quinta-feira, 11 de março de 2010

AINDA SOBRE OS TILKÓDROMOS

Na minha corrida pela pista do Sakhir no crepúsculo de ontem, foi impossível não pensar na conversa com Lucas Di Grassi sobre o novo trecho que foi agregado ao traçado original deste ano. “Nãopara entender. Tiraram o único ‘S’ de alta do traçado para colocar uma seqüência de curvas lentas”.

Na
seqüência, ele vai ordenando as marchas enquanto reproduz os movimentos do volante com os braços: “Segunda, segunda, outra segunda, primeira, segunda, segunda de novo e mais uma segunda. volta pra pista original com um curva em segunda, uma em terceira, um cotovelo em primeira, uma retinha que termina em outra curva em primeira”.

O
piloto parece até cansado em enumerar os trechos. Dá um suspiro resignado, e continua. “Eu queria um dia era sentar com ele para dar umas sugestões. Porque ele é um bom arquiteto, eu não tenho dúvidas. Mas não é piloto, não sabe o tipo de desafio que a gente gosta de enfrentar”, sugere.

A
idéia do brasileiro é interessante. Há anos que Bernie Ecclestone elegeu Tilke como o estilista oficial dos circuitos da categoria, mas ele se prendeu à mesma receita e, como atestam Sutil no post de ontem e Di Grassi nesta nossa conversa, a fórmula deu errado justamente por não fazer o básico e escutar a opinião dos que são os mais importantes nessa estória.

Além
de escutar os pilotos, alguém de vocês tem outra sugestão para reverter isso?

21 comentários:

Rangel disse...

Banir o Bernie. E o Tilke. :)

Falando sério, procurar terrenos menos planos ajudaria. A imagem de Jacques Villeneuve, de que o traçado perfeito deve ser "como a estrada que nos leva para casa", trata disso: quanto mais natural for o traçado, mais parecido com o que seria uma estrada secundária como as que nos levam pras cidades do interior, com subidas, descidas, curvas malucas (porque precisam contornar obstáculos naturais igualmente malucos), melhor.

Thiago Wilvert disse...

Concordo com o Rangel...após ler o comentário dele, me vem pelo menos 3 pistas em mente: Spa, Interlagos e Monza. Dá pra enumerar outras mais, claro.

Já que a FOTA está criando força lá dentro, talvez esteja na hora de cutucarem essa questão das pistas também. Levando em consideração as declarações de pilotos, talvez seria interessante.

Abraço!

Marcelonso disse...

Ico,

Como falou o brasieleiro,é preciso escutar os pilotos,senão fica do jeito que está,pistas de autorama onde ninguém passa ninguém!

abraço

jopa disse...

Ico, Boa tarde! Você que sempre está com os pilotos [principalmente ] e com alguns dirigentes vê se vai levantando esta bola ,Influencia dos pilotos nos traçados, com eles. Assim , de leve com jeitinho, não precisa ser uma inssureição, mas vale a pena ,mesmo. PS: outro dia escrevi sobre o Emerson Fittipaldi e realmente são muitas histórias legais. Tem mais uma, principalmente para voce e para quem gosta de boa musica; era no inicio da temporada de79, aqui em Interlagos , nos treinos para o GP, eu estava numa "arquibancada", hoje chamariamos de centro de hospitalidade, da Copersucar Fittipaldi, que ficava na entrada do Laranja e lá pelas tantas quem eu vejo bem pertinho à mim, sim ele mesmo Geoge Harrison, fui me aproximando devagar , na cabeça já tocava todas as músicas do album azul, vermelho e até o do capitão Pimenta, bem ai no 0,005 de ingles que sabia pedi um autógrafo, que foi gentilmente assinado e "conversamos rapidamente sobre a F1 e sobre o "noss" grande amigo Emerson. Tô arrepiado de novo. Abraços, Jopa

Aun disse...

Estou com o Rangel.

Lucas Carioli disse...

Sugestão para reverter isso? Sim, tirar Bernie Ecclestone! Minha teoria é a de que o inglesinho é tamanhamente influente que transformou a F1 num espelho de si próprio: ou seja, algo absolutamente empresarial, onde a pilotagem ficou totalmente relevada para segundo plano. E com o adendo de dar a F1 uma cara conservadora ou uma categoria de velhos.

Não me entendam mal. Sei perfeitamente o valor dele para ter transformado a categoria nesse espetáculo mundial. Mas acho que já passou do ponto, apodreceu. A F1 precisa de gente nova, dinâmica, com o mesmo poder, porém que a coloque novamente num caminho saudável para os pilotos. Ecclestone e Mosley causaram muita distruição nos últimos 15 anos, quase sempre apenas pensando em si próprios.

tibone disse...

A solução mais obvia para mim, seria modernizar as pistas sem mexer nos traçados, e sim na infra-estrutura e na segurança.

Aumentar a area de escape e re-contruir paddocks e areas de circulação, ao invés de mexer nos traçados.

E para as pistas que já foram tilkeadas, acho que adicionar curvas de alta, já ajudaria um monte.

Anônimo disse...

Pistas são aquelas que dão emoção ao piloto e ao público. Velocidade e ultrapassagens, uma boa disputa e não aquela coisa chata de que quem sai na frente praticamente ganhou a corrida.

Acho que o público deveria também ser ouvido.

pablo souza
www.pistaquentef1.zip.net

Daniel Médici disse...

Outro dia estava lendo um artigo surpreendente de Denis Jenkinson sobre Kyalami, de 1970. Ele fala que, partindo da reta, apenas as três primeiras curvas realmente mereciam estar na Fórmula 1. Após a Crowthorne, a Barbecue e a Jukskei Sweep, "as outras curvas poderiam estar em qualquer outro lugar do planeta".

(Note o rigor: ele exclui a Sunset!)

Nessa época os mais críticos possuíam uma concepção mas 'orgânica' de como um circuito devia ser, a questão de 'ser como a estrada que leva pra casa' que o Rangel apontou muito bem.

Talvez isso tenha se perdido na busca do circuito moderno (ou modernista?), especialmente feito para as corridas - e, mais recentemente, para a segurança e as ultrapassagens. Isso tem minado toda a "gramática", a complexidade dos circuitos.

Daniel Médici disse...

Sabe o pior? É que o Tilke é piloto! E parece que adora dar suas voltinhas pelo Nordschleife...

Minha proposta para tornar os circuitos melhores é a diminuição da margem de erro do piloto. Não pode haver um estacionamento da Disney World depois de cada curva, a Fórmula 1 não pode ser um jogo de video game Arcade, em que os erros podem todos ser perdoados.

Aun disse...

Médice,

O Tilke deve ser um piloto cagão.
Capitão Nascimento diria: Tá com medinho, tá?

Desculpe a brincadeira.

Abraço,

Rafael Aun

Aun disse...

Errata: Médici

Vinícius Neves Urbanek disse...

O pior é que o Tilke é piloto mesmo. Não acho que ele seja medroso, pois pra correr no Nordschleife precisa ter sangue frio. Mesmo assim, eu acho que ele devia pedir a opinião de outros pilotos pra criar pistas. Não aguento mais ter que assistir 3 9no máximo 4) corridas decentes por ano. E dizem que vai ter um circuito de rua em Roma e o calendário vai ter 20 corridas! Agora só falta torcer para que o Tilke desista de fazer circuitos, e chamem alguém capaz de fazer pistas decentes.

Ron Groo disse...

Não é só o Di Grassi que queria sentar com o Tilke não... Metade da comunidade fã de F1 queria trocar idéias com ele. A outra metade queria esgana-lo.

Mário Salustiano disse...

caros

Tilke piloto?pelo amor de Deus, me dá um carro que eu corro em monza, silverstone, etc, vou fazer um monte de m.. daí se considerado piloto vai uma longa diferença, só porque ele tem grana para por um porsche numa pista e depois não conseguir nada de expressivo não faz dele piloto tá gente, quanto a suas qualidades de arquiteto ele deve ser muito bom para decorar apto porque para projetar autodromos tá mais do que provado que bom ele não é, ou atender os requisitos de Bernie é fez dele alguma unanimidade? não vejo um piloto da categoria elogiando e isso para mim basta como opinião

foca disse...

Simples: só espalhar uma fofoca de que ele odeia maomé ou demoliu uma mequita sagrada pra fazer o autódromo...
a al qaeda já já colocava a cabeça dele num espeto!

foca disse...

melhor: coloca ele de carona com o fittipaldi dentro de um 917 em spa.

Vinícius Neves Urbanek disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Samucão disse...

Mandar esse idiota (Tilke) passear!!!!

Rui disse...

E pensar que ele acabou com Hock...

fidalgo disse...

Ico, olha essa reportagem sobre o Tilke
http://triplorail.blogspot.com/2009/11/hermann-tilke-e-o-nordscheife.html

Mário Salustiano, ele é piloto sim, pode ver na pagina da wikipedia parte do curriculo

Rui, quem acabou com o Hockenheim foi quem lhe encomendou o projecto