sexta-feira, 12 de junho de 2009

BRUNO SENNA SOBRE LE MANS

Na propaganda das 24 Horas de Le Mans da emissora européia “Eurosport”, um dos nomes citados para chamar o espectador é o do brasileiro Bruno Senna – uma feliz idéia na junção inédita de uma prova de inestimável tradição com um sobrenome importante do automobilismo.


Mas legal mesmo foi a conversa que o piloto teve com a colega alemã Karin Sturm, que está em La Sarthe, falando sobre a “mágica” de Le Mans. Muito interessante para ver que, enquanto muitos de nós curtimos uma visão romântica do esporte, o pessoal que está acelerando tudo de forma mais pragmática e, porque não, realista.


- Ainda não deu para sentir muito se existe essa magia, até porque ainda não chegou todo mundo, todos os torcedores. Mas é um clima muito interessante, com muitos carros na pista. E é diferente do da Fórmula 1. Ali, as pessoas estão atrás dos pilotos. Aqui, a maioria vem buscando a corrida em si, existe um certo mito do ‘heroísmo’ nessa pista, nessa prova. Mas eu tenho uma visão completamente diferente disso. Para mim, não existe heroísmo no automobilismo. É um esporte no qual todo o risco é calculado. Se o piloto assume esse risco, é porque sabe que pode lidar com ele e não por querer se tornar um herói.

6 comentários:

Mario Salustiano disse...

Ico

ele está certo, essa aura foi muito cultivada em nossas gerações, primeiro com o futebol (que não acompanho) para fazer esquecer as mazelas desse país, depois com o automobilismo para nos fazer crer que somos um povo vitorioso em coisas de alta tecnologia, muita gente ganha ($$$$) com isso aqui no Brasil de querer transformar esses rapazes em hérois, inclusive da imprensa

abs

Mário Salustiano

roger disse...

'Bacana' se for verdade o que o garoto diz!
Existe por de trás desta afirmação um caráter psicológico.
..."me deixem ser feliz fazendo o que gosto, quero ser eu e não meu tio"...
O cara tem dinheiro, tem nome e quer tentar correr de carro!
Com atual segurança dos 'bolidos' de hoje, o neguinho tem que fazer mágica pra comprar passaporte prá o além...
Heróis foram os que sentaram em cadeiras elétricas até o ínicio da década de 90!
Infelizmente tudo esta mais pasteurizado!!!
Cest la vie...

Anônimo disse...

Ico, parece que o menino esta crescendo o fato de não aceitar a F1 sem treinar é maturidade.
Vide o Vettel experiência.
A Mclaren se contasse com o Pedro já teria um carro bem melhor, a sexta feira é para testes.

Hugo Becker disse...

Eu gosto das declarações do Bruno. O garoto é curto e grosso, não é muito afeito a rodeios e sentimentalismos, e isso é um belíssimo ponto a seu favor na hora de não apenas lidar com a imprensa mundial - e sobretudo brasileira - como na hora de lidar com sua futura carreira na F-1. Cabeça no lugar é a chave que, por exemplo, Barrichello até hoje não encontrou.

Rodrigo Andreiuk disse...

Ico, que foto legal do Bruno Senna!
nunca tinha visto um carro de Le Mans...é muito bonito!

VocÊ acha que o Bruno Senna vai conseguir entrar na f-1 ano que vem?

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Rodrigo, acho que entra sim. O mercado vai andar em breve e ele aparece com boas chances.

Abs!