quinta-feira, 2 de abril de 2009

JENSON HUNT

Não tem jeito, o calor aqui é mesmo infernal, daqueles de destruir sua resistência física. Ontem fui visitar um belo parque no centro de Kuala Lumpur, que incluía uma senhora caminhada feita em subida no meio de uma floresta tropical. Não foi mole, e olhe que não se trata aqui de um jornalista velho, gordo e sedentário – neste ponto, ando bem disciplinado, depois do susto de encerrar a temporada do ano passado muitas libras acima do peso ideal.


Se é duro para os mortais, imagine o que os pilotos não passam numa corrida nessas condições monstruosas. Ano passado, Adrian Sutil havia dito que se preparou para prova treinando com um bicicleta ergométrica dentro de uma sauna (faz até sentido, seu carro também não saía muito do lugar). Ontem, num nobre hotel da região, Sebastian Vettel encerrou uma longa corrida ao ar livre com o sol a pino e foi para a academia malhar por mais algumas horas.


Quem esteve , contou também que a exceção foi Jenson Button. A tarde foi dedicada a um banho de piscina, acompanhado da namorada, cerveja e batata chips. Se trocasse o salgadinho pelo tabaco, seria a reencarnação perfeita do lendário James Hunt.


Gostei da tranqüilidade despojada dele. Vencer faz mesmo muito bem para a cabeça.

4 comentários:

Lucas Carioli disse...

Viva Button! Sua Brawn deve ser tão boa que tem ar-condicionado!

F-1 A.L.C. disse...

jeje, tou lembrando de Rocky II !!!

o cara na balada na véspera da corrida, só pode dar coisa. mais ele sabe melhor o que faz

Luiz G disse...

Para Lucas Carioli:

hahahahahahahaha...Genial !!

Dado Zanin disse...

Grande James Hunt...!! É melhor um inglês do estilo do Hunt do que um robô tipo Lewis!

Jenson Button neles!