domingo, 7 de outubro de 2007

SCHADENFREUDE

No idioma inglês, existe umgermanismo”, uma palavra alemã que foi incorporada ao léxico local: Schadenfreude. Uma tradução ao da letra seria “alegria pelo dano”. O vocábulo designa aquela sensação de riso incontrolável que temos ao ver alguém tropeçar na rua e cair, uma malícia inerente ao ser humano em ver o outro em apuros. Schadenfreude é o que boa parte dos que assistiram ao GP da China sentiram na volta 32, quando Lewis Hamilton cometeu um erro primário na entrada dos boxes e atolou sua McLaren na caixa de brita.

Ele estava com os pneus “no osso” e a equipe teve sua parcela de culpa em não chamá-lo para os boxes antes, mas a verdade é que o piloto inglês cometeu seu primeiro erro na temporada justamente quando não podia, no momento de decisão. Pela primeira vez, seu status de estreante floresceu. A pressão por disputar um título não é mole. Porque foi um erro absolutamente ridículo.

Convenhamos: o que impediu Lewis Hamilton de ser campeão neste domingo foi não conseguir fazer uma curva a 60 km/h! Sim, a entrada estava úmida e seu carro estava ligado ao chão por um esboço de pneus. Mas quantos pilotos não passaram por ali, em situação parecida, sem o menor problema? Quando o inglês finalmente desceu do carro, depois que Ron Dennis ficou se descarecando em frente ao monitor da tevê (ah, Schadenfreude), Kimi Räikkönen entrou nos boxes com a maior naturalidade do mundo. E o estado dos pneus no carro do finlandês também não era essas coisas.

O mesmo Ron Dennis, que vive se gabando de tratar Hamilton e Alonso de forma igual (e tem gente que acredita), admitiu depois da corrida que o problema impediu o título porquechegar em segundo atrás de Kimi não influenciaria em nada. Estávamos disputando com Alonso”. Sim, as palavras dele foram essas. É compreensível que um chefe de equipe tente resolver uma contenda da forma mais rápida possível. Mas ao fazer a opção de “disputar com Alonso” e esquecer Kimi, Dennis correu um risco e se deu mal: o piloto da Ferrari também chega ao final com chances de ser campeão. Sem falar no desafeto que habita seu próprio motorhome.

É Hamilton quem ainda tem as maiores chances. Ele desembarcará em Cumbica com quatro pontos de vantagem para Alonso e sete para Räikkönen. Olhando em retrospecto, sua diferença para o espanhol foi obtida no grito: Alonso largaria na pole e tinha grandes chances de vencer o GP da Hungria, mas sofreu uma punição abstrata baseada em achismos e caiu para o fundo do grid. Ao invés de abrir dois pontos de vantagem para o “F-1 Darling” naquela corrida, ele perdeu cinco.

É esse tipo de intervenção na disputa do campeonato que me faz torcer para que piloto X ou Y seja campeão: para que uma espécie de justiça esportiva seja feita. No ano passado, depois da punição absurda que Alonso sofreu em Monza, desejei que ele fosse campeão em cima de Michael Schumacher. Neste ano, espero que um milagre aconteça e que Kimi Räikkönen ganhe o títuloassim não pairam dúvidas sobre a limpeza do processo de desenvolvimento do carro do campeão.

Não tenho nada contra Schumacher, Alonso, Hamilton ou Räikkönen – acho todos eles grandes pilotos, e mesmo os dois que nunca foram campeões do mundo são dignos de sê-lo. Mas com tanta mão recebida neste ano, espero que Hamilton não o seja – neste ano, ainda não.

+++

Mas, deixando a Schadenfreude de lado e colocando os pés no chão, eu apostaria que Hamilton ganha o título no Brasil sim. Ele precisa chegar em segundo lugar, mesmo que Alonso ganhe. Interlagos tem todas as características boas para o MP4-22 e a McLaren deve andar mais que a Ferrari por . Se não chover, o inglês pode correr a 90% de sua capacidade que termina em segundo lugar.

Ele ainda está com o título nas mãos. É não errar de novo.

10 comentários:

Caíque. disse...

Deus escreve certo por linhas tortas. Gostaria apenas de saber o que estariam escrevendo se a mandada do Lewis tivesse sido dada pelo Massa.
Espero que a Ferrari ande bem no Brasil, aliás acho que andará e creio que o vencedor em condições normais será o Felipe, mas espero que ele dê um Jeito ou obedeça a equipe, deixando o Kimi vencer porque o Alonso e o Hamilton não chegarão e eu vou ter a sensação "SCHANDENFREUDE" de ver a cara do Ron Dennis.
Pelo menos sou Honesto e não fico dizendo que será uma pena o que terá acontecido com a McLaren, afinal será a assinatura do Todo Poderoso no final da História, já que essa McLaren utilizou detalhes do caderninho de notas (ou será de Bolso?) de 780 páginas que receberam do Mr. Stepney.

Milton M. Bonani disse...

Para quem disse: "Não estou mais pensando neste campeonato, ele foi decidido fora da pista" até que o Alonso estava bem contente, não?

Concordo dom tudo que falaram do Hamilton, mas o Alonso também é demais. Se ele não ganha, ameaça não brincar mais. Foi assim na Renault também.

Vou torcer para o Kimi, apesar de não gostar do seu jeito "sonolento".

As fotos com essas máquinas digitais têm uma nitidez nunca vista. Impressionante!

Herik disse...

No Gp Brasil veremos o tanto que a McLaren trata seus pilotos com igualdade. Se Hamilton, mesmo sem conhecer Interlagos, andar mais rápido que Alonso... Não precisa nem dizer. Aliás, é muito estranho o fato de que o espanhol está muito atrás do inglês nessas últimas corridas.
O Gp Brasil dos sonhos para a Ferrari seria o Alonso apertar o botão do "fod...-se" e pegar no meio do Hamilton. Com os dois fora, Massa vence - para a alegria da pachecada - e Raikkonen chega em segundo. Seria bom demais.
Mas sinto que o Alonso sofrerá com seu carro... quem sabe um motorzinho quebrado no sábado só por segurança?
Já a corrida teve em Raikkonen, Vettel e Button seus destaques. O finlandês deu show e definitivamente botou Massa no bolso. E olha que Raikkonen classificou com o carro mais pesado que o brasileiro e ninguém comentou isso. Mesmo assim, largou em segundo.
Sobre Vettel e Button... simplesmente sensacional. Torço para que o inglês - que resolveu acordar depois do paparico em cima de Hamilton - volte a ter uma chance em uma boa equipe.

Matheus disse...

Vou repetir as palavras do Flávio Gomes. Gostaria de ver o Hamilton numa equipe sem o Alonso e sem a proteção do Ron Dennis!

Ele errou feio mas não acho que isso irá custar o campeonato, apesar de eu ser Alonso doente rs...

Não tinha escutado essa declaração do Dennis onde ele diz que estavam disputando com o Alonso! Bela atitude pra um chefe de equipe que quando o campeonato naum está decidido tem a obrigação de ser neutro!

Em Interlagos será a vez do Alonso sair mais leve nos treinos, quero ver se isso se manterá!

Anônimo disse...

Ico, vou torcer para o Raikonnen. Alonso Traíra Chorão e Lewis Protegido da FIA Hamilton não dá, né? Sem contar a pataquada de pegar a McLaren com a boca na botija e não punir. Safadeza... Bom, então vou torcer pro Raikonnen. E vou rolar de rir se o Alonso e o Hamilton se acharem no S do Senna ou na freada do Lago!

Renato Müller, São Paulo/SP

Ronaldo Clemente disse...

Belos comentários Ico.
Apesar de torcer para o Alonso, não acho uma má idéia um possível título para o Raikkonen

Lucas Carioli disse...

É, a algumas corridas torcia para Hamilton. Não por ser fã ou algo assim, faz muito tempo que não torço fervosamente para um piloto de F1. Ainda mais para estes pilotos "estrelinhas" de hoje em dia.

Mas torcia para ele pelo fato de Alonso já ter dois títulos e sempre preferi que a categoria tivesse vários campeões ao invés de um apenas com muitos títulos. Porém, nos últimos meses Hamilton parece ter mudado tanto de postura e ficou tão claro a preferência da equipe para com ele que fiquei digamos, satisfeito ao vê-lo atolado na caixa de brita por um erro tolo.

Na minha opinião, Raikkonen é o que menos merece o título dos quatro (sim, incluindo Felipe Massa). Mas se vencer, pelo menos será sem essa ridícula novela que está envolvendo a Mclaren esse ano.

Abraços

Anônimo disse...

Concordo em gênero, número e grau! Parabéns pela análise!

Anônimo disse...

Força Ferrari!!
Já imaginaram o Alonso e o Hamilton se enrroscando na primeira curva e o Kimi vencendo,seria um grande final para esta temporada.

Jonny'O

Fleetmaster disse...

O Alonso disse que esperava por um milagre e pareceram 2: O erro de Lewis e o Kimmi sorrindo !!!!

Abraços