quarta-feira, 17 de setembro de 2008

DI GRASSI E O FUTURO EM JOGO

Daqui a pouco deve sair o resultado do primeiro dia de testes que a Renault faz esta semana em Jerez de la Frontera. A equipe aproveita a ocasião para avaliar o desempenho do brasileiro Lucas di Grassi em três dias de atividades. Com o futuro de Fernando Alonso em aberto e mesmo com o contrato de Nelsinho Piquet para o ano que vem ainda não fechado, a Renault parece mesmo disposta a avaliar todas as possibilidades. Pessoalmente, acho a aposta em Lucas di Grassi certeira, é muito difícil achar hoje em dia um piloto jovem que seja também consistente – e pontuar com regularidade é o que está fazendo falta para a equipe neste ano.


A destacar também a elegância dele. No domingo, fui conversar com ele depois do encerramento da temporada da GP2. Em meio a uma grande festa dos mecânicos da equipe Campos pelo título dos construtores, Lucas dava uma lição de modéstia. “Não gosto dessa história de campeão moral. Nada vai mudar o fato de eu ter entrado depois da terceira etapa do ano. O Pantano mereceu o título, foi o melhor piloto do campeonato, e o Bruno mereceu o vice também, teve muitos azares com problemas mecânicos, entre outras coisas. Eu fiquei em terceiro e foi bom, pelo menos terminei na frente do meu companheiro de equipe e também do Grosjean, o que era importante para mim”.


Mostrar para a Renault que pode mais do que o badalado piloto francês foi a grande conquista do piloto brasileiro, que merece muito uma chance na Fórmula 1. Caso não venha a chegar lá, no ano que vem ou no próximo, será uma das maiores injustiças que a categoria terá cometido. Se for assim, azar o dela.

8 comentários:

marconi disse...

Di Grassi merece essa vaga na Renault. Mas seria possível dois brasileiros numa mesma equipe como pilotos titulares?

costa disse...

pois é, acho q o unico lugar possivel pra ele é a renault mas com outro brasileiro lá sera que da?

Luiz G disse...

Azar da Formula 1...mas quem se dá mal é Di Grassi.

Gostaria de vê-lo na F1, mas não gostaria de ver Piquet perder sua vaga.

Ricardo Botto disse...

Justiça. Não existe este termo no mundo da F-1, quiça em qualquer outro mundo. Portanto, vamos torcer para que o garoto seja o escolhido. Ele está no lugar certo na hora certa.

luiz carlos disse...

Não tem lugar para dois brasileiros. Um já tá de bom tamanho para a Renault!!! Se Grassi entra Piquet cai fora (quem manda ser tão irregular)

Robson Leandro da Silva disse...

Ico, eu acho o di Grassi o melhor pilot brasileiro dessa geração pós Felipe Massa. Se ele tiver a chance na Renault, acredito que não nos decepcionaremos.

Dirceu Macedo disse...

Tenho acompanhado mais de perto o Di Grassi, mas ele ta numa sinuca de bico...concordo, pra min ele é disparado o melhor dessa ultima leva de pilotos brasileiros, mas ele não tem padrinho, salvo apoio da Renault desconheço se tem um patrocinio, e nome ele não tem, então complica demais....a GP2 serviu pra botar uma pulga atras da orelha ENORME na Renault, pois as atuações patéticas de Piquet Jr. já estavam credeciando o Grosjean a assumir o posto ano que vem....mas e agora que o Di Grassi deu show?

Di Grassi - NaFAIXA disse...

Jerez, 6a.feira

simplesmente na frente do VETTEL e do GLOCK

01 de la Rosa McLaren
02 Heidfeld BMW Sauber
>>03 Di Grassi Renault
04 Vettel Toro Rosso
05 Buemi Red Bull
06 Glock Toyota
07 Wurz Honda
08 Rosberg Williams

Pontuação da fase LUCAS Di GRASSI na GP2, ou seja, sem as 6 primeiras corridas:

01 Lucas Di Grassi 63
02 Giorgio Pantano 52
03 Pastor Maldonado 48
04 Romain Grosjean 43
05 Bruno Senna 40
06 Sebastien Buemi 37
07 Vitaly Petrov 27
08 Jérôme D’Ambrosio 21
09 Karun Chandhok 20
10 Andreas Zuber 19
11 Alvaro Parente 15
12 Andy Soucek 13
13 Mike Conway 10
14 Davide Valsecchi 9
15 Roldan Rodriguez 8
16 Luca Filippi 6
17 Javier Villa 5
18 Yelmer Buurman 3
19 Sakon Yamamoto 3
20 Diego Nunes 3
21 Ho-Ping Tung 2
22 Carlos Iaconelli 2
23 Alberto Valerio 2
24 Kamui Kobayashi 1