terça-feira, 27 de abril de 2010

NA SAÚDE E NA DOENÇA

Flavio Briatore confirmou numa entrevista publicada hoje no “Speedweek” o que eu já comentava no último “Credencial”: ele continua atuando como empresário de Fernando Alonso. Era algo que já tinha ficado claro depois de suas declarações recentes atacando uma falta de hierarquia definida em relação aos pilotos da Ferrari.

O italiano explica na entrevista: “Os pilotos também não queriam sair (N.R.: de sua empresa). Se isso poderia continuar, dependia dos passos judiciais que haviam sido tomados contra mim. Ainda bem que isto terminou agora”.


Briatore deixa claro. “Quero deixar o caso de Cingapura para trás e ter uma relação normal com a FIA. Era importante acharmos juntos uma solução razoável para o caso. Um acordo extra-judicial foi o caminho mais inteligente”, explicou.


De qualquer jeito, difícil imaginar que Briatore não esteve envolvido nas negociações que colocou Alonso na Ferrari. O anúncio foi feito em outubro do ano passado no GP do Japão, quando o polêmico italiano estava banido pela FIA. Tudo leva a crer que o acordo havia sido fechado muito antes disso. E talvez a Ferrari queria originalmente anunciar o acordo em Monza, o que obviamente se tornou impossível em meio ao temporal que Briatore e a Renault (então o time de Alonso) viviam naqueles dias.


Briatore afirma na entrevista que não pensa em voltar à Fórmula 1 como chefe de equipe, mas que continua acompanhando tudo com interesse porque tem “muitos amigos por lá”. Sua volta ao paddock, ainda que apenas no papel de empresário do espanhol, parece mera questão de tempo. Uma pena. Como disse também no “Credencial”, ele não faz a menor falta no ambiente. Eu não gosto do Briatore, do seu modus operandi e de como ele é arrogante. Obrigado ao Alonso por manter o câncer vivo.

8 comentários:

edson disse...

Acho Alonso um piloto formidavel, excepcional, mas um velho ditado me intriga sempre nesses casos : "Digas com quem andas que eu te direi quem és "

Todo grande piloto tem alguma mancha em sua carreira e pra mim a do Alonso foi não ter tomado parte no caso Cingapura. Deixou claro, ainda que sem palavras, que ele sabia de tudo e manter o Briatore como empresário (independente da amizade entre ambos) denota claramente que ele de tudo sabia.

Edson Barros

Fabio de Deus disse...

Muita gente pode não gostar do Briatore, mas acredito que o Alonso tem varios motivos para ser, no minimo, agradecido ao italiano. Briatore arrumou pro espanhol uma vaga na Minardi quando ele não tinha nem 20 anos ainda, e dpois que ele ficou sem correr em 2002, Briatore arrumou uma vaga na Renault e confiou no talento do espanhol quando mtos não acreditariam... acho q o Alonso está apenas retribuindo td o que o Briatore fez para ele no inicio da carreira...

Anônimo disse...

No estadio Formula 1 futebol clube o placar eletronico marca: Flavio Briatore: Tres, Nelsinho Piquet Zeeerooooooooo.

Que goleada do mafioso safado nos vingativos Piquet´s.

O ministério das corridas avisa: Jogar merda no ventilador estando a frente dele, só vc se meleca todo.

Chooooraaaaaa Nelsinho Piquet!!!

Érico disse...

Daí se conclui que tipo de pessoa o Alonso é...

Ron Groo disse...

Em minha opinião o problema é: Dá para acreditar no que diz Flavio Briatore?

Arthur disse...

Não sei Ico,posso estar enganado,mas o que me parece é que o Alonso é uma PESSOA suja.Assim como seu empresário.

Sei que voce mesmo disse em um "Credencial" que ele não é um "mau caráter".
Mas não faltam fatos que me levam a pensar isso.

De cabeça,lembro das várias rixas e atritos com vários pilotos.
Da briga com Massa.Do fato de ser uns dos pilotos mais "chorões" do paddock.Da sua relação com Hamilton e McLaren.Das várias manobras esquisitas,que sempre geram reclamações de pilotos ou,no mínimo,discussões na mídia.
E por último,da sua posição no caso de Cingapura.
Entre outros que não sei ou não me recordo...

Pode ser um baita piloto.Talvez o melhor do grid.Mas que sua índole é duvidosa,isso é.Só não entendo pq isso não é tão discutido.
Penso que o Schumacher é um cara bem melhor que o Alonso,mas sua fama de "sujo/mau cárater/trapaceiro" ainda é muito maior que a do espanhol.

Valeu Ico!
Grande abraço!!

Bia disse...

Briatore realmente tem um caráter bem duvidoso, acho que faz falta no cenário da formula 1 por ser uma figura polêmica e sempre colocar lenha na fogueira(apenas por isso), mas quanto ao Alonso continuar junto com ele acho mais que justo, muito fácil para ele seria dar as costas para ele agora, que pode ter milhões de defeitos mas sempre foi incentivador da sua carreira e os dois sempre pareceram ter uma relação muito próxima, na minha opinião, Alonso tem que ter sim, no mínimo um sentimento de gratidão por Flavio Briatore.

Anselmo Coyote disse...

"Alonso tem que ter sim, no mínimo um sentimento de gratidão por Flavio Briatore."

Com certeza. As afinidades existem para unir as pessoas. Afinal, um chefe de equipe que f*deu Deus e o mundo, chegando até a acabar com a carreira de um jovem piloto, mandando-o bater num muro unicamente para o Alonso ganhar um GP e enganar os patrocinadores...

Preciso dizer mais alguma coisa? Não. Aliás, eu nada devia ter dito (mas to com preguiça de apagar - ctrl A, crtl X). Bastava lembrar meu avô dizendo "Meu filho, um gambá fareja o outro.".

Briatore e Alonso são gente "muuuuito" boa, mas se puder evitá-los será melhor.

Abs.