segunda-feira, 22 de março de 2010

EM CASA LONGE DE CASA

Kuala Lumpur International Airport. Aqui estou eu pelo terceiro ano consecutivo, fazendo uma escala relativamente longa em meio ao longo caminho até Melbourne na Austrália. É um dos bons aeroportos pelos quais eu passo em uma temporada – o segundo melhor, na verdade, só perdendo para o incrível Chengi, aqui pertinho em Cingapura.

Depois de tantas viagens, você acaba desenvolvendo alguns comportamentos e exigências que realiza com a mesma naturalidade de quem respira. Quando desembarco num escala, minha primeira medida é buscar uma tomada. Como eu costumo trabalhar no avião – uma boa maneira para passar o tempo e combater o tédio da viagem longa –, recarregar as baterias do laptop é imprescindível. Saio andando pelos corredores, esticando o pescoço, fuçando embaixo de bancos para ver se há alguma.

Ao contrário dos antiquados prédios europeus, o KLIA é abundante nesse quesito. E com WiFi gratuito (um pouco lento, mas a cavalo dado não se olha os dentes), bons restaurantes, bancos confortáveis e banheiros limpos. Pequenos detalhes, mas que fazem toda a diferença. Por conta do ofício, de março a novembro faço dos meus ossos minha casa. Bom poder contar com algumas facilidades de vez em quando.

12 comentários:

Arthur disse...

Hehehehe

Estou a poucas horas de repetir esse mesmo ritual.

A única pequena grande diferença é do Aeroporto do Galeão para esse de Luala Lampur...

Boa viagem Ico!!

Marcela disse...

Maravilhosa essa foto, Ico!
Um dia passarei por ai, é um dos meus planos!
Bom trabalho pra ti!

Anônimo disse...

Sou a favor de que em aeroportos deveriam obrigatoriamente ter camas, ou pelo menos redários! Dá pra perceber pela foto que não é só no Brasil que as pessoas tem que esperar um bocado pelo seu voô, e que a vontade de tirar aquele cochilo não tem fronteiras! Minha última viajem tive q dormir sentado tmb... muito ruim! Pra tu, boa viajem!

Anônimo disse...

Ico,

Boa viagem até a Australia...
Uma dúvida que me perturba a dias: Que Lotus é essa com patrocínio "Petronas"? hehehe

Abraços,

Telo

Anônimo disse...

Ico, sempre observo os comentários que você faz sobre viagem e penso aqui comigo o seguinte : Já pensou em escrever um livro sobre estas viagens ?

Abraço
Edson

Marcelonso disse...

Ico,

É meu nobre,nem tudo são flores nesta sua labuta!

abraço

Ron Groo disse...

Verdade, durante a temporada cê vive mais em aeroportos que em casa...
Dava um bom livro isto: Minha vida nos aeroportos.
Contando coisas, pequenos causos que você viu mundo afora. Deve ter umas histórias boas...

Tuta Santos disse...

QUER TROCAR?

CelsoAM disse...

Ico, boa jornada na Austrália!

Vc chegou a ver o vídeo (race edit) do GP do Bahrein no site da F1? A curta (cutíssima) introdução com as lendas deste esporte é fantástica!

Segue tb o link de um retrato à mão que fiz em homenagem aos 50 anos do Senna:

http://twitpic.com/1ahlei

Abraços!

Paulo Cunha disse...

"Faço dos meus ossos minha casa" é genial!

Quem já trampou alguns meses fora de casa sabe dessa sensação. O único espaço seu, é seu próprio corpo.

Strider disse...

Você é um explorador cara, suas postagens no estrangeiro são sempre inspiradoras. Imagino que o trabalho seja árduo, mas conhecer outros países e ver a F1 de perto... isso deve recompensar bastante.

Abraço, visita-me se puderes.

JcroB disse...

Ico:
V. anda (e voa) inspiradíssimo, como mostra a frase destacada acima pelo Paulo Cunha. E também faço coro aos que o estimulam para escrever um livro sobre sua experiência, ou mesmo uma ficção baseada em sua vivência fantástica.
Boa viagem e (como sempre)excelente trabalho.
Logo, logo nos veremos.