segunda-feira, 30 de junho de 2008

GRACIAS, ESPAÑA!

“Acho que ganhou o melhor. Às vezes isto não acontece, mas neste campeonato foi assim. É bom para o futebol”. Na mosca a análise do atacante Fernando Torres. No final, a Eurocopa premiou um futebol que busca o gol ao invés do irritante (mas eficiente) pragmatismo do onze alemão. A festa ontem em Viena foi linda e, para mim, foi um privilégio de poder participar dela. Pena que o torneio acabou. Foram 22 dias que ficarão marcados na história desta cidade.

3 comentários:

CARLOS76 disse...

Plenamente de acordo. Não é que simpatize muito com os meus vizinhos espanhóis, mas a verdade é que foram a equipa mais consistente do torneio.


Nem sempre apresentaram o melhor futebol, pois creio que aí a vitória foi holandesa, mas a tal consistência faltou aos holandeses nos quartos de final e sobrou à Espanha ao longo de toda a competição.


Assim sendo; Enhorabuena España!

Anônimo disse...

Ale le bleu.

Voa Canarinho.

Forza Itália.

Agora é a vez da Furia Roja.

Parabéns Espanha, vocês mereceram.

Se bem que portugal jogou um belo futebol.

Abraço a Todos.

Paulo Santos/RJ

marconi disse...

Espero que a "España" sirva de exemplo para muitas seleções,um estilo de futebol que busca o gol a todo instante, e não um futebol retranqueiro como a Italia de 2006 e a "selecão do Dunga". Onde já se viu uma seleção brasileira jogar com três volantes (volantes marcadores)contra a seleção do Paraguai. Tudo bem, sem Kaka e R.Gaucho "a seleção" se torna uma seleção comum. Mas parece que o Dunga não sabe disso! Deve ser porque ele ganhou a(porcaria) da Copa America sem eles.
Mas depois de tantas "purretadas" espero que ele tenha aprendido a lição.