbourne e Sepang? O fato de largarem do meio do pelotão, o que aumenta a chance deles se meterem em confusão na largada. Momento no qual valerá ficar de olho em Lewis Hamilton, que está com o carro pesado, mas tem o KERS e pode tentar umpulo do gatosemelhante ao feito por Alonso na Malásia.


Falando no espanhol: o segundo lugar no grid é mesmo reflexo do pingo de gasolina que carrega. E também do difusor. Pelo que disse Nelsinho Piquet, que não usou a nova peça, elavantagem de seis a sete décimos nessa pista. O que isso mostra? Que os saltos dados pelas equipes que forem se atualizando serão significativos. A expectativa é de que as poderosas McLaren, Ferrari e Renault tenham um modelo completamente adaptado a partir do GP da Espanha. Seria o início de um novo campeonato.


E que a Red Bull vai estar no mesmo nível da Brawn GP assim que se atualizar também.


O Mundial de 2009 está completamente em aberto...


 1.  Vettel          644.0kg           
 2.  Alonso          637.0kg           
 3.  Webber          646.5kg           
 4.  Barichello      661.0kg           
 5.  Button          659.0kg           
 6.  Trulli          664.5kg           
 7.  Rosberg         650.5kg           
 8.  Raikkonen       673.5kg           
 9.  Hamilton        679.0kg           
10.  Buemi           673.0kg           
11.  Heidfeld        679.0kg           
12.  Kovalainen      697.0kg           
13.  Massa           690.0kg           
14.  Glock           652.0kg           
15.  Nakajima        682.7kg           
16.  Bourdais        690.0kg           
17.  Piquet          697.9kg           
18.  Kubica          659.0kg           
19.  Sutil           648.0kg           
20.  Fisichella      679.5kg  

16 comentários:

Anônimo disse...

Faz um favor Ico?Pede pro pessoal da FIA colocar o numero de voltas q os carros podem dar com a quantidade de gasosa divulgada.
Ou uma tabelinha pra nos do povao fazer as contas.Obrigado!
Shindi Uehara

Renato Müller disse...

Me chamou a atenção o carro do Massa ser o segundo mais pesado do grid. Será que, vendo que o carro é uma bomba, a equipe escolheu sair bem pesado e parar muito tarde (de repente indo para um pit só na corrida toda)?

Eduardo Cruz disse...

Ico,
Pelas contas toscas que eu fiz aqui, o Vettel deve parar lá pela 15ª volta, o Button pela 22ª e Barrichello na 23ª. Será que é isso?
Já o Nelsinho pararia só lá pela volta 34, o que poderia significar uma só parada, mas, por conta dos pneus macios que esfarelam, deve significar uma primeira perna longa, uma segunda perna de umas 10/12 voltas e tentar um splash and go pra finalizar com 5 ou 6 voltas com os macios.
A Brawn, se parar mesmo entre 22ª/24ª, aproximadamente, deve fazer uma segunda perna de outras 20/22voltas, e fica com umas 5 a 7 voltas pra finalizar a corrida com os macios, até porque o carro deles parece não se adaptar totalmente a esses compostos tão prontamente como as outras equipes.
Claro que são só conjeturas, até porque o cara que entende de estratégia se chama Ross Brawn e não Eduardo Cruz...

Luiz G disse...

Ico, o mundial está em aberto, mas se o Barrichello ficar atrás do Button, o campeonato acaba pra ele.

Ron Groo disse...

Então não vejo a hora de chegar a Espanha.
Quero ver tudo equilibrado.

MSS disse...

Ico ,

O Rubens é mais pesado doque o Button ...A diferença de peso é de apenas 2 kgs .... Talvez por isso o Button é que pare uma volta depois dele ...
De qualquer maneira, acho que escapando ilesos da largada, Button, Rubens e Trulli vão brigar com o Vettel pelo caneco ...

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Oi pessoal!

Em cima do que o Edu falou: imagino Vettel parando ainda mais cedo, em torno da volta 12, com Button na 18 e Barrichello na 19. Alonso pararía logo na nona ou décima volta. Nao sei a verdade absoluta e posso estar enganado, mas pelo que apurei o cenário é mais ou menos este. E é bem possível que os três primeiros do grid (SV, FA e Webber) estejam numa estratégia de 3 paradas. O stint com os pneus macios, para todos, deve ser relativamente curto, depois de oito voltas, quem estiver com ele vai passar a marcar tempos muito mais lentos do os que estarao com o médio.

Renato, quanto a estratégia do Massa, é bem comum ver quem larga mais atrás, fora do Q1, encher o tanque de combustível para a largada. Isso permite uma boa flexibilidade na estratégia, principalmente se aparece um fator fora do ordinário, como um Safety Car (pouco provável aqui) ou chuva (40% de chances de acordo com a meteorologia). Mas, pelo desgaste dos macios, parece improvável que alguém consiga fazer apenas uma parada aqui.

Abs!

Misael disse...

Misael, Feliz/RS

Ico, você poderia me dar a possível relação exata combustível X tempo dos carros em Shangai.

Em Melbourne li em alguns lugares que seria de 1s por Kg.

Em Shangai li por aí que seria de 6 décimos para 10 Kg.

Queria um valor exato para fazer os cálculos de quais seriam os tempos de cada piloto se tivesse a mesma quantidade de combustível.

Você falou de Rubens e Button em relação ao Vettel, mas ainda assim há uma diferença visto que o Barrica está 2Kg mais pesado. E mesmo assim foi mais rápido que o Jenson.Ótimo para ele.

Abraço.

Anônimo disse...

Acho que o Alonso vai ser o grande responssavel pelo vencedor deste GP ,se ele ficar no inicio da corrida entre Red Bull e Brawn a coisa vai complicar para Rubinho e Button .

Jonny'O

Williams Gonçalves de Farias disse...

Pra mim, o Brawn vacilou. Com o melhor carro disparado, eu não iria querer correr o risco de largar no meio do pelotão. Eles tinham carro pra largar na frente. Os dois carros. Com 10 litros a menos em cada carro teriam feito a pole, dobradinha. Pra mim, é sem dúvida melhor largar na pole e parar quase junto com a maioria, do que largar mais pesado pra tentar ganhar posições nos boxes: 1º é que a equipe não demostrou ser tão rápida em pit stops. 2º é que largar dali é muito mais provável de acontecer um acidente na largada. 3 largando com um carro pesado, equipes com KERS ou mais leves podem pular na frente deles com mais facilidade. Enfim, o Brawn é o mestre das estratégias, mas eu com um carro melhor ia optar em largar da frente com certeza. A corrida promete ser a melhor do ano!!! Abs

Celso Massaqui disse...

Olá Ico, vendo os tempos e pesos dos carros dá a impressão que a Brawn realmente mascarou seu desempenho no Q2(lembra do seu post "Escondendo o Jogo"), pois pela diferença de tempos e pesos no Q3, com certeza eles teriam desempenho para serem mais rápidos que a RBR. Muita boa a informação daquele post, até o momento não ouvi nenhum jornalista "especializado" fazer esta análise, vc está de parabéns.
Abs.

Flávio Costa disse...

Eu acho que a gasolina está sendo pensada em função dos pneus. Carro leve, pneus macios. Carro pesado, pneus duros. Vamos ver qual estratégia será a melhor, macios no início ou macios no final.

Não podemos esquecer que os macios funcionaram melhor com a pista mais emborrachada. Teoricamente, macios no final é a melhor opção.

Eduardo Cruz disse...

Pois é, Ico, até tinha feito umas contas e +/- batiam com os teus cálculos. Só achei que, nessa situação, o stint dos pneus macios teriam que ser mais longos, e aí não bate com o que as equipes e os pilotos estão falando. Todo mundo diz que depois de 6 a 8 voltas (dependendo do carro), a queda no rendimento é muito acentuada, a ponto do Barrichello dizer que parece não estar mais guiando um F1, pois fica 6 a 7 segundos mais lento que o tempo dele mesmo.
Pelo cálculo 2,5Kg por volta, dariam os números que você falou. Mas não podemos esquecer que eles sempre procuram deixar uma sobra (pequena, é verdade) nos tanques, para o caso de algum imprevisto, e, é claro, pra evitar a pane seca.
De qualquer forma, será divertido aguardar pra ver o que acontece. Boa corrida a todos!

Eduardo Malheiros disse...

O que me impressionou positivamente foi a quantidade de combustível do Trulli. Esse carro da Toyota tem me surpreendido a cada dia que passa e com essa quantidade ele incomodar. Acho que ganha de duas a três posições na prova em situações normais.
Por fim, reitero com esses números a torcida e a confiança no Barrichello para essa corrida.

Grande abraço!

Henry disse...

ICO,
Pelo que falaram que o pneu duro demora pra esquentar, acho que são só 2 paradas mesmo (exceto SC ou chuva).

Outra tabelinha para ajudar nas especulações:
Peso DifKG Pos Piloto
637.0 _____ P02 Alonso
644.0 +07.0 P01 Vettel
646.5 +09.5 P03 Webber
648.0 +11.0 P19 Sutil
650.5 +13.5 P07 Rosberg
652.0 +15.0 P14 Glock
659.0 +22.0 P05 Button
659.0 +22.0 P18 Kubica
661.0 +24.0 P04 Barrichello
664.5 +27.5 P06 Trulli
673.0 +36.0 P10 Buemi
673.5 +36.5 P08 Raikkonen
679.0 +42.0 P09 Hamilton
679.0 +42.0 P11 Heidfeld
679.5 +42.5 P20 Fisichella
682.7 +45.7 P15 Nakajima
690.0 +53.0 P13 Massa
690.0 +53.0 P16 Bourdais
697.0 +60.0 P12 Kovalainen
697.9 +60.9 P17 Piquet

R/T disse...

Ninguem falou do Buemi (ao menos nos grandes sites e blogs) o carinha veio forte e vai acabar botando o Bourdais pra fora