sexta-feira, 12 de junho de 2009

AS VELHAS E AS NOVAS

O anúncio da FIA parece ter colocado fim às brigas entre a entidade e a FOTA. A conversa que Max Mosley teve ontem com os chefes de equipes teve ares de compromisso, com ambos os lados cedendo um pouco nos seus anseios – uma guerra sem vencedores mas, o mais importante, sem perdedores também. Resta ver a questão dos times com inscrição condicional. Ainda restam alguns pontos pendentes em cima do anúncio, prometo retomar isto mais tarde.

Enquanto isso, vale celebrar a entrada de três novas equipes. A Campos e a USF1 eram até esperadas. A Manor, uma surpresa. Você leu aqui primeiro que ela estava entre as candidatas. Parecia com poucas chances mas, de acordo com a Autosport, o apoio da Wirth Research foi fundamental para o sucesso da candidatura. Sejam todas muito bem-vindas!

7 comentários:

Ron Groo disse...

Parece que as coisas começaram a andar para trás novamente.
Tanto a Ferrari quanto as equipes Red e Rosso bois estão dizendo que não se comprometeram a nada e não estão felizes em serem apontadas como fura movimento...
Ainda se arrasta a briga.

marconi disse...

A Manor? Me surpreendí! Espero que faça um bom trabalho nessa nova empreitada!

Smirkoff disse...

Eu sinto é que, apesar da turra do Max quanto ao teto de custos, há um certo desespero da FIA e do Bernie em ter a Ferrari de volta por causa do desastre de marketing que a saída da equipe causaria no campeonato de 2010. Apesar de todas as ameaças legais brandidas pelo Bernie, a Ferrari tem condições de continuar pressionando, porque o prejuízo de sua saída deve ser muito maior que o que pode ser cobrado em tribunal.

Amanhã em Le Mans eu acho que o Montezemolo deve fazer algumas declarações de amor ao endurance e dizer que a Ferrari pretende voltar a La Sarthe...

Arthur disse...

Ico,me corrija se eu estiver errado,mas a Manor não era a equipe do Hamilton e do Di Grassi na Inglaterra???

Se for,será que isso pode favorecer ao brasileiro por uma vaga na F1??????


Já simpatizei com a Campos e com a Manor...heheheheheh


Abraços!!

Alex disse...

Engraçado que em outros blogs o pessoal escreveu que ninguém sabia da Manor, ninguém conhecia a Manor... Você por acaso não é ninguém Ico? Ou só querem tirar seu crédito pelo furo?

Bem, pelo sim pelo não, confesso que das 3 novas equipes, a Manor é a que me despertou mais interesse, parece que terei por quem torcer ano que vem =)

Becken Lima disse...

A Manor terá Nick Wirth como Diretor técnico, antigo sócio de Max Mosley na Simtek.

Nick foi responsável pelos primeiros projetos do Overtaking Working Group que resultou naquela horrenda asa bipartida (CDG) e mantém estreita relação com Max Mosley até hoje.

A Manor não tem as mesmas bem fundamentadas estruras de Prodrive e Epsilon Euskad e ainda não sei como ninguém da imprensa especializada está questionando como a Manor foi inscrita quando é óbvio que ela não preenche os pré-requisitos determinados pela própria FIA.

Talvez David Richards esteja pagando pela própria boca hoje quando várias vezes criticou a FIA, vai saber...

Desculpe pelo plug, Ico (detesto fazer isso), mas eu escrevi a respeito no F1 Around.

Abraços

LINK:

http://f1around.wordpress.com/2009/06/12/sera-que-houve-conflito-de-interesses-na-escolha-da-manor-grand-prix/

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Arthur, acho que o Di Grassi teria mais chances na Campos do que na Manor, mas só o fato de ter mais seis vagas no grid aumenta as possibilidades dele e de Bruno Senna também (assim como as de Barrichello e Piquet, os dois brasileiros cujo contrato se encerram ao final desse ano).

Alex, eu nao sei o que se escreve em outros blogs, mas se escreveram isso, bem que podiam fazer como vocês e entrar aqui para ficar bem informado, nao é?

Abs!