quarta-feira, 1 de outubro de 2008

GAROTO-ENXAQUECA?

É difícil explicar a forma do atual campeão do mundo. Depois de um início do ano promissor, no qual parecia caminhar impávido rumo ao bicampeonato, Kimi Raikkonen passou a viver uma temporada com mais baixos do que altos. A última vitória foi no GP da Espanha, há mais de cinco meses e, desde então, o finlandês teve desempenhos dignos de nota em Magny-Cours e Spa-Francorchamps. Muito pouco para justificar o polpudo salário que merece.


Mesmo assim, o GP da Itália trouxe a notícia da renovação antecipada de seu contrato: iria até o final de 2009, agora ele está garantido na equipe também no ano seguinte. O anúncio não mudou em nada sua série negativa. Depois de um desempenho discreto numa prova em condições difíceis em Monza, Raikkonen bateu sozinho no final do GP de Cingapura - um acidente que deixou a clara impressão que falta concentração por parte do piloto, especialmente nos estágios finais de uma prova (o que já acontecera em Mônaco).


Existem rumores que apontam problemas com o álcool por parte do piloto, mas todos eles vêm de fontes que teriam interesse em desestabilizá-lo. Por isso, não os levo a sério (e, se eu fosse você, também não levaria). Kimi gosta de uma balada, todos sabemos, mas acho que não a ponto disso influir no seu trabalho. No ano passado, surgiram muito mais escândalos extra-pista envolvendo ele. Que foi campeão do mesmo jeito.


Para mim, o desempenho ruim de Raikkonen advém de um problema básico: sua dificuldade em trazer os pneus da Ferrari para uma temperatura boa para a classificação. Ao longo do ano, Massa aprendeu a contornar esta característica do F2008 trabalhando em um acerto que abusa um pouco mais da borracha. E está fazendo um trabalho notável neste ponto. Mas este acerto do brasileiro não se adapta ao estilo do finlandês, que gosta de um carro mais suave. O preço disso é pago aos sábados – nas corridas, quase sempre a melhor volta é de Kimi, o piloto que gasta os pneus de forma menos abrupta e consegue tê-los em bom estado quando o volume de combustível diminui.


Na última corrida, porém, surgiu uma história que joga uma luz interessante sobre a posição do atual campeão na Ferrari. Na época do GP da Espanha, quando era o nome do momento, Raikkonen e seus empresários foram à equipe com uma proposta para 2010, que obviamente previa um substancial aumento de salário. As negociações começaram, à medida que sua performance foi despencando. O que dizem: no atual contrato de dois anos, a opção de renovação é do piloto, não da equipe. Quando se viu sem cartas na mesa de negociação, Raikkonen correu para exercer esta opção.


Claro, a Ferrari jamais assinaria um contrato se não quisesse. Se a opção do time fosse a de trocá-lo por outro piloto (leia-se, Fernando Alonso), bastaria a ela pagar a recisão de Kimi para ser feliz com este novo nome. Mas o time acredita que o finlandês vai encontrar a velha forma e a postura atual é a de defendê-lo das críticas que vem recebendo.


Quero deixar claro que estes detalhes sobre o contrato do piloto, descritos nos dois parágrafos acima são especulações – ainda que tenho vindo de gente bem informada, não é nada oficial ou confirmado pela equipe (que jamais entraria em detalhes sobre seus acordos, confidenciais que são, aliás). Mas é um quadro que dá um pouco mais de credibilidade ao que parecia mais uma alucinação da ala fanática da mídia espanhola. Ao que parece, embora ainda não haja a intenção de nenhuma das partes (reitero o ainda), não seria impossível que um grande patrocinador ibérico entrasse em campo para pagar uma recisão de contrato que abrisse esta vaga para Alonso. Se no início do ano que vem, Kimi continuar na mesma fase claudicante em que se encontra, talvez devesse ficar preocupado.

7 comentários:

Carcere Privado disse...

Fala Ico!

Então, acho que essas especulações devem ser levadas um pouco a sério, sim, mas só um pouco.
Concordo com vc que o problema do Kimi é com os pneus, e que isso vem fazendo com que ele não tenha chances reais numa corrida, mas seu desempenho também não me parece tão ruim quanto se tem dito, especialmente porque junto com a mídia espanhola temos outra mídia nacionalista querendo transformá-lo em um vilão, e para isso basta ouvir os comentários na Globo após sua batida no final de semana.
No final das contas, também acho que a Ferrari não tem tanto interesse assim em Alonso por um motivo claro: o espanhol tá babando pra ir pra lá, e, como junto com o Kimi ele é o único grande piloto disponível aos italianos e o Kimi não deve ter saco pra aguentar mais que 2010, a Ferrari poderia ficar o Alonso após esta última temporada. Até lá, mesmo que Vettel e Kubica tenham virado realidade, Alonso ainda será um grande nome, capaz de bater Hamilton em circunstâncias normais e em igualdade de condições, como hoje Massa e, sim, Kimi, são capazes.

Abraço

Filipe disse...

Não sei se o Kimi tem mesmo que ficar preocupado caso a coisa se mantenha assim.

O cara já é campeão do mundo, tem 2 vices campeonatos, mais de uma duzia de vitorias/poles/voltas rápidas, e, obviamente, um talento incrivél.

Se a Ferrari resolvesse tirar o Kimi de campo, garanto que qualquer equipe grande (leia-se BMW ou talvez até sua antiga casa, a McLaren) daria uma perna e um olho para te-lo em um de seus carros.

E a Ferrari -assim como qualquer outra equipe que tenha um piloto considerado como de ponta- sabe o que ele pode fazer contra ela (nas pistas) caso ele seja mandado embora.

Mas claro que isso só poderá vir a acontecer (de ele ficar em outra equipe) se ele tiver saco pra isso.
Senão a F1 corre um risco de sofrer um grande desfalque em seu grid.

Carlos Colangelo disse...

Ae Ico,

Concordo contigo! O problema do Kimi é técnico, não tem a ver com motivação ou baladas... Ele não ta conseguindo a aderencia que o Massa consegue nos treinos, larga atrás, e como é muito díficil ultrapassar na Fórmula 1 nos tempos atuais, parece que esta em má forma! Papo furado, ta guiando mto, por isso quase sempre faz a volta mais rápida da corrida!

Abraço,

Carlos

Anônimo disse...

Pra mim ele está desmiotivado. Ele passa a sensação de que está cumprindo tabela, igual aquele time que não cai para a segunda divisão e que tão pouco consegue o título. Do tipo:> "vamos enterar em campo, jogar e pronto!". Se ele estiver pensando assim, deveria se lembrar que no ano passado o Massa abdicou de sua segunda vitória consecutiva no Brasil para dar o título para ele.
Alguem na Ferrari poderia conversar com ele para que ele comece a trabalhar em equipe. Claro, se for isso mesmo o que está acontecendo com ele..
Noitada, balada, acho que não tem muito aver. O romário era o maior boêmio e foi chamado de Gênio da Grande Área. Mas se abusar, num esporte como a Formula 1 atrapalha a concentração sim.
abraço a todos.
Paulo Santos/RJ

Alfredo Aguiar - Orlando FL disse...

A Ferrari nào precisaria pagar um centavo se não renovasse com o Kimi para 2010, porque agora optar por uma recisão custosa que sairia de graça há algumas semanas?
Que os espanhóis busquem essas histórias mirabolantes a cada fim de semana embaladas pela alonsomania que corre pelos lados asturianos não dá pra compreender mas dá pra entender, agora você, a quem respeito e que parece um sujeito com alguma informação sobre nosso esporte paixão entrar nessa lenga-lenga é de doer.
Ma sjá que está nessa me confirma uma informação passada pelo amigo do tio de um primo: Que, mesmo que o Massa acabe levando o campeonato o Alonso vai entar no lugar dele porque a Ferrari ainda não assinou com ele até 2021, é verdade essa parada?
Have a good one

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Alfredo, nao entendi essa da Ferrari nao pagar um centavo se nao renovasse com o Kimi. A opcao de renovacao era do piloto e ele a exerceu, é justamente esta a especulacao. E se nao viesse de gente embasada eu jamais reproduziria aqui, ok?

Anônimo disse...

Quanto ao fato do Raikkonen estar fazendo corpo-mole para não ter que ajudar Massa, será o omportamento do Ico de defender o arrogante finlandês seria o mesmo caso o companheiro de Massa na Ferrari fosse Jenson Button, Nick Heidfeld, Ralf Schumacher , não não melhor ainda... Juan Pablo Montoya !!!( é só ver o que o Ico falou quando este se recusou a ajudar Raikkonen contra Alonso em 2005 quando os dois(Raikkonen e Montoya) eram companheiros na McLaren