sábado, 5 de julho de 2008

TEM QUE GANHAR

Foi o que Gerhard Berger disse sobre a participação de Bruno Senna na temporada da GP2: o título seria uma condição indispensável para a Toro Rosso abrir as portas ao brasileiro. Confira aqui a conversa que eu tive com ele hoje em Silverstone. Guardei para o blog a parte mais engraçada do papo: mesmo tendo corrido na Arrows e na Benetton em duas fases diferentes, ele nunca morou na Inglaterra. Porquê? “Clima ruim, comida ruim e mulheres feias”. E caiu na gargalhada.

3 comentários:

Alex disse...

hahaha grande Berger, não perdeu o bom humor de antigamente

marconi disse...

Aí não tem jeito mesmo! "A boa alimentação" faz parte de uma vida saudável.(risos)

Anônimo disse...

Parabéns, Ico.
Excelente entrevista. Isso é jornalismo, não é turismo. Tem gente que vai pra Inglaterra e não traz uma informação. Surpreendente, mas ao mesmo tempo, muito profissionalismo por parte do Berger. Desejo aos brasileiros boa sorte, porque todos eles têm muito trabalho pela frente: Massa, Piquet, Senna, di Grassi e até o Rubens para continuar na Honda.