segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

CRESCER ANTES DE LUTAR

Coberta de nuvens e neve, a cidadezinha de Madonna de Campiglio abriga a partir de hoje o primeiro evento oficial da Ferrari na temporada de 2010. Uma Ferrari que busca se renovar com piloto e patrocinador novos, ficando mais latina do que nunca com Fernando Alonso ao lado de Felipe Massa. É indiscutivelmente a dupla mais forte do grid. E o sucesso da equipe passa necessariamente pelo bom funcionamento da relação entre os dois. Muitos reconhecem, com razão, o potencial de atrito que existe ali. Mas eu acredito que se tratam de dois pilotos inteligentes e experimentados o suficiente para saber que vão precisar percorrer um longo caminho antes de se engajaram em qualquer tipo de disputa interna.

A verdade é que a Ferrari teve um ano complicado em 2009, com um projeto construído em torno do Kers e que jamais surtiu o efeito desejado. Teve ainda o acidente de Massa que, por maior que houvesse o alívio da recuperação rápida e completa do piloto, inegavelmente abalou os ânimos de muita gente importante lá dentro. O time conseguiu uma única vitória, obtida “na raça” pelo demitido Kimi Raikkonen em seu palco predileto. Muito pouco para acalmar a habitual pressão da barulhenta e exigente mídia italiana.

Assim, o cenário do time para 2010 é o do vai ou racha. Se ficar novamente fora da disputa pelo título, mudanças no comando da equipe serão inevitáveis. E para brigar pelo campeonato, um bom carro é ainda mais imprescindível que uma boa dupla de pilotos. A edição de ontem do “Gazzetta dello Sport” trouxe as primeiras informações sobre o novo modelo do time, aparentemente com forte inspiração no eficiente e vencedor RB5 da Red Bull. Mas muita gente, eu inclusive, acha que a Ferrari errou ao congelar cedo o desenvolvimento do carro do ano passado. Perdeu ali uma chance de ouro para experimentar soluções que poderiam fazer alguma diferença agora. O novo bólido nasce praticamente do nada e isso é sempre um risco.

Quanto à relação de Massa e Alonso, acho que a incerteza quanto ao pacote técnico e a dura concorrência que os esperam vão acabar unindo-os em torno do objetivo comum de desenvolver um carro vencedor. Um instrumento indispensável para derrotar a Mercedes de Ross Brawn e Schumacher, a McLaren de Hamilton e Button ou a Red Bull de Vettel e Adrian Newey.

Para mim, o resultado desse trabalho em conjunto vai ser fundamental para o andamento das relações dentro da equipe. Se o carro não andar de jeito nenhum, tenho a certeza que Alonso vai franzir a sobrancelha, lamentar que não lhe deram um “coche ganador” e vai amarrar o burro na sombra, saindo dela apenas nas pistas em que o modelo se sair melhor para beliscar um bom resultado (que pode até ser uma vitória). Enquanto isso, Massa vai trabalhar com a dedicação de sempre, defender a equipe das críticas e lutar como um leão em todas as corridas para chegar na melhor posição que o carro permitir.

Mas se o carro for vencedor, a briga vai ser com a motivação lá em cima nos dois lados da garagem. Muitos vêem um Alonso imbatível se a condição for esta. Eu não teria tanta certeza. O espanhol pode ser o maior desafio que Massa enfrenta em sua carreira, mas se tem alguém que gosta de desafios é o brasileiro. Antes do acidente na Hungria, Massa estava fazendo uma baita temporada e vinha de duas exibições de gala, em Silverstone e Nürburgring. E os dois testes que fez depois de sua recuperação apontam que sua pilotagem é a mesma de sempre. Como já disse antes, o melhor Massa ainda está por vir. Se endurecer a disputa, ataca com isso o ponto fraco de Alonso – um piloto excepcional, mas (mal-)acostumado com companheiros servis e/ou inofensivos. Não terá isso na Ferrari. E, todos se lembram, não teve na McLaren, o que acabou lhe turvando um tanto as idéias.

Como se vê, são muitos os finais possíveis para essa história que começa hoje em Madonna di Campiglio. Confira aqui e no twitter todas as novidades que a semana nos trará. Daqui a pouquinho, as impressões da abertura do evento. Arrivederci!

15 comentários:

Diego disse...

Que afundem.
Um campeao-pagante não merece o minimo de respeito.

Léo disse...

Ico, acompanho voce no seu blog, na radio bandeirantes e agora no twitter, parabens pelo seu trabalho.
Sinceramente, acho que por melhor piloto que seja Fernando Alonso, eu percebi, e isso é uma impressão pessoal minha, de que ele perdeu a velocidade que tinha quando esteve na segunda passagem na Renault, ao contrario de Massa, que foi um dos pilotos que mais evoluiram na F1 nos ultimos tempos.
Questão de feeling, acho que esse ano o Massa leva esse titulo para a gente!
Um abraço.

rafa disse...

...Se o carro não andar de jeito nenhum, tenho a certeza que Alonso vai franzir a sobrancelha, lamentar que não lhe deram um “coche ganador”...Enquanto isso, Massa vai trabalhar com a dedicação de sempre, defender a equipe das críticas e lutar como um leão em todas as corridas para chegar na melhor posição que o carro permitir...

nossa!!!!que um fã do Massa fale tais palavras eu entendo, mas vc! um jornalista respeitado...pra que isso...pra que colocar em dúvida o comportamento do espanhol antes mesmo da temporada começar..quer dizer que se o carro for ruim, só o massa vai trabalhar e defender a equipe...okay. Pode esperar. Repito: que fãs tenham essa visao superficial do alonso, eu até entendo, mas um jornalista do meio, não. Depois o pessoal reclama da imprensa espanhola, que ela é cega, apaixonada e exagerada...

contato disse...

valeu ico! bela cobertura.
essa ferrari latina ainda é um mistério para mim. Eu boto fé no Massa e espero que Alonso amadureça.

Pezzolo disse...

oopa, quem escreveu foi o pezzolo o comment acima. apareceu o login do site

Juliano disse...

E depois reclamam da parcialidade da imprensa espanhola. Uma coisa é certa: Massa não é Rubinho. Por isso, mesmo acho que 2010 é o último ano do brasileiro na Ferrari. Não sou fã do espanhol, mas não tenho dúvidas que ele dará show na Ferrari.

Rafael disse...

"Massa não é Rubinho."

claro que massa não é o Rubinho... Rubens Barrichello é um pouco mais competente que Felipe Massa... Afinal Rubinho tem dois vices..

Massa, mesmo com Schumacher se aposetando e dizendo que deixou o
1º carro pra ele, só tem um misero e vergonhoso vice campeonato em todos esses anos de ferrari

e é este piloto que vcs acham que vai ganhar do Alonso??? é só pegar 2006 e 2007 e vejam oq o Alonso fará com Felipe Massa...

Rafael disse...

sem falar que massa roda sozinho e sai dizendo q a culpa é das sensações estranhas...

aew vem a ferrari e mostra q o erro foi do piloto

Igor disse...

Não se esqueçam de que estamos falando da Ferrari Malboro... não é nenhuma ekipe iniciante...

eles sabem oq tem de ser feito..

sem falar que eles instalaram no final do ano passado em Maranello um Super Simulador... coisa de outro mundo... O Simulador é mais potente q o da McLaren

E com certeza será uma vantagem pra Ferrari.. pois esse simulador certamente vai suprir a falta de testes...

é só ver como a mclaren evoluiu na 2ª metade de 2009, mesmo sem testes...

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Rafa, sobre a postura do Alonso com um carro nao competitivo em maos, bem, existem dezenas de pessoas na Renault que podem comprovar o que eu escrevi, muitas delas já me disseram isso. O cara é um baita de um piloto, mas costuma agir assim nestas condicoes e é isso que eu busco trazer para vcs - e não é o unico, basta ver o quanto Kubica andou na BMW em 2008 e o quanto trabalhou no ano passado.

Abs

Fernando Soethe disse...

Valeu Ico.

Fazia tempo que gostaria de uma opinião de alguém da 'meia-cancha' (publico-f1) sobre essas questões.

Sensacional.

Daniel Médici disse...

Não estou muito confiante no potencial da Ferrari para o ano que vem. Essa era Domenicali parece ter cometido uma série de erros nestas últimas temporadas. Em 2009, por exemplo, tiraram de seus quadros John Iley e Gilles Simon, dois engenheiros respeitadíssimos no paddock.

Antes do Bahrein, tudo é especulação. Mas não colocaria minhas fichas na Ferrari este ano.

John White disse...

Eu torço muito para ver uma Formula 1 equilibrada. Ver uma Ferrari rápida, Maclaren forte com seus dois bons pilotos junto com a nova Mercedes e outras.
Verdadeiramente Alonso é um piloto incrível, talvéz o melhor da categoria, com enormes proezas dignas de um bicampeão, mas que não serão suficientes para o Felipe que será imbatível em corridas e classificações.

Marcelle Costa disse...

isso aí , é campeão-pagante mesmo!!ahuahuahuhau.
Bom, Massa já venceu shummi (imbativel no Brasil, lembrem-se), já venceu Lewis, e Kimi. Ambos campeões mundiais. Entaõ não duvidem amais desse tal Felipe. Espero que ele vença.

Rafael disse...

Campeão pagante ???

quem fala uma besteira dessas não entende nem o Básico de Formula 1.. pra começar a ferrari é uma ekipe muito rica e nunca teve essa filosofia

Ta certo... Se for assim, o Ayrton Senna era campeão pagante tb... Ele mesmo (Senna) ja disse q o piloto alem de ser bom tem que ter um excelente patrocinio para figurar nas grandes ekipes....

Senna disse isso ao lado de Barrichello em entrevista ao Galvão Bueno... Na época Barrichello era patrocinado pela Arisco...

Senna era patrocinado por um grande Banco (o Nacional) e seus patrocinios pessoais o levaram à equipes como mclaren e williams

mais uma coisa: pra quem não sabe, a ferrari queria o Alonso desde a epoca de Minardi.. mas como o Espanhol não é tolo, preferiu ficar na Renault ao inves de ser 2º piloto do Alemão, como foram o Rubinho e o Massa !!!!

Saudações e parem de falar tolices, porq dó nos olhos da gente