quinta-feira, 20 de agosto de 2009

CURTINHAS DE VALÊNCIA

Muito calor, ligeiramente aliviado com a brisa do mar que sopra nesta linda marina de Valência. Enquanto a tarde cai, vamos juntar algumas opiniões sobre um dia intenso no paddock mais extenso da temporada.


- Começando por Romain Grosjean: em sua primeira entrevista como piloto da Renault, ele tomou o cuidado necessário e apareceu sorridente e simpático com a imprensa do mundo que se acotovelou para ouvi-lo. No mais, usou exatamente o mesmo discurso de seu antecessor quando este estreou na categoria: sem grandes ambições para a corrida de estréia, quer apenas terminar a prova e aprender. Na Austrália no ano passado, deu tudo errado no final de semana de Nelsinho. Vale a pena acompanhar com especial atenção o desenvolvimento do trabalho de Grosjean neste.


- As mensagens de apoio a Nelsinho vieram em abundância hoje. Rubens Barrichello, que sempre recebeu críticas do pai Nelsão, vai ficar na torcida pela volta do filho deste. E fez a comparação famosa: “Nelsão era um grande piloto, mas que tem muito o que aprender como pessoa; Nelsinho é uma grande pessoa, que tem muito a aprender como piloto”. Mas a mais contundente e clara defesa veio justamente de Fernando Alonso. “A saída de Nelsinho foi triste pra mim; uma notícia um pouco surpreendente. Havia rumores, mas eu pensava que não eram verdadeiros. Ele é uma excelente pessoa, um grande companheiro e um piloto que tem muito talento. Ao chegar na F-1, teve alguns problemas para ser feliz com a equipe, mas talento ele tem, então espero que ele tenha outra oportunidade para mostrar tudo o que pode”.


- Luca Badoer também usou um discurso para diminuir as expectativas, dizendo que a prova deste domingo seria como um teste. Na desconfortável posição de substituir um substituto, se saiu bem nas entrevistas com a imprensa, assinalando a empolgação que viu no trabalho de Michael Schumacher para voltar às pistas e também elogiando a recuperação de Massa. Lamentou o problema no pescoço de um e vislumbrou uma volta às pistas em breve do outro. Parece ter assumido que vai mesmo fazer figuração no time. Muitos dos colegas da imprensa italiana acham que ele vai andar muito mal com o carro. Espero que não, mas é outro ponto a conferir.


- Interessante ouvir os pilotos da BMW admitindo como receberam a notícia da saída da F-1 com surpresa. Robert Kubica até falou que foi informado por e-mail. Um sinal mais do que claro que foi uma decisão: a) tomada de última hora; e b) feita totalmente pelos homens de cima, fora da espera esportiva da marca. O polonês e também Nick Heidfeld demonstraram confiança em permanecer na F-1 no ano que vem. O primeiro certamente fica. O segundo, poderia dançar.


- Falando em dança das cadeiras: Adrian Campos está dando uma entrevista para os colegas da rádio Marca, que estão aqui do meu lado, desmentindo a informação de que seu time terá Vitaly Petrov para o ano que vem. Aliás, preparem-se porque nas próximas semanas haverá uma chuva de rumores, não acreditem na maioria deles. A ida de Fernando Alonso para a Ferrari falta ser sacramentada oficialmente, nunca vi jornalistas do mundo todo concordarem sobre o mesmo rumor como neste caso. A partir daí, as vagas-chaves estão na McLaren (a de Kovalainen, que tem muito mais chances de sair do que de ficar) e na Renault, no lugar de Alonso. É atrás desses dois lugares, que vai cair o dominó.

5 comentários:

Rafa_Peñalver disse...

Icotdo certo? Mto se fala na ida do Alonso a Ferrari, mas não lia até hoje nada a respeito da situação do Kimi na F1, será que chegou a hora dele de sair da categoria?

Abraço Ico, parabéns pelo blog, adoro seus textos!

Marcelonso disse...

Ico,


Alonso na Ferrari é uma questão de dias,dessa vez ele vai mesmo!
Kovalento será mais um que perdeu o bonde,teve sua chance e não vingou.

Badoer vai sofrer muito,terá que usar muito desingripante.


abraço

Carol Lo Re disse...

Ai terá a chance e a vaga do piloto Bruno Senna! hehéhehe

Rianov Albinov disse...

OFF:
Ico, dê uma olhada nesta raridade! http://f1nostalgia.blogspot.com/2009/08/brincadeiras.html

Provavelmente a maior raridade que tenho!

Alan Magalhaes disse...

E serão mais dois os desempregados logo após o final de semana do GP Brasil deste ano. Anotem aí, com data e hora: O Toyota se despedirá da F1 após a prova do Brasil.