quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

FOTO DO DIA – GP DA AUSTRÁLIA DE 1988

Ao final da temporada de 1988, a Honda tinha o que comemorar. Os carros da McLaren equipados com seus motores dominaram a disputa de maneira poucas vezes vista na Fórmula 1, não vencendo todas as provas do ano por uma circunstância do destino em Monza. Foi um massacre tão grande que, ao final da última prova, uma cena rara ocorreu: Ayrton Senna, derrotado por Alain Prost na Austrália mas com o título da temporada garantido na prova anterior, felicitou o triunfo de seu rival levantando seu braço. Nesta época, a relação entre os dois ainda era razoável. iria degringolar no ano seguinte, em Ímola.

5 comentários:

Tohmé disse...

Ico, a carroceria parece que sim. Mas o chassis tem que adaptar. Vou ver pra você.

tohmé disse...

Ico, achei isso. Dá uma olhada nesse link:

http://www.electricdreams.com/Shop/index.php?main_page=advanced_search_result&search_in_description=1&keyword=eagle&submit.x=17&submit.y=3

Anônimo disse...

Tohmé, show de bola esse site. Valeu.
Me lembro de uma reportagem no Esporte Espetacular da Globo em que o Prost relembra momentos antes daquela fatídica corrida em 1994, Imola. Ele disse que o Senna havia pedido, por telefone, para ele não encerrar a carreira, pois precisava dele. Foi tocante.
Realmente, eles não tiveram um bom relacionamento profissionalmente, por causa do ego de grandes pilotos que foram. Mas fora das pistas, a impressão que deu foi de que se respeitavam e goastavam um do outro pessoalmente.
Abraço a todos.
Paulo Santos/RJ

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Valeu mesmo pela dica, Thomé! Mas como tá cara essa Eagle, hein? ;)
Abs!

Leone disse...

Ainda bem que existe a foto, senão ninguem acreditaria...