sexta-feira, 25 de junho de 2010

FERRARI AO ATAQUE

O panorama dos treinos livres de sexta-feira sempre é um pouco turvo. Mas são contundentes os indícios de que a Ferrari vem forte na sua busca para reviver na briga de performance contra Red Bull e McLaren. A aposta é nesta versão completamente revisada do F10. Afinal, o carro tinha duas deficiências óbvias: uma aerodinâmica pouco eficiente que o atrapalha em pistas velozes; e uma dificuldade em aquecer os pneus rapidamente, o que se refletia praticamente em todos os circuitos. Por isso mesmo, a prova dos nove da turma de Maranello será na classificação amanhã. Uma sessão, aliás, que tem um peso enorme aqui em Valência, uma pista pouco generosa em chances de ultrapassagem.

Apesar do discurso geral pregar que esta é uma corrida como todas as outras, a realidade é que há uma certa urgência para que o novo pacote dê resultados. Se não der, o time deve aproveitar que as regras do ano que vem foram finalmente delineadas e alocar esforço e recursos no próximo modelo, aproveitando também a chegada de Pat Fry, ex-McLaren, em Maranello.


Mas parece que as mudanças no carro deram certo. Fernando Alonso ficou com o melhor tempo da sexta-feira e Felipe Massa terminou em sétimo, contando com uma dose de sorte ao conseguir voltar ao segundo treino livre, mesmo depois de ficar pelo caminho após uma rodada no primeiro terço da sessão. Num carro com novidades, é sempre importante acumular um bom tempo de pista para aprender a explorar suas possibilidades. Na parte da manhã, o brasileiro havia ficado em quinto.


Para o campeonato, seria bom se o F10 mostrasse ao menos um arroubo de força na briga com o RB6 e o MP4-25. E, sejamos otimistas, mesmo o W01 da Mercedes mostrou um bom potencial hoje com Nico Rosberg, depois de equipado com uma versão mais desenvolvida do duto de ar. Há um equilíbrio grande na tabela e seria muito bacana se ele fosse transferido também para a performance pura de pista. Tornaria ainda mais legal um campeonato que vai chegando a sua metade com tudo para ser lembrado como um dos melhores da história.


(Foto Luis Fernando Ramos)

8 comentários:

Lucas Lemos disse...

Ico, você pode informar se a mecânica das equipes atuais, é muito próxima, e o que realmente manda no desempenho é a aerodinâmica?

marconi disse...

E o Massa levou pau novamente...

Ron Groo disse...

Não sei... Até o sétimo lugar os tempos estão muito próximos e parelhos, como sempre acontece quando há um brilhareco na sexta.
Vamos aguardar, mas acho que não vem tão forte assim. Ainda aposto no melhor equilibrio da Rede Bull (Red e Rosso para melhor servir).

Paulo Cunha disse...

Lemos, as equipes de ponta são uma coisa, as de trás são outra coisa...

Nas da frente o trio Mclaren, Ferrari e Red Bull tem de mecânica Mercedes, Ferrari e Renault respectivamente, a diferença é no ganho aerodinâmico.

Na mesma mecânica Mercedes, Ferrari e Renault, temos a Mercedes flecha de prata, Toro Rosso e Renault Lada. Mesmíssima mecânica do trio da frente. Já o projeto do carro não.

Interessante, né? Não basta acelerar bem... tem que ter um conjunto que põem melhor a força no chão.

Paulo Cunha disse...

Lemos, piloto de RFactor que faz pergunta difícil deveria ser banido do universo :)

Eu respondi com o pouco que sei, lembrando que conjunto motor-cambio são o coração do carro do ponto de vista mecânico.

Entretanto, não é nas equipes "donas" do motor que temos o melhor aproveitamento do conjunto mecânico. Há um ganho muito considerável na passagem de forças do perfil do carro para o chão.

Você como piloto de RFator sabe o que é fazer uma curva sem e com aderência. As equipes de ponta, disputam o ganho aerodinâmico, as de trás ou estão atrás desse ganho, ou estão atrás do motor também, como Virgin e Willians,

Paulo Cunha disse...

Virgin? Desculpe, como Lotus e Willians.

Kico disse...

Ico,
A pergunta do twitter:
@blogdoico Ferrari, Williams, Red Bull com atualizações, McLaren e Mercedes sem atualizações, é isso?
E o Massa na frente do Alonso na Q2, melhor adaptado a new version?
Boa Jornada & Abs

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Kico, todas estas grandes trazem sempre algumas novidades para as corridas, isto é corriqueiro. Mas só a McLaren não trouxe nada MUITO grande. As outras, sim.

Abs!