quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

NAS MÃOS DAS EQUIPES

As equipes da Fórmula 1 se reúnem a partir de hoje para quatro dias de testes em Jerez de la Frontera, na Espanha, para continuar o trabalho de desenvolvimento dos carros para a temporada. No centro do trabalho está encontrar um bom acerto para minimizar o
desgaste elevado dos pneus Pirelli que foi observado na última semana em Valência.

Há quem tema uma situação ainda mais complicada, já que o asfalto de Jerez é ainda mais abrasivo. Mas tive uma conversa exclusiva em Valência com o diretor-esportivo da marca italiana, o inglês Paul Hembery, e ele garantiu que os times terão a situação sob controle. “Pode ser um circuito que não é usado na temporada, mas nós já andamos aqui e sabemos o que esperar. Teremos pequenas revisões nos nossos compostos super-macio e médio, mas era algo já previsto pelas informações colhidas nos nossos testes mais recentes em Abu Dhabi e no Bahrein. A partir de Barcelona, na próxima semana, teremos os compostos selecionados para toda a temporada”, afirmou.

Hembery se mostrou um pouco surpreso com tantas reclamações quanto ao desgaste de alguns dos compostos em Valência. Ele garante que a Pirelli agiu de acordo com o interesse do cliente. “Eles (pilotos) queriam um consumo elevado e é o que nós estamos lhes dando. No ano passado, eles reclamavam que o pneu era muito duro. Nossa meta é termos corridas com duas paradas e tudo está sendo feito para isso”.

O inglês garantiu que os pneus para a temporada estão prontos, inclusive os de chuva. E jogou a responsabilidade do bom funcionamento deles para as equipes. “A pré-temporada serve justamente para que elas entendam como carros, pilotos e pneus interagem entre si. O desafio agora é descobrir quais seriam as estratégias possíveis numa situação de corrida. Faz tempo que enviamos dados sobre as características dos pneus e seus formatos, então as equipes já têm uma ideia muito clara de como trabalhar no melhor acerto para os carros. Neste estágio, não há muito o que possamos fazer para ajudar”, afirmou.

Pedi para que ele esclarece melhor essas variantes estratégicas. Afinal, que tipo de diferença vai existir entre os dois compostos obrigatórios numa corrida? “Esperamos buscar cerca de meio segundo de diferença entre eles”, responde ele. “Seria o ideal. Pode ser mais em alguns circuitos, menos em outros porque isso depende de muitos fatores, em especial com o clima que é algo difícil de prever com antecedência. Mas a meta é essa”.

Hembery também negou que a diferenciação dos compostos será feita pelas cores da pintura da marca em cada tipo de pneu. “Isso foi uma invenção da mídia, que deve saber mais do que nós. Afinal, ainda nem decidimos como será. Só mesmo no Bahrein”, garantiu o inglês, que se mostra animado com a proximidade do início do Mundial nesta volta da Pirelli à F-1. “Sabíamos que o tempo seria apertado. Mas foi um trabalho desafiador e, ao mesmo tempo, estimulante. Não vejo a hora de chegar no Bahrein”, avaliou.

5 comentários:

Barata disse...

Vai ser interessante estrear esse pneu no calor do deserto

Bruno disse...

Esse povo da F1 nunca ta feliz com nada. Se o pneu é duro demais, reclamam. Se o pneu desgasta, reclamam. Querem o quê?

Agora, sério. Não adiantará muito esse desgaste maior se não houverem estratégias "kamikaze" em algumas corridas. Tomara que alguém tente alguma loucura de vez em quando.

Ingryd Lamas disse...

Acho bom que os pneus tenham desgaste maior, já que isso significaria mais paradas. Bem, significaria, pq tem um piloto no grid que vai é se dar muito bem com isso. O que vai ter de Jenson Button ganhando prova pq preservou melhor, não tá no gibi. E aí, eu vou dizer que ele só ganha corrida pq é sortudo, como sempre. hahaha
Enquanto isso, acredito que alguns pilotos terão mais dificuldade, como Rubens e Hamilton, exemplo. Bahrein vai ser o Samba do Crioulo Doido pra quem é agressivo demais e exige mais que o inglês boa pinta dos seus pneus. Falta pouco, ainda bem.

Bjo bjo

ps.: Ico, o banner do blog tá lindo! Há possibilidade de você disponibilizar o banner como arquivo? Assim, do jeitinho que está, gostaria de postá-lo lá no AthenaGP (com crédito, link e tudo que deve) na modesta "corrente" de desejos de melhora veloz do Poloês!

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Ingryd, fica à vontade, toda corrente a favor do Kubica é bacana! Clica com o botão direito do mouse na imagem e dá para vc salvá-la.
Bjo

andre jung disse...

ainda acho muito questionável que a Pirelli tenha deixado de patrocinar o Glorioso Verdão em troca de oferecer "sapatos" na F1! humpf!!!