quinta-feira, 4 de setembro de 2008

FOTO DO DIA – GP DA BÉLGICA DE 1968

A equipe McLaren está em festa aqui em Spa-Francorchamps. Foi há 40 anos, no GP da Bélgica de 1968, que o “patrão” Bruce conquistou a primeira vitória da equipe, com o bonito e laranja M7A. Hoje, os monitores do motorhome prateado estão mostrando 40 imagens selecionadas dentre as 161 vitórias do time, belos instantâneos que contam muito da história da própria Fórmula 1. Os jornalistas receberam um formulário para tentar adivinhar todas elas (quem, onde e quando). Numa primeira olhada, deu para matar uns 80% mas eu ainda volto no final de semana para pedir a ajuda de vocês.


Outra coisa: que falamos em cartaz de corridas um pouco mais abaixo, vejam que coisa mais linda o daquela de 1968.

4 comentários:

Eduardo disse...

Muito legal esse cartaz! Passa a sensação de estar com o corpo apoiado no guard rail, na saída da Eau Rouge...
Legal que sempre pegavam os carros do ano anterior para fazer essa figura, nesse caso, com os carros de 67.
Gurney seguido por Stewart, e lá atrás, uma Cooper?
Não lembro quem chegou em terceiro nessa corrida, mas os dois primeiros foram esses dois aí!

Luiz G disse...

Os carros desta época eram muito charmosos...e os cartazes, verdadeiras obras de arte.

Hoje em dia, os cartazes, banners e posters são uma "competição" de design, muitas vezes, beirando o ridículo, para se sobressair. Havia um tempo em que as ilustrações tinham como função, ser bonitas e encher os olhos. Eu imagino que os ilustradores fossem mais felizes nesta época.

Luiz G disse...

SEmpre que vejo fotos destes carros dos anos 60 e 70, a época romântica da F1 me vêm à mente...

Então, deixo pra você, Ico, uma enquete pessoal: Na época romântica da F1, os pilotos não ganhavam tanto dinheiro, nem tinham tanta fama. Será que eles eram mais felizes naquela época, ou hoje em dia com tantos aparatos e obrigações marketeiras?

Ajzas disse...

O cartaz é realmente uma belíssima representação artística sobre o que era a F1 naquela época. E a 1a vitoria de Bruce McLarem com a M7A foi um marco historico, seguido de muitos títulos, e que permanece hoje como tradição de peso na conquista de outros. Hamilton que o diga.