quarta-feira, 11 de junho de 2008

FIM DA MOLEZA

Durante anos ficamos aboletados no sofá, assistindo corridas e destilando críticas contra os pilotos. Era a coisa mais fácil do mundo dizer que um David Coulthard perdeu a hora da aposentadoria porque é lento demais e não tem o perfil de um vencedor. Mas, provavelmente a partir de setembro, as corridas ganharão uma nova dimensão. Chegou a hora de provar que você é mesmo melhor que o escocês.

Uma empresa européia está desenvolvendo um game de corridas no qual os dados dos carros de Fórmula 1 de verdade serão transmitidos em tempo real para um servidor, que joga estes dados para os usuários que estiverem conectados. Assim, da sua casa, você pode participar da mesma prova, competindo contra os profissionais.

Apesar do preâmbulo do post usar Coulthard como exemplo, ainda não está claro se a Fórmula 1 vai estar entre as categorias disponíveis no servidor – pelo preço que Bernie costuma pedir para estas coisas, imagino que não. Mas a idéia, pelo menos na teoria, é boa. Vamos ver na prática como fica.

(Só para esclarecer, a imagem que ilustra o post NÃO é do jogo que vai ser lançado, mas sim do clássico Microprose World Circuit, também conhecido como GP1, lançado em 1991, em três disquetes).

11 comentários:

Victor Serrão disse...

Deu saudade do F1GP... World Circuit era o nome para o mercado norte-americano. Joguei tanto esse jogo que eu decorei praticamente todas as pistas, dentre as quais havia preciosidades como Phoenix (que nunca mais apareceu em um jogo de F1 decente) e Hermanos Rodriguez, no México, com sua reta interminável. Me lembro de usar o álbum de figurinhas da F1 pra "descobrir" os nomes reais dos pilotos e das equipes. Kurt Langer era o Gerhard Berger, corria ao lado de Carlos Sanchez, nosso saudoso Ayrton Senna, e por aí ia... E o jogo era realista também, apesar dos gráficos da era VGA.

Daniel Médici disse...

Já fui um viciado em Grand Prix 2 assumido, aquele com a temporada de 94, que chegou a ser o game mais vendido no Brasil por anos e anos.

Tuta disse...

Cara, quanto tempo!
Hoje corro milhões de voltas no GP4 por ano, desde 1992. 16 anos de frita-retina!
Muito bem lembrada a pista de Phoenix e os nomes sem a licença da FIA, pelo Victor. Saudades de Adelaide também.
Eu testei vários games-simuladores antes do F1GP, inclusive um em que o carro batia nas árvores e pegava fogo. Aquele eu larguei antes do fim da primeira volta.

Felipe disse...

Sempre joguei a serie Grand Prix e agora passei a jogar o rFactor. Nessa imagem com ctz eh a pista de Hockenheim. Esse jogo eh inesquecível.

Anônimo disse...

Passei por toda a série Grand Prix, do 1 ao 4, e apesar de me dividir entre rFactor e GPL ainda jogo o GP3 de vez em quando.

Rafael Lucas

Baron Von Glöwer disse...

Eu li essa noticia no gamevicio Ico.
Aqui o link:
http://www.gamevicio.com.br/portal/1/1399/news/10/10729/index.html?pt=Videogame+permite+disputa+em+tempo+real+em+corrida+de+F-1

Sinceramente, acho dificil a empresa conseguir carta verde pra simular a F1 nos pcs, pois tudo tem valores astronomicos lá. E como a maior fatia do bolo e seu maior faturamento vem do mercado de Games (note que não falo simuladores) é no USA, as empresas ja fazem o "jogo" de forma a ser mais arcade que simulation. A exemplo disso vc pode pegar a Codemasters, que em toda sua existencia, nunca fez um game de corrida de modo simulation. Da até pena de ver que o simulador q a tempos esperamos pra pc com o tema de F1 vira da Codemasters. Pode esperar o arcedezao tosco.
Mas se por uma chance remota, essa companhia ae conseguir fazer o que prometeu, e ainda simular nem que seja uma World Series By Renault, já é de todo pra se bater palmas. Se conseguirem o milagre de usarem mesmo a F1, melhor ainda pra nós fãs.

Victor Schafhauser disse...

A melhor abertura de todos os tempos.
Vai ser dificil superarem essa introdução do jogo e olha que a do GP2 é animal, mas não supera!

Mario Bauer disse...

Eu lembro ter lido algo assim a respeito da NASCAR há cerca de seis anos. Alguém sabe se lá o negócio foi realizado?

Pois se os americanos, que são f... em tudo que é marketing, merchandising, etcetc, não conseguiram botar pra funcionar, imagina se na Formula 1 vai acontecer. Pois sequer um jogo decente de F1 pra Playstation conseguiram realizar...

Anônimo disse...

Tito Bernie não é mole não. Ele não pensa na diversão das pessoas, mas só pensa financeiramente. Se der lucro, ele autoriza até fabricação de pão com o logo da F1.
Seria uma excelente idéia uma grande empresa de softaware desenvolver um jogo de F1 em modo de simualção. Temos o GP4, o Rfactor, o F1 Challnege, e os antigos. eles poderiam desenvolver um que chegasse a ter realismo dos quadros de pista, quero dizer, como se você estivesse on board do carro, pis tem certos games que primam por detalhes, tipo: a zebra com marcas de pneus e deterioradas, áervores em balanço natural, mas quando você v~e certas cenas dos jogos, parece que está faltando algo na quela cena, em se comparandio com o on board dos carros.
No mais é esperar para ver se eles conseguem dobrar tito bernie e fazer esse game. E que ele seja bom.
Abraço a todos.
Paulo Santos/RJ

Thiago Alves disse...

Saudades do GP1...

Renato Mesa disse...

GP1 era demais mesmoo!!

Rodava perfeito no 486! heuaheauh