terça-feira, 24 de agosto de 2010

OS CANDIDATOS


Cinco pilotos, um título: é muito raro um mundial de Fórmula 1 entrar na sua fase decisiva com tantos candidatos. Como prometido, aqui vai uma ligeira análise de cada um deles. Uma turma de ótimos nomes, que inclui três campeões mundiais e dois postulantes famintos por uma primeira conquista.

MARK WEBBER
Australiano, 33 anos, conseguiu escalar a tortuosa escada até a Fórmula 1 graças a uma incrível autoconfiança. Sempre foi uma pessoa direta, das que dizem o que realmente pensam. No passado, com a falta de resultados, isto lhe rendeu um rótulo de “marqueteiro”. Pode estar dando a resposta a isso neste ano. Faz o estilo trabalhador, pois sabe que não é um talento natural como muitos de seus rivais nesta briga.

Pontos fortes:
- Ritmo de corrida
- Domínio psicológico do companheiro de equipe

Pontos fracos:
- Inconstante. E um final de semana apagado pode custar caro na disputa
- Perdeu simpatia dentro da equipe com críticas públicas.


LEWIS HAMILTON
Inglês, 25 anos, é um dos maiores fenômenos surgidos na Fórmula 1 nos últimos anos. Entrou pela porta da frente, é verdade, mas recompensou isto com vitórias a cada temporada e a conquista de um título mundial. Começou a temporada no contrapé, mas depois acertou a mão e passou a conquistar o melhor resultado possível – ou até mais que isso – para o desempenho do carro em cada pista.

Pontos fortes:
- Espírito combativo
- Superioridade no duelo interno da equipe

Pontos fracos:
- Performance atual do carro
- Histórico de erros na pressão da disputa de um título


SEBASTIAN VETTEL
Alemão, 23 anos, é outro nome cujo talento garantiu uma entrada impressionante na Fórmula 1, culminando numa improvável vitória com uma equipe nanica. Se colocou na disputa pelo título nestes dois anos na Red Bull, mas é propenso a erros e ainda não se mostrou capaz de vencer uma corrida em que tenha terreno a recuperar depois da largada. Mostra também dificuldade em aceitar a boa forma de seu companheiro de equipe.

Pontos fortes:
- Velocidade pura
- Tem a simpatia dos chefes da equipe que tem o melhor carro

Pontos fracos:
- Erra mais do que deveria
- Se abate muito por um mau resultado


JENSON BUTTON

Inglês, 30 anos, combateu a fama de playboy com muito trabalho, conquistando vitórias e o título mundial do ano passado. Sua ida para a McLaren lhe rendeu críticas, que desapareceram depois de dois belos triunfos no início do ano. Depois, caiu um pouco de performance, mas continuou somando pontos para se manter na briga pelo título – um filme parecido ao que vimos em 2009.

Pontos fortes:
- Ótima leitura de corrida
- Performance em situações adversas

Pontos fracos:
- Performance em classificação
- Momento claramente inferior dentro da equipe


FERNANDO ALONSO

Espanhol, 29 anos, dono de dois títulos mundiais e tido como o piloto mais completo da F-1 atual por muitos de seus colegas. Sua união com a Ferrari começou com uma vitória e o piloto logo ganhou o status de líder da equipe italiana – nos resultados e na politicagem. Com o crescimento de performance do F10, aparece em boas condições na briga pelo título, mas os pontos que jogou fora por erros no início do ano podem ser fatais.

Pontos fortes:
- Não deve perder mais pontos para o companheiro de equipe
- Experiência: é sua quarta disputa de título, mais vezes que todos os rivais

Pontos fracos:
- Está errando muito e isto pode lhe tirar a tranqüilidade na reta final
- A sombra de Hockenheim ainda paira sobre a Ferrari e os 25 pontos conquistados lá podem desaperecer

(Foto Red Bull)

7 comentários:

E. Souza disse...

Veja só, ate pouco tempo atraz Webber era tido por todos como leão de treino, agora um dos pontos fortes é o ritmo de corrida, torço por ele, é um grande piloto, alem de ser mto parecido com o Dick Tracy

tibone disse...

Votei no Webber, ele me parece o mais estável de todos os postulantes a coroa deste ano.

Talvez seguido do Button, mas o Webber tem mais carro e está mais motivado, por nunca ter sido campeão.

Renan do Couto disse...

Cara, minha torcida vai para Webber e Button, mas acho que fica entre os dois da Red Bull. Depende apenas de as circunstâncias de prova não atrapalharem, como tanto atrapalharam esse ano.

Button e Hamilton vão depender do desempenho do carro, assim como Alonso, e os três precisam secar a Red Bull.

Renan do Couto disse...

Ico, poderia dar uma olhada no meu blog? Abraço

Fleetmaster disse...

Ico, pelo que li no seu post, eu estou apostando em Webber!!

Julio Cesar disse...

nem me dei ao trabalho de ler nada.

Weber.ponto.

A isso ja fiz uma postagem em:
http://alfaminiatures.blogspot.com/search/label/weber

Julio

PS:me bastam os 40 anos que acompanho a F1.

Cazé disse...

Eu achava q o Alonso era o melhor piloto da atualidade, e q o Massa iria perder no confronto direto. Mas vendo essa temporada até agora, penso q o melhor mesmo é o Neguinho. O mais arrojado e muito rápido.

PS: "Neguinho" carinhosamente.