terça-feira, 21 de abril de 2009

POSTAIS DA CHINA

A epopéia de táxi que eu vivi na China vai completar uma semana daqui a pouquinho, mais ou menos no mesmo instante que meu vôo decolar rumo ao Bahrein. Se no ano passado eu levei as mãos aos céus para agradecer quando deixei o país, agora eu saio um pouco melancólico de deixar para trás este cenário, a furiosa loucura de Xangai, a ilusória calma de Jiading, os monumentos impregnados de história, o olhar de incredulidade dos orientais medindo o turista ocidental.


Nunca é fácil vir para trabalhar. Mas, quem diria, ano que vem vou ansiar pela volta!


Nos vemos em Manama!


+++


Os prédios que sobem, a casa que navega.


Qiu Xia, o mais antigo jardim privado da China. E suas arcadas lindas!


Quem tem medo de cara feia?


A “Pearl Tower”, denominação em inglês que é desconhecida por todos os taxistas em Xangai


Em meio ao caos urbano, o trabalho meticuloso dos jardineiros


Um barco alegórico

Futuros campeões olímpicos?


“Tile o plodígio da Tolo Losso, ponha-o na Led Bull”, ensinou o profeta ao austríaco


Como diria o poeta Régis Bonvicino, em Xangai “nãosaídas. ruas, viadutos e avenidas


3 comentários:

Tuta Santos disse...

Ahahaha "o plodígio" foi muito boa. Conta a lenda que o Mateschitz descobriu a bebida energética em uma viagem para o oriente. Ele sentiu o jet lag e os locais deram a ele uma bebida estimulante, com taurina. Ele envasou (enlatou) no ocidente e o lesto é histólia pla toulo dolmir.

Info Lady disse...

Estar nestes cenários é realmente um privilégio. Aproveite sempre!

Hugo Becker disse...

Essa última foto é sensacional! Assim como a da Pearl Tower.