terça-feira, 24 de março de 2009

MELBOURNE, TERRA

Temo que a política financeira de Bernie Ecclestone mude isso em breve, mas nãolugar melhor que Melbourne para começar a temporada da Fórmula 1. Há o lado prático de se fazer logo a viagem mais longa do ano, um alento para um ofício com incontáveis horas de vôo e espera em aeroportos. Mas isso é o de menos. O que vale mesmo é o charme da melhor cidade pela qual passamos – especialmente depois que Montreal deixou o calendário. O visual das casas vitorianas é fantástico! E o passado de imigração da cidade criou uma população multi-étnica e uma sempre interessante mistura de culturas. Uma verdadeira metrópole universal, um bem comum da humanidade que habita o planeta terra. Junte a paisagem bonita e as pessoas simpáticas com um clima de Fórmula 1 que contagia toda a cidade (na imagem, a estação de Flinders Street atrás do carro de Lewis Hamilton), para entender porque o GP da Austrália em Albert Park deveria ficar no calendário por muito tempo.

3 comentários:

Mauricio Gangi disse...

Olá Ico!!!
Pela cor do céu e as gotas no carro...será que podemos ter chuva logo na primeira corrida?
Abraços

Zé Antonio Coelho disse...

Melbourne, muito tempo!! Não, Ico, pelo amor de Deus! É um sacrifício nos mantermos acordados pra assistir uma corrida que, quase sempre, é muito monótona. Ah, se Philip Island tivesse uma estrutura condizente com a F1!!

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Oi Maurício, pois é, este ano está muito mais frio q ano passado, mas a previsao para o final de semana é de tempo seco.

Zé, eu aceito sua sugestao. Nada contra a F-1 em Philip Island, a pista é bacana e pelo que eu li sobre a ilha, a natureza ali é fantástica. Eu topo!

Abs!