terça-feira, 5 de agosto de 2008

MINIATURAS – FERRARI 248 F1

Vale registrar aqui que o duro golpe sofrido por Felipe Massa e por muitos torcedores brasileiros no domingo atingiu de forma igual aos estrangeiros. Na hora em que a televisão mostrou a imagem do carro de Massa parando, a nuvem atrás denunciando a quebra de motor, a sala de imprensa do circuito de Hungaroring entrou em silêncio sepulcral. E olha que o brasileiro não é exatamente um campeão de popularidade entre os jornalistas.

Quer dizer, não era. Três voltas depois, quando Kovalainen recebeu a bandeira quadriculada, apenas dois colegas aplaudiram (numa sala com centena de pessoas), sendo que um deles é um japonês que vive dormindo, o outro não deu para reparar. A coletiva de Massa no motorhome da Ferrari estava até mais concorrida que a dos três primeiros colocados da prova. Claro, jornalisticamente era o fato mais importante em qualquer idioma. Mas o respeito que se via nos olhos e nas perguntas dos profissionais da imprensa estrangeira, diante do piloto sereno (mesmo que a voz e os olhos embargassem uma vez ou outra), mostra que houve uma mudança de postura nesta relação. Na Malásia, vocês lembram, Massa valia menos que uma nota de três reais.

Teremos ainda sete corridas e, com oito pontos de desvantagem para Hamilton, o brasileiro deve torcer para não sofrer mais nenhum contratempo como o da Hungria. Conversei no final da tarde de domingo com alguns comentaristas de tevês estrangeiras e, pela primeira vez, ouvi deles uma firmeza absoluta sobre quem é o líder da Ferrari no momento. “Massa não tem de se preocupar se esta quebra o deixou atrás de Kimi na tabela. Ele é um piloto muito mais rápido, em uma ou duas corridas ele tira a diferença”, foi a opinião do suíço Marc Surer, da teve alemã Premiere.

A miniatura acima serve para ilustrar a primeira temporada de Massa como titular na Ferrari, em 2006, com o 248 F1. O modelo, na escala 1:18, foi feito pela Hot Wheels e enviado pelo Gabriel Jorge.

7 comentários:

Marcelo Urânia disse...

de fato, foi de doer o coração. agora vamos ver o q rola em valência, incógnita total... forza, massa!

Anônimo disse...

po q coisa, eu vibrei como ñ vibrava há muito tempo!!!

marconi disse...

Foi uma das grandes decepções da minha vida na F1. E a maioria delas se trata de um brasileiro e uma Ferrari. Parece até que é de propósito.

Blog F1 Grand Prix disse...

Ico,

Mandei uma mensagem para o e-mail do blog hoje. Será que vc poderia dar uma rápida olhada? Valeu!

Grande abraço,

Gustavo Coelho

Colecionef1.com disse...

Linda essa miniatura. Infelizmente na mini da Ferrari de 2007 a HotWheels não teve tanto capricho.

Ajzas disse...

Esse comentario sobre a reação do público e da imprensa na Hungria serve para "lavar um pouco a nossa alma". Foi realmente uma tremenda falta de sorte para aquele que está merecendo ganhar este campeonato. Digo que está merecendo de fato, por ser talvez, o melhor piloto da atualidade e por dedicar-se cada vez mais com o maior empenho no acerto do carro, assim como, na busca da 'pilotagem fina'. Vamos estabelecer uma corrente positiva em torno do Massa, vamos enviar espectativas de perfeição e sucesso para as proximas corridas, ele merece.

Anônimo disse...

No começo do ano eu também achava que o Massa não estava com a bola toda. Mas mudei minha opinião e hoje o considero merecedor do título. Tá guiando muito.
Luiz Eduardo