terça-feira, 16 de outubro de 2007

HUMOR EM SINCRONIA

Eles estão em uma situação completamente distinta. Felipe Massa tem um contrato de mais três temporadas com uma das melhores equipes da Fórmula 1 – e a perspectiva de um futuro de muito sucesso pela frente. Do outro lado, Rubens Barrichello se debate com um carro ruim e a expectativa de encerrar 2007 como sua pior temporada na Fórmula 1. Mas os dois esbanjaram bom humor durante e depois da coletiva de imprensa da Bridgestone, hoje em São Paulo.

Massa, claro, era só sorrisos com a notícia do dia. Foi uma ducha de água fria em muitos que davam como certa a transferência de Fernando Alonso para a equipe italiana, fosse no ano que vem ou em 2009. O brasileiro contou que as conversas sobre um novo contrato ocorreram ao longo do ano e que o acordo foi selado após o GP da China. E já pensa no futuro: “A expectativa é usar tudo o que a gente aprendeu nestes dois anos e ter uma evolução ainda maior nos próximos três anos”. No melhor estilo Michael Schumacher, dividiu com a equipe a responsabilidade pelas oportunidades perdidas neste ano. “Quando eu erro, eu admito. Quando a equipe erra, conversamos internamente. Mas a gente sempre ganha – ou perde – juntos, nunca por culpa de um ou de outro”.

Rubens Barrichello apoiou a iniciativa da Ferrari. “Eles fizeram um grande negócio, dando continuidade a alguém que mostrou muita velocidade neste ano, ainda que faltasse um pouquinho de sorte para ele carimbar o campeonato. Mas acho que ele tem tudo para dar um título para o Brasil. Principalmente sem o Schumacher por lá”.

O piloto da Honda roubou a cena na entrevista coletiva, mostrando deboche ao comentar sobre seu carro e também sobre seu time do coração, o Corinthians. Quando perguntado se iria sentir os efeitos de correr em sentido contrário ao habitual (Interlagos e Istambul são as duas únicas pistas do calendário no sentido anti-horário), Barrichello disparou. “Meu carro é tão lento que não vai fazer a menor diferença”.

Em 12 anos cobrindo o GP do Brasil, nunca vi Barrichello tão descontraído na semana da corrida. A completa falta de pressão por resultados parece lhe estar fazendo muito bem. Certamente, seu passado aqui poderia ter sido outro se ele sempre tivesse agido desta forma.

3 comentários:

bafo disse...

Herr Ico, você nao acha que o Barrichello tá exagerando nessas críticas públicas ao carro da Honda (embora ela esteja merecendo)? acho que ele está sendo um garoto anti-propaganda. Parece que está querendo ser dispensado...

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Bafo, perguntei à ele algumas vezes ao longo do ano sobre isso, e ele disse que é um consenso dentro da equipe que o projeto é um desastre e que, nas reunioes com os engenheiros, os próprios técnicos sao os que mais fazem piadas do carro. Ao que parece, a crítica dele é aceita lá dentro.

Guilherme disse...

hihaisuhai, essa foi boa ico. tomare que pelo menos acertem a mão ano que vem.