segunda-feira, 30 de julho de 2007

O ARROTO DE CHRISTIAN KLIEN

No GP da Hungria de 2005 entrevistei diversos pilotos para uma matéria especial para a revista Racing sobre a falta de ultrapassagens na Fórmula 1. Aproveitava aqueles ridículos cinco minutinhos que as equipes reservam para que seus pilotos conversem com a mídia e fazia as minhas perguntas. Claro, com as estrelas do espetáculo como Alonso, Schumacher ou Räikkönen nem tive tempo de fazer o questionamento. Do pelotão do meio para trás, porém, o contato era bem mais fácil e cheguei a ter ótimas respostas, especialmente do sempre simpático Takuma Sato.

Com Christian Klien foi mole. Cheguei ao motorhome da Red Bull no horário marcado e ele atendia três jornalistas austríacos, mais ninguém. Sentei-me e coloquei meu gravador na mesa, ligado, para pescar um pouco da conversa dele com os meus colegas. Klien não me conhecia e aproveitou para fazer uma graça grosseira aos seus compatriotas. “ que esse idiota não está entendendo nada, vou dar uma declaração exclusiva”. Pegou meu gravador na mesa, levou-o à boca e deu um sonoro arroto. Dois dos jornalistas riram. O terceiro, com quem eu tinha trocado umas palavras, balbuciou: “Mas... ele fala alemão”. Klien ficou vermelho que nem uma pimenta, desculpou-se e me deu depois uma entrevista bem disciplinada, mal conseguindo me olhar nos olhos.

Mesmo antes do episódio, quando via ou lia entrevistas dele para a mídia austríaca, sempre ficava com a impressão de ser uma pessoa arrogante e infantil. para notar que estas características estão comprometendo completamente sua carreira. Quando ele assinou com a Honda, declarou aos jornais daqui que estava confiante em correr em 2008, no lugar de Rubens Barrichello. “É mostrar que sou mais rápido que ele nos testes”. Pois bem, está certo que Klien mal andou neste ano, mas pelo jeito não impressionou muito a sua equipe. A Honda ainda não extendeu seu contrato de piloto de testes. Mas assinou com os jovens ingleses James Rossiter e Mike Conway.

O austríaco ainda tenta uma vaga na Spyker no ano que vem, mas parece difícil que a equipeabrir mão de Adrian Sutil – e o segundo cockpit estaria reservado para algum piloto pagante. Na Red Bull/Toro Rosso, suas chances são nulas. Quando foi dispensado no ano passado, lhe ofereceram uma vaga na Champ Car, com tudo pago. Mas ele declinou, fazendo a opção de batalhar por um lugar na Fórmula 1 – uma atitude que caiu muito mal para Dietrich Mateschitz. O holandês Robert Doornbos aproveitou e pegou a oferta. Está lutando pelo título com Sébastien Bourdais e fazendo um bonito cartaz para, quem sabe um dia, voltar à categoria principal.

Christian Klien muitas portas se fechando. A fila vai andando e, deste jeito, ele vai acabar tendo de procurar emprego em outras plagas, provavelmente em alguma categoria de turismo. Bem feito. Quem sabe assim ele aprende a não sair por chamando jornalistas de idiotas. Um pouco de humildade e bons modos nunca fez mal à ninguém.

6 comentários:

Lucas Carioli disse...

O problema é que alguns pilotos acham que os jornalistas não sabem de nada, que são pilotos frustrados. Coitado desses pilotos, se metem em cada roubada, hahaha!

Abraços!

L-A. Pandini disse...

Ico, eu não lembro do teor exato das declarações. Mas na pré-temporada de 2004, ano em que ele estreou na F1 pela Jaguar, Klien soltou várias bravatas do tipo "Schumacher não é tão bom assim". Veja no que deu...

Aliás, é de notar que Juan Pablo Montoya e Jacques Villeneuve, dois falastrões que sempre tentavam minimizar os méritos de Schumacher, saíram da F1 totalmente por baixo: demitidos no meio da temporada passada. O alemão saiu no final do ano - e por cima, mesmo perdendo o título para Alonso. Como dizia minha professora do primário, "em boca fechada não entra mosquito".

Eduardo disse...

Realmente eu não consigo entender certos pilotos de F1. Hoje em dia vemos Hamilton, sempre feliz, parece ser o único que percebe como tem sorte de estar onde está, o único que adora o que faz e que tem paixão por pilotar carros de corrida.
Os outros parecem ser playboyzinhos de família rica que ganharam um kart de presente do pai quando tinham 4 anos e se acham no direito de insultar qualquer pessoa.
Ridículo esse ato do Klien.

Juliano "Kowalski" Barata disse...

Ave, que cara escroto! Mas o embaraço dele pagou com juros. []s

Rodrigo Romao disse...

Cara mais imbecil, hein? =|

O pior é o cara se achar, quando mal fez algo da carreira dele. =/

Uncle Bernie disse...

Christian QUEM???