segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A ESPERA

Não deve estar sendo nada fácil para Felipe Massa ficar em casa, descansando. O piloto brasileiro não sente dores, não se lembra do acidente na Hungria e não tem nenhum medo de sentar num carro de Fórmula 1 novamente. Mas sabe que a necessidade de ter paciência nesse momento vai contra seu desejo natural de voltar a correr o mais rápido possível. Ontem, atendeu em São Paulo aos veículos que fazem a cobertura da categoria, numa ótima entrevista. O colega Paulo Galvão representou o grupo Bandeirantes de rádio e a mim também, que enviei algumas perguntas para serem feitas ao piloto. Massa falou bastante sobre os momentos vividos no hospital, o processo de recuperação e também de sua relação com a Ferrari (incluindo a questão do substituto), além de agradecer demais ao apoio recebido pelos torcedores.

Descontraído e à vontade, Massa não escondeu na entrevista que pretende voltar às pistas o mais breve possível. No início do mês que vem, um teste em Paris com os coordenadores médicos da FIA poderá determinar justamente o tempo em que isso pode ocorrer. A visita de Stefano Domenicali à Massa em São Paulo, além de sublinhar o prestígio que o brasileiro desfruta dentro da equipe, sugere também que a equipe já trabalha com a possibilidade dele voltar em breve, especialmente depois que Michael Schumacher não se mostrou apto a voltar à competição na Fórmula 1.

Antes do aval dos médicos, qualquer palpite sobre uma data é meramente especulativo. Mas está com muita cara de que, na altura do GP do Brasil, Massa já teria voltado. Para o público, seria um grande atrativo. E a Ferrari vem crescendo. Já imaginou se ele terminar a prova em Interlagos ocupando algum dos três lugares no pódio?

4 comentários:

Nervoso Descansado disse...

Legal, Ico. O curioso é que tem veículo brigado com igrej... outro veículo dizendo que o Massa deu exclusiva...

Klauss disse...

É...

Tou torcendo pra que o Massa seja como o Hakkinen, e volte ainda mais competente e mais rápido.

O Hakkinen tb teve aquele acidente horroroso em Adelaide em 1995, tb ficou em coma e tudo. E três anos depois deu a arrancada ao campeonato mundial...

Ficamos na torcida!

Abraços, Ico!

Luiz G disse...

Já imaginou se ele vencer em interlagos??...hehehehe

Eu tinha esperanças que, nesse ano, o Rubinho vencesse, ao menos, o GP do Brasil...mas acho que não vai conseguir ganhar nenhuma mesmo.

Prefiro contar com o Massa.

marconi disse...

Eu ouví ontem a entervista na RB!