sexta-feira, 11 de setembro de 2009

BAIXARIA PERIGOSA

O estágio absurdo que virou a guerra envolvendo Flavio Briatore e a família Piquet mostra bem o desespero de ambas as partes. O escândalo mais escabroso dentre os muitos escândalos que cercaram a Fórmula 1 nos últimos tempos ( neste ano foram quatro) é, não por coincidência, o mais fácil de se entender. Nada de espionagem industrial, complicações do regulamento técnico ou luta política para dividir um bolo que ninguém sabe o formato. Aqui, é preto no branco, é um jogo sujo fácil de entender e de julgar.


Hoje, a Renault mostrou apoio total ao dirigente italiano ao anunciar o início de um processo na justiça comum contra a família Piquet por chantagem e difamação. A segunda alegação é obviamente explicada pelo próprio contexto do caso. A primeira exigiria uma prova contundente que justificasse a alegação. Se o processo foi aberto, pode ser que a tenham.


À tarde, foi a vez de Flavio Briatore quebrar o silêncio que lhe havia sido imposto pela própria FIA para atacar seus opositores. Em rodadas, recebia grupos de imprensa de diferentes países. Primeiro os italianos, depois os franceses, seguiu com os ingleses mais alemães e encerrou com brasileiros mais espanhóis.


À primeira e à última turma, fez insinuações calculadas em cima de um episódio real. Nelsinho Piquet tem um amigo inglês, Marc Cavezzale que o auxiliou em muitas etapas de sua carreira e o acompanhava nas provas do ano passado. Mas a figura do inglês incomodava o pai Nelson. Ele achava que o sujeito, de alguma forma, atrapalhava o desenrolar da carreira de Nelsinho e teria pedido a Briatore que proibisse a sua entrada nas corridas. Também colocou Nelsinho para morar em Chelsea, Londres, no mesmo prédio onde mora o chefe da Renault.


Mas a partir daí insinuar que o problema era uma suposta relação homossexual foi um golpe baixo, executado discreta e eficientemente por Briatore. A história era estranha demais, corri para apurar depois e ficou claro que era algo absolutamente longe da verdade.


O que levou Briatore a fazer isso? Bem, faz tempo que a relação entre as duas partes virou uma guerra de danos à imagem. E o italiano sabe que associar a palavra gay ao sobrenome Piquet era a melhor retaliação aos danos causados pelos dados que vazaram à imprensa européia ontem – Briatore não assume publicamente, mas tem certeza que seus inimigos foram os responsáveis por isto.


Os dados foram reunidos num documento contendo trechos da investigação e preparado pelo site racefax.com (inexplicavelmente, traduções resumidas acabaram publicadas e assinadas como se fossem uma apuração própria). Ele circula desde a noite de 5ª feira na Internet e pode ser lido aqui. Dados que corroboram a alegação de Nelsinho Piquet quanto à participação de Pat Symonds e, possivelmente, Briatore. E que, ao mesmo tempo, escancaram a maneira decidida com que participou da tramóia, algo difícil de justificar pela pressão que vinha recebendo.


Depois de todo este preâmbulo para explicar a baixaria que se transformou a briga, vale lembrar o ponto mais relevante em relação ao julgamento do dia 21 deste mês: o veredicto vai ser puramente político. Se de um lado temos Max Mosley ansioso para desentalar um sapo italiano que está entalado na sua garganta há quinze anos, de outro temos um Bernie Ecclestone (por mais amigo que seja do pai Piquet) ciente que a perda da Renault seria uma conseqüência com a qual a Fórmula 1 não pode arcar.


Não é segredo no paddock que é grande a possibilide de alguma das três equipes novas (ou mesmo todas elas) não conseguir(em) se concretizar. Além do mais, a sobrevivência das fábricas de Hinwil (Sauber sem BMW) e Silverstone (Force Índia) está seriamente ameaçada pela falta de investidores. Perder a Renault (que além de equipe é fornecedora de motores) nessa conjuntura seria um passo decidido ao precipício.


São estas questões que envolvem tanta gente poderosa (Piquet, Briatore, Ecclestone e Mosley) que terão de ser equacionadas nos bastidores, para que as respostas sejam sacramentadas pelo Conselho Mundial. À esta altura, a impressão que fica é que essa intrincada história de abuso de poder, farsa, briga, vingança, vaidades e mentiras pode custar mais que as cabeças de seus envolvidos. Pode custar a sobrevivência da própria Fórmula 1.

32 comentários:

Washington disse...

Parabéns Ico, pela imparcialidade no assunto e por limitar a dar apenas a opinião referente aos fatos. O leitor que tire suas conclusões.

Emilio disse...

Muitas vezes recorremos ao esporte para aliviar o peso das questões chatas do dia-a-dia. Encontrar essa podridão na F1 é desanimador. A categoria não se mostra nem de longe um esporte refinado, mas sim de bandidos.

Anônimo disse...

Nesse rolo (briga de cachorros vira-latas, mas grandes) acho que os Piquet vão se estrepar. Quem pode mais chora menos e eles dançaram nessa.

O Nelsão sempre foi muito arrogante. Tá colhendo o que plantou.

Ron Groo disse...

Não aprovo o que fez Nelsinho, mas contra gente da estirpe de Briatore eu também usaria as mesmas armas.

Cidadão baixo, basta lembrar o que fez com Roberto Pupo Moreno...

Uma coisa que não tem nada a ver com o texto... Não entendo o porque de muita gente ver este episódio como uma punição ao Nelson Piquet.

O ódio que nutrem pela imagem do tri campeão é algo que eu sinceramente nao entendo.

É como culpar Pelé pelos quatrocentos gols que o filho dele tomou sendo guardametas do Santos...

Luiz G disse...

Acho que essa história não vai dar em nada. Os dirigentes vão empurrar o caso com a barriga até que o povo enjoe do assunto e o esqueça de vez.

Não passa da "polêmica do momento"....Vai ser mais um caso dos arquivos da F1...

Luiz G disse...

...E quem não acredita na "lei do Karma"?....Tudo que fazemos, acaba voltando contra nós de alguma forma.

Quando Nelsão Piquet tinha forte rivalidade contra Senna nos anos 80, chegando a insinuar que Senna era homossexual, nunca imaginou que esse tipo de insinuação se voltaria contra seu filho....

luis disse...

Bela análise Ico, ajudou a esclarecer pontos relevantes nessa inusitada situação.

Eduardo Gaensly disse...

Boa Ico! Em pouco espaço você explicou um monte de coisa!

Foda que quem corre o risco de perder mais, como sempre, é quem gosta e acompanha a brincadeira. Nós.

Fabrizio Salina disse...

Prezado, discordo quanto à "sobrevivência da própria F1". Isso é pensar numa perspectiva muito imediatista, só visando lucros e a próxima temporada. E o lado esportivo? É um negócio? É um negócio, mas nós que assistimos não ganhamos nada com isso, só quem está do outro lado. pelo contrário, cada vez mais perdemos o prazer.
Se não houver punição, se tudo ficar em pizza, a F1 logo vai se tornar um F 171, porque perde a cada dia sua credibilidade como esporte.
Há muito o lado mercadológico prospera, mas pelo menos tínhamos certeza de que os resultados eram reais, na medida do possível, pois em ultima ratio, representavam a materialização do investimento e esperança do lucro. Se essa lógica for quebrada, o próprio negócio afunda. Quem irá patrocinar times e pilotos de fancaria? Cada vez mais o adjetivo "circo" se torna oportuno, na pior das acepções... será que nós, espectadores, seremos os palhaços? Da minha parte, nunca mais compro um carro Renault, e não faço a mínima questão de vê-la alinhada no grid. Negócio deles é briga-de-galo.

Celso disse...

Ico, eu acho que o Ecclestone deve estar maluco com toda essa história. Esse ano a competição está em segundo, terceiro plano - é só briga, briga... Imagina como estão os novos torcedores da F1 - um cara que começou a acompanhar F1 este ano, já deve estar desistindo. F1 parece uma nau sem rumo.

Anônimo disse...

Ico, Só esperamos que todos os envolvidos nessa merda sejam punidos.
Os Renault, Os briatores da vida.
Quanto ao Nelson pai quem com ferro fere com ferro será ferido, a lingua não tem osso. O filho usado como marionete.
VIVENDO E APRENDENDO.

celsovedovato disse...

Ico, tenho me acostumado a aguardar seus comentáros e reportagens para formar minha opinião sobre assuntos relacionados a F1. Nunca me arrependo.
Acho que tudo Terá um desfecho político.
Tenho algumas sensações que gotaria de expor. Acho que Bernie e Max vão mais uma vez costurar uma grande colcha furada de retalhos como solução e devem estar contando com o tempo e um final de campeonato empolgante para tudo ficar para tráz.
Pra mim esta solução passa por deixar a Renault quietinha servindo aos seus propósitos de manter uma montadora importante na F1, aplicando uma grande multa, talvez excluindo seus pontos do campeonato passado e cobrando o dinheiro que lhes repassou por aquela temporada.
Excluir Symonds da F1 (a peça mais fraca da história) e tirar momentâneamente Briatore do paddock ou pelo menos mantê-lo quietinho, tendo o seu apoio a tudo o que inventarem e principalmente à eleição de quem lhes convier a presidência da FIA. (Todt?)
A Piquet conseguir-lhe uma vaga numa equipe nova ou "velha" (alguém que já lhes deva ou devam, algum favor)-(motor Renault e Nelsinho na William´s), como uma nova chance, com discurso de que se arrependeu, colaborou com a verdade, etc.... Daí em diante dependerá mesmo do rapaz dar a volta por cima e lutar bravamente contra o desprezo que terá no paddock. Se conseguir resultados, conseguirá com o tempo algum respeito. Poderá sempre mostrar publicamente arrependimento e alcance de alguma maturidade. Se não aprender nada com tudo isso e continuar como menino na F1 e não como homem, roda no ano que vem e segue para os EUA ou outra categoria que o aceite.

Fernando disse...

Já prevejo que tudo isso vá terminar em uma gigantesca e transnacional pizza, com os Piquets afastados do circo da F1, um Briatore desgastado e relegado a segundo plano entre os figurões da categoria, uma Renault com mais um motivo pra deixar as pistas e todos os escândalos de 2009 esquecidos definitivamente. Nunca vi um ano tão ruim para pilotos e equipes quanto este.

Chico disse...

Observando esse furdúncio todo me lembrei daquele juiz corrupto que forjava resultados de futebol aqui em São Paulo, e que foi processado e dias atrás absolvido! Por curiosidade procurei os resultados da corrida de Cingapura em 2008, especialmente para saber se, caso ela fosse anulada (sonho de uma noite de verão), como ficaria a pontuação ou, mais exatamente, com que pontuação o Massa e o Hamilton terminariam o campeonato... Alguém saberia dizer? Grato

Torquemada disse...

É o mafioso e ultra-direitista Berlusconi fazendo escola... Dias atrás, criticado pelo editor Dino Boffo, do diário católico Avvenire, pelo modo de vida devasso que o primeiro ministro leva e faz questão de exibir ao povo, o dito cujo não teve dúvida: através dos seus jornais acusou Boffo de ter arruinado o casamento de uma senhora, mantendo um caso com o marido dela! - Como se vê, a melhor maneira de desqualificar um adversário e ganhar uma discussão, ainda continua sendo através da exploração do sentimento machista e da baixaria. - É que, sabedor do machismo do velho Piquet (é só lembrar que ele não só insinou, como chegou a dizer certa vez que o Senna não gostava de mulher!), o pulha, o sibarita do Briatore não teve dúvidas: disparou bem no meio da testa do frágil e mimado Nelsinho... É o famoso aqui se faz; aqui se paga!

Anônimo disse...

Ico, mudando de alhos pra bugalhos, a sorte do Rubens será nestas ultimas corridas, se o Butom falhar a Brauw não apostará suas fichas num piloto bichado, ai o mesmo será companheiro do alemão.
Quanto ao blogs que davam o Rubens como morto vão ficar chupando o dedo o mesmo implaca mais um ano chegando a 300 corridas.
Se vencer ou chegar a frente do Butom, fica na Brauw, se não como diz o Livio vai gostar assim de F1 na China.

Marcos Antônio Filho disse...

olha acho que ninguém está ligando mais pra F!,esse ano foi lotado de escândlos e quem perde com isso é o esporte. E muito.

Fernando Mayer disse...

Ico

Me sinto muito triste por ver nosso esporte amado aparecer no TV Fama da Rede TV...Chega a dar calafrios de imaginar o Nelsão ou o Nelsinho indo ao programa do Leão Lobo ou da Mama Brusqueta pra dar esclarecimentos...Meu Deus! Onde vamos parar com este tanto de vexames que estão difamendo e denegrindo a imagem da categoria que já teve o privilégio de ver brigas de Fangio X Ascári,
ou o próprio Nelsão X Senna (na Pista é claro) e se eu ficasse aqui falando de todos os pegas memoráveis que pudemos e ainda podemos ver (graças ao advento do Youtube) eu ficaria o dia inteiro. Não quero ser o pessimista da turma mas acho que nada do que pode ou pelo menos deveria acontecer com esse bando de idiotas que ano após ano estão se tornando cada vez mais parecidos com o congresso de um certo pais que conhecemos muito bem,vai servir de exemplo para os futuros competidores ou até mesmo pessoas que ainda fazem o que fazem para simplismente mostrar que são "poderosos".

Compartilho aqui com todos a minha indignação com essa podridão que resultou neste estado de coisas.

Sem mais
Até a próxima.

Obs: Eu não tenho nada contra quem gosta de programas que falam da vida alheia.

Anônimo disse...

O resultado do julgamento político dessa anti-ética manobra esportiva será a cabeça do Briatore numa bandeja de prata. Um pequeno arranhão na imagem da Renault.

Cesar Costa disse...

Parabéns pela análise. A única séria que vi até agora em blogs dos chamados jornalistas especializados. Embora a maioria defenda que são opiniões pessoais e cada um escreve o que quer num blog, não se pode negar, que não fossem setoristas em F1, teriam poucos leitores.
Só um detalhe: quem vai processar os Piquet por chantagem é a Equipe Renault e não a fábrica Renault. Pode parecer um detalhe insignificante, mas acho que há uma grande diferença aí...

Edgard Pinto Júnior disse...

Ico, excelente o teu comentário, imparcial, totalmente isento e jornalistico...gostei bastante da intervenção do Ron Groo.
Também não entendo o porque de tanta gente destilar o veneno contra o pai do NAP, quando este não teve participação nos 'fatos', só intervindo depois...tenho certeza absoluta que são os rancoros que sempre acharam que na F-1 é igual a Fla-Flu ou Corintians-Palmeiras...inclusive li, em um outro blog, um cidadão defendendo com todas as forças que o Piquet-pai acabou com a honra do Brasil e 'jogou no lixo' a honra de Airton Senna, com essa história da batida proposital (?!?)...
Esses caras são todos xiitas, não sabem diferenciar as coisas, o mesmo cidadão ainda disse que o seu idolo, em 'uma batida heroica' conquistou o titulo contra o 'Proust' (?!?), só pra ver a clara noção distorcida que o distinto faz das coisas...
Por isso que te parabenizo, com rarissimas exceções, voce tratou o assunto como jornalista, não como torcedor de time de futebol...

Marcelonso disse...

Ico,


Sem duvida alguma será um julgamento politico,duvido de punição a Renault,tenho duvidas quanto a Briatore.

abraço

Briatore Junior disse...

Não tem papo. Queremos a cabeça dos Piquets. E na boa, sem malícia o Nelsinho leva jeito de quem agazalha mesmo.

Caíque Pereira. disse...

Ron Groo,

O ódio que movem contra o Nelson (pai)é feito por torcedores do Senna, nada mais. Basta a gente observar que quando se fala de batidas, apenas a do Schumacher é lembrada, embora\a mais forte e estúpida tenha sido a do Ayrton, mas tem até gente que não poderia expressar isso, mas diz que foi em benefício próprio e era um título...

Outra imbecilidade é quando falam que o Nelson foi quem falou sobre a sexualidade do Senna, quando fora do Brasil, todos sabem que foi o Prost, no auge de sua guerra fria contra o Ayrton.

Torquemada disse...

Como até hoje o Nelsão não desmentiu uma só linha do que foi dito a respeito disso em “Senna, o herói revelado” , qualquer mente medianamente pensante, ligeiramente acima do nível de um protozoário, é obrigada a concluir que o NP foi no mínimo canalha no episódio: Viado? Pergunta pra tua mulher!
http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/66842

Mas, tem gente que tem atração falastrões estilo badboy... Fazer o que?!

Caíque Pereira. disse...

Torquemada,

O Nelson Piquet, nunca desmentiu nada sobre o Senna. Esse caso sobre a guerra entre o Prost e o Senna foi amplamente divulgado na Autosport. Se Vc tiver a oportunidade de ler através de arquivos, leia everás que essa guerrinha chata entre viuvas só existe no Brasil. O piquet assumiu as babaquices que falou sobre o Mansell e disse porque, já que naquele caso ele era diretamente envolvido na briga interna entre as partes que envolviam dois pilotos da mesma equipe. O Manesão só se pronunciou desde que entrou na F1 quando o assunto era entre ele e um adversário direto e o Senna e ele nunca foram adversários, pois quando o Ayrton chegou a McLaren o Piquet tinha uma Lotus sem chances de vitória, da mesma maneira na Benneton.

Cassius Clay Regazzoni disse...

Aliás, na única oportunidade em que disputaram um título (1986), é bom frisar que Piquet chegou à frente de Senna.

Cibele Bastos disse...

Briatore é baixo e ataques que especulam a sexualidade de algm , mostram isso. Parece aqueles que n tem argumento algum e começam a xingar a mãe do outro.

Espero ansiosamente a saída dele. Chega d Briatore!

Torquemada disse...

Caíque:

Respeito sua opinião, mas se você me permitir fico com os depoimentos de Sérgio Rodrigues, Eloir Maciel, Mônica Bergamo, Celso Itiberê, Peter Schultzwenkel, Gerard Ducarouge, Reginaldo Leme, Galvão Bueno e sua mulher Lucia, Nuno Cobra e vários outros, citados ou não no livro. Não que eles sejam os donos da verdade ou que saibam mais do que você, mas porque vivenciaram, presenciaram ou testemunharam o fato. Não é possível que essa gente toda tenha descido ao nível de detalhamento que desceu, mentindo ou se enganado a respeito do comportamento baixo do Piquet. No mais, só depois da morte do Senna, e assim mesmo porque ele acabou se transformando em símbolo e em herói nacional, é que o Nelsão voltou ao assunto, mas apenas para sugerir – como não poderia deixar de ser - que a culpada de tudo foi a imprensa! Vale dizer, se o Ico não tivesse uns 10 anos na ocasião, a culpa teria sobrado pra ele...

António Barbosa disse...

Ron Groo é simples : é evidente que quem coloca a história do embate em singapura como vingança contra briattore é Piquet pai, lamento que você não entenda isso assim como lamento que não entenda que o Pai Piquet jogou sujo agora como havia feito há 20 anos.
Se você tivesse um filho gostava que falassem da sua sexualidade ? no entanto Piquet falou sobre a de Senna...então agora está a exprimentar a sensação.
ou você acha que não foi o Nelsão a denunciar Briatorre ? não tente ser ingénuo.
Em matéria de baixo nivel Piquet Pai tem muitas provas ao longo da vida , não metam nem senna nem seus adeptos nisto.

Ron Penis disse...

Fui e continuo sendo fã do NP COMO PILOTO, e não me lembro até hoje de alguém fazer as ultrapassagens que ele fazia, mesmo com a estúpida diferença das máquinas de hoje e as de ontem. Costumo brincar com os amigos, dizendo que ele não precisava de um espaço maior do que a sala de visitas do meu apartamento para ultrapassar quem estivesse na frente. Agora, em matéria de temperamento, de azedume, de mau humor e mau caratismo não boto nem a ponta do dedo no fogo por ele, quanto mais a mão inteira.

Guerrando Jr. disse...

Parabéns ICO !!!!
De longe, o melhor comentário que li sobre o caso.