quinta-feira, 9 de outubro de 2008

HAMILTON FALA

Lewis Hamilton não resistiu à ironia quando me apresentei na entrevista concedida aos repórteres brasileiros no circuito de Fuji. “Você também é ‘Lewis’? Sério? Lewis... e Fernando? Que combinação interessante”, riu o piloto inglês ao se confrontar com seu antigo companheiro de equipe na alcunha de uma terceira pessoa.


O tom de descontração marcou uma conversa curta, mas reveladora. O líder do mundial não quer reviver o drama do ano passado e, para isso, adota uma postura positiva e faz questão de desfazer algumas máscaras, renegando a afirmação sobre Senna que lhe foi atribuída na semana passada, ao mesmo tempo em que se confundiu ao lembrar da morte do ídolo de infância. Hamilton, que se surpreendeu ao saber que tem muitos fãs no Brasil, falou também sobre Felipe Massa e a disputa pelo título de 2008. Confira:


Na última semana, alguns sites publicaram que você disse ser melhor que Senna...

- Isso é besteira. Nunca disse isso e, se fosse dizer algo sobre alguém, com certeza não seria sobre Ayrton. Ele é meu piloto favorito, foi o melhor que existiu e acho que, ainda hoje, ninguém conseguiria derrotá-lo. Sempre disse que seria um sonho alcançar apenas uma parte pequena do que ele alcançou em sua carreira. Seria bom se vocês corrigissem isso na mídia.


O que você lembra do dia em que ele morreu?

- Estava correndo no que posso tratar comomeu circuito local’, um lugar chamado Whitehouse. Lembro-me que meu pai tinha um trailer e um carro vermelho que o puxava. Acho que estava testando, era uma sexta-feira... Não me lembro, era numa sexta-feira?


Não, o acidente foi no domingo.

- Foi num domingo? Sim, durante o treino, não foi?


Não, foi na corrida.

- Claro, foi na corrida! Eu também estava correndo, tinha terminado a bateria final e meu pai disse que Ayrton tinha morrido. Fiquei chocado. Na época, eu era muito tímido e, como meu pai costumava ser duro comigo, não queria chorar na sua frente. Então eu corri para o carro e chorei como nunca. Lembro-me como se fosse ontem.


Hoje em dia você é uma pessoa pública famosa. Alguma vez você pensou em como seria bom voltar a ter uma vida simples novamente?

- Sim, muitas vezes eu gostaria de voltar ao passado e viver tudo de novo, ainda que seja a mesma viagem: quando estava no kart, ou fazendo a F-Renault, aprendendo na F-3, na GP2 ou nos meus primeiros testes na Fórmula 1. Eram dias em que eu podia andar nas ruas sem problemas, ir à festas com amigos... não importava quem estava me observando! Hoje todos têm um olho em mim e tenho de ser mais cuidadoso com o que faço e o que digo. Aindapara fazer, mas com pessoas que você confia.


É um consenso no paddock que Felipe Massa evoluiu muito neste ano. Você o pronto para ser campeão?

- O vejo mais experiente, como piloto e como pessoa. Felipe está casado, maduro e vivendo sua melhor fase. Este ano ele mostrou que é um dos melhores e mais talentosos pilotos do grid.


É difícil manter a boa relação que você tem com ele, agora que estão brigando pelo título?

- Acho que não. Claro, quando estamos no carro, somos competidores ferozes. Mas fora dele, somos profissionais o suficiente para manter a relação. Se eu perder, será difícil, mas eu superaria e o felicitaria por ter feito um bom trabalho. E acho que ele faria o mesmo comigo.


Faltando três corridas para o final da temporada, em quais pistas você a McLaren em vantagem em relação a Ferrari?

- No ano passado, a McLaren foi mais rápida no Japão. Na China e no Brasil, a Ferrari teve vantagem. Neste ano, melhoramos nos aspectos em que eles eram melhores, e eles fizeram o mesmo conosco. É por isso que aposto que estas três últimas corridas serão as mais equilibradas do ano: eles estarão mais perto de nós aqui e o contrário vai acontecer nas duas provas seguintes.


Qual a sua estratégia para ser campeão?

- Não vou te dizer! (risos) Na verdade, nãopara definir uma estratégia. Não sei o que vai acontecer amanhã, como vai estar o clima ou como estarei me sentindo. Farei o que sempre fiz até agora: acordar me sentindo bem, me mantendo positivo e não deixando que nenhuma energia negativa interfira no meu trabalho. E vou continuar fazendo minhas preces todos os dias.

18 comentários:

Edu disse...

Por que voce não coloca o audio das suas entrevistas!? Seria muito legal!

Valeu, abraços!

Reginaldo Silva disse...

Hamilton é muito falso como ele não saberia que o senna morreu na corrida de domingo e pensou que foi numa sexta-feira
Muito falso
Até meu sobrinho de 5 anos lembra que era no domingo , pois era seu aniversário

Teca disse...

Foi bom ter vindo aqui...

Fiquei mais esclarecida.

Valeu.

Abraços.

silvia disse...

louquinho esse Hamilton...lembra como se fosse ontem, mas não sabe que dia da semana foi ontem...hehehe

sem contar no 'Lewis' Fernando...eheheh gostei dessa

Marcos "Guto" Souza disse...

Parabéns Lewis Fernando! =P
Você manda muito!!

Gordo disse...

Quem é mais mentiroso? o Lewis ou o Reginaldo e seu sobrinho de 5 anos que lembra de uma coisa que aconteceu a 14 anos atrás??? sahusahusahusahusahshasah

Luiz Fernando disse...

O cara é tão Fã que não lembra nada da corrida?!?!
Qualquer brasileiro que conheca algo pífio sobre automobilismo sabe tudo o que ele não soube dizer!
Até eu que tinha três anos na época tenho a imagem do Helicóptero no meio da pista gravada na memória como se fosse ontem!
Realmente isso é muito duvidoso.

Ajzas disse...

Claramente mentiroso, paraquedista, chuta mais do que artilheiro da seleção. Aos poucos ele vai se revelando. Parabéns pela materia inteligente.

speed.king.thrasher disse...

ñ lembrar quando o senna morreu sendo q ele é o piloto favorito dele é f***!

Deus m livre!!!

Thiago disse...

essa foi a do ano! haha

desmascarou legal...

falso demais... não tem como torcer a favor de um cara desses!

Por mais que não seja tão completo, espero que o Massa o derrote.

Anônimo disse...

Boa maneira de aumentar a moral dos fans de Massa hein Luis?
Conta outra....

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Anônimo, entao você está insinuando que eu inventei uma entrevista feita na frente e gravada também por outros três jornalistas, além do assessor de imprensa da equipe?

Acorda, mané! Quer ficar no mundo da fantasia, tem milhoes de blogs nada sérios por aí... Aqui, certamente nao é o seu lugar.

Juca Bala disse...

Entrei aqui pela primeira vez e certamente será a última.

Estava até gostando até me deparar com o comentário acima. Que coisa ridícula e baixo-nível um blogueiro xingar o leitor. Se o cara falou besteira bastava não aceitar o comentário.

Esse rompante foi o quê? A carapuça serviu? Palhaçada.

Anônimo disse...

E quem falou que este blog era sério? O autor?

Venha o audio dessa entrevista

Heliarly disse...

Lewis tem um preparo emocional excelente. Sempre remete a responsabilidade para os outros pilotos, e quando mantém essa auto-confiança nas nuvens ele se mantém cada vez mais focado.

De resto tudo é marketing na vida do piloto mais talentoso dos últimos anos.

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Xingar, eu não xinguei ninguém. Sim, faltei com o respeito com um leitor (e o fiz pela primeira vez em 15 meses de blog), mas porque ele faltou com um respeito comigo, insinuando que eu iria inventar uma entrevista com o líder do Mundial de Fórmula 1. Por tabela, acabou colocando em questão a credibilidade dos veículos jornalísticos para os quais eu trabalho com muito orgulho. Talvez ele ache que o mesmo da Folha de São Paulo, que reproduz o mesmo trecho da entrevista (na qual sua repórter também estava presente) na edição de hoje.

Sempre fui da opinião de tratar as pessoas como elas me tratam e continuarei a fazer isso. Mas vou pensar se não seria melhor aceitar a sugestão do Juca Bala, de apagar o comentário e bola pra frente. Faço este espaço apenas pelo prazer de fazê-lo, principalmente por uma turma sensacional que freqüenta o espaço. É só com estes que eu deveria me preocupar.

E para estes que estejam interessados em ouvir o que foi dito da boca do próprio Hamilton, então fica a dica: sintonizem na rádio Bandeirantes ou Band News FM a partir da uma da madrugada. Nesta meia hora antes da largada, Hamilton falará sobre a morte de Senna e vamos trazer também outros detalhes deste GP do Japão, direto de Fuji.

Juca disse...

Peço desculpas pela forma como abordei o assunto. A sua resposta posterior mudou completamente a impressou inicial que fiz de você e me fez perceber que eu é que estava errado.

E não há como negar que a entrevista é excelente e reveladora.

Também não há como negar que, agora, você ganhou um leitor assíduo. Desculpe o incômodo e a forma agressiva como me reportei a você.

Parabéns pelo blog e pela atitude.

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Juca, nao precisa se desculpar. Se eu entrasse numa casa pela primeira vez e visse o dono ser rude com um hóspede, tb ficaria com uma má impressao. Legal que vc entendeu o contexto da situacao.

Abs!