quarta-feira, 25 de julho de 2007

BATEU-SE O MARTELO NA SPYKER

E quem deu o lance mais alto foi o japonês Sakon Yamamoto, que disputa atualmente a GP2 pela BCN Competición. É o que noticia a Autosport nesta manhã de quarta-feira, normalmente uma fonte confiável. Pelo apoio de empresas japonesas que ele tem, deve ser verdade mesmo. Yamamoto, todos lembram, correu pela Super Aguri no ano passado a partir do GP da Alemanha. Eu estava lá e ouvi suas primeiras declarações como piloto titular. É um cara tranqüilo e simpático, aliás, algo bem comum nos pilotos nipônicos.

Mas n
ão é muito do ramo: nas sete provas que disputou, rodou algumas vezes, foi vítima de muitas quebras e seu grande momento foi ter marcado a sétima melhor volta da prova no GP do Brasil, aquele corridão do ano passado em Interlagos. Fama mesmo, ganhou quando tomou um pito e uns empurrões de Nick Heidfeld ao final do GP da China. Injustamente, diga-se de passagem, pois o verdadeiro alvo da fúria do alemão era o seu colega Takuma Sato. Tudo indica que o pobre Sakon só servirá mesmo para fazer a alegria de Adrian Sutil até o fim deste ano. O alemão vai sobrar nesta disputa.

3 comentários:

Lucas Carioli disse...

Acho legal o Yamamoto. É o único piloto de F1 nascido no mesmo ano que eu, 1982. Não sei porque, dou valor para essas coisas.

Mas é uma pena Winkelhock não ficar. Ele é muito mais "a cara" da Spyker que o japonês.

Abraços!

Rafael Rego disse...

Gosto do Yamamoto.Eu estava lá em Interlagos ano passado, e pela boa corrida que ele fez, não ficando para trás em relação a muita gente da frente, me chamou a atenção.Além do que, pelo que me lembro do campeonato passado, ele não foi nenhum saco de pancada do Sato.

E parabens pelo Blog, Ico, tá muito bom mesmo.

Anônimo disse...

"Tudo indica que o pobre Sakon só servirá mesmo para fazer a alegria de Adrian Sutil até o fim deste ano. O alemão vai sobrar nesta disputa"

Sakon de pancada?

Seus leitores também sabem fazer trocadilhos!

LoL