quarta-feira, 2 de julho de 2008

BRACKLEY, ENGLAND

Não fosse pela fábrica da equipe de Fórmula 1 da Honda, a cidade de Brackley passaria desapercebida pelo planeta. Uma pequena pracinha, pontuada por uma igreja presbiteriana, um comércio limitadíssimo, um time de futebol minúsculo que oferece Fish & Chips com desconto. E só. Uma micro-cidade tipicamente inglesa, com a concentração do povo nos pubs ao final da tarde, enchendo a cabeça de pints.

É onde estou agora, no único lugar do hotel com bom sinal de WiFi. Em meio ao trabalho, fiquei dez minutos tentando explicar a um senhor acima dos 60, e que estava completamente bêbado, que é possível conectar-se à Internet mesmo sem um único fio ligado ao computador. “It’s in the air”, eu repetia. Ele ficou feliz da vida, disse que comprou um laptop e queria levá-lo para Devon nas férias. “Mas eu sou gagá. Vou levar um fio de qualquer jeito”. No fundo, é num pub que você vê a Inglaterra. Especialmente quando toca “Whole Lotta Love” de fundo, como neste segundo.

Mas temos o privilégio também de se sentir um pouco em casa. Porque o Crown Hotel, onde me hospedo, é comandado por um simpático casal brasileiro, Marcelo e Fabiana. Os manezinhos da ilha deixaram Desterro e vieram atrás do sonho em outra ilha bem mais distante e fria. Estão se saindo muito bem, com uma grande reforma em andamento e os planos de decorar toda a casa, que tem mais de 700 anos de idade, com motivos relacionados ao automobilismo. Uma ótima idéia, já que a cidade vive mesmo disso. Não fosse pela fábrica da Honda, seria habitada apenas por fantasmas medievais. Mas seria charmosa de qualquer maneira.

4 comentários:

Rogerio Gonçalves disse...

Dê boa sorte aos brasileiros que conduzem o hotel e peça a eles para mandar um grande abraço ao meus amigos Pat & Alan de Whittlebury que, diga-se de passagem, foram quem deram a dica desse hotel. Ah, e não deixe de comer o pato laqueado no Rice Bowl em Towcester. Abração...

@lemao disse...

Parabéns mais uma vez, muito legal mesmo este post, as fotos e descrição...etc

Tenho grande curiosidade pelo que cerca a F1 e aqui encontro essas coisas, poderia fazer também um post sobre o museo de Donington Park.

Não sei se o Rogério Gonçalves é o que trabalha na F1 pela Petrobrás mas se for lembro que ele almoçou na mesa que eu estava no GP Brasil de 2004 junto com o Aurelio da fórmula Truck. Guardo boas recordações daquele rápido encontro.

Sds
@lemão

Anônimo disse...

Ico Vc esqueceu de comentar sobre os fantasmas !! sempre que crianças se hospendam neste hotel eles aparecem !! Inclusive ja me deram um baita susto... Serio não estou brincando não..

Karlão

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Rogério, obrigado a Pat e Alan tb pela dica do hotel, foi de grande valia! E, Karlao, as histórias de fantasmas eu ouvi, só nao ouvi foram os próprios fantasmas. Mas vou ficar de olho...
Abs!