domingo, 28 de março de 2010

CHUVA DE ESTRELAS

Foram duas chuvas. A primeira, de críticas: depois do GP do Bahrein, a Fórmula 1 se viu inundada por uma precipitada discussão sobre a qualidade das corridas, na qual sobraram acusações até para uma suposta falta de arrojo dos pilotos. A segunda, uma pancada de água mesmo, pouco antes da largada do GP da Austrália e coroando as dificuldades de um final de semana ameno na cidade de Melbourne. O asfalto ensaboado apresentava o desafio. Era a hora de ver quem era homem de verdade.

O
que os críticos se esqueceram é que a Fórmula 1 reúne atualmente uma das melhores gerações de pilotos da sua história. Que tiveram atuações de verdadeiros super-heróis. Existem corridas em que apontar o principal destaque é tarefa fácil. Mas a prova de ontem trouxe seis nomes que justificariam qualquer escolha.

Do lado da antecipação, dois nomes saltaram aos olhos. O vencedor Jenson Button deu um bote decisivo para a vitória ao ser o primeiro piloto a parar para colocar pneus para pista seca, logo na sexta volta. Isso, aliado a um estilo de pilotagem suave que desgastou pouco a borracha, permitiu que o atual campeão do mundo imprimisse um ótimo ritmo rumo à vitória.

Quem
também merece destaque é Sebastian Vettel, que viveu o drama de um problema no carro roubar-lhe um triunfo que parecia certo. Desta vez foi a porca que fixava a roda dianteira esquerda que se soltou. Piloto e equipe hesitaram um pouco na decisão de ir aos boxes para conferir o motivo das vibrações que surgiram e as conseqüências disso foram catastróficas.

Robert Kubica e Felipe Massa impressionaram pela persistência. Ambos largaram muito bem. O polonês resistiu a vários ataques para terminar em segundo, enquanto que o brasileiro não se abalou por eventuais erros e manteve o cravado para conseguir mais um pódio - e o melhor início de temporada de sua carreira. Colocações difíceis de imaginar depois de um desempenho relativamente discreto dos dois depois do treino classificatório.

E os
dois voadores do dia foram Fernando Alonso e Lewis Hamilton. O espanhol foi tocado na primeira curva, maior das ironias, pelo vencedor Jenson Button. Caiu para último e se recuperou rapidamente até a quarta colocação, que manteve no final mesmo com os pneus no osso. Lewis Hamilton foi o piloto que mais ultrapassagens fez na pista, mas foi vítima de um erro estratégico do time e de uma manobra estabanada de Mark Webber. Um pódio teria sido muito mais justo.

A
prova ofereceu ainda muito mais, como o impressionante acidente da primeira volta, Rubens Barrichello voltando a pontuar, um carro da Hispania terminando uma prova, uma Virgin ainda sofrendo com o equipamento, uma transmissão de fôlego da nossa equipe da rádio e também a história um antigo super-herói, de nome Michael Schumacher, que sofreu durante 37 voltas com uma kryptonita chamada Jaime Alguersuari. O que houve com o heptacampeão?

Com
uma prova de tirar o fôlego, a Fórmula 1 provou que, na pista e nas condições certas, o espetáculo pode ainda ser inesquecível. na expectativa da Malásia e de suas monções, coloque seus comentários e perguntas para a próxima edição do “Credencial”. Mãos à obra!

(Foto Ferrari)

49 comentários:

Luiz G disse...

Interessante o comentário de que a F1, hoje, tem uma des suas melhores gerações de pilotos.

Se nos anos 80 a F1 tinha Piquet, Lauda, Prost, Senna e Mansell.

Nos anos 90 só tinha Senna(no começo), Schumacher e Hakkinen.

Hoje a F1 conta com Alonso, Vettel, Kubica, Massa, Hamilton, Button, Rosberg e um resto de Schumacher....Todos com alguma chance de ser campeão.

A F1 está bem servida.

William disse...

Olá Ico!! Valeu a pena acordar durante a madrugada, ligar a TV e o rádio e desfrutar da prova! Em um post do ano passado vc comentou que existiam rumores na Ferrari sobre a falta de velocidade do Alemão(o problema do pescoço era mera desculpa). Qual é a opinião geral no paddock após duas provas? Já existem comentários "maldosos"?
Abraços!!

Vandilson disse...

Olá Ico, gostei muito da corrida, mas gostei ainda mais de ver o Hamilton provar o veneno dele... ele é rápido, agressivo mas tambem irresponsável, toda utrapassagem ele joga o carro dele pra cima do outro carro (mesmo em reta), agora com o Alonso ele pensou duas vezes, mas como o espanhol não abriu, deu o que deu... não acho que tenha sido apenas lambança do Webber; destaque para o Polonês narigudo(kkkkk); ha o Vettel tambem deu show... show de azar;

Vandilson disse...

Ico, qual a possibilidade de chover algumas horas antes da prova da Malasia, uma garoa no meio da corrida e tempo bom 20 voltas pro final da corrida;
Se for o caso poderia aprender a "dança da chuva"; Coisa básica!

Danilo disse...

Olá Ico. Eu fico com a impressão de que o Massa é um piloto excepcional em uma volta lançada, muio bom piloto em ritmo de corrida, mas um pouco deficiente quando tem que disputar posições (seja defendendo ou atacando). O que você acha?

Smirkoff disse...

Grande prova! Aliás, desde 85 foram poucos os GPs da Austrália que não valeram a pena. Uma observação: o acidente do Kobayashi demonstrou aquilo que pilotos já tinham avisado, que essa enorme asa dianteira, quando quebra, pode travar as rodas da frente e tirar o controle do piloto.

Douglas Fortes disse...

Ico, Tomara que na Malasia esteja quente para que o Felipe nao sofra com a temperatura dos pneus. Mesmo com esse problema , o Felipe fez uma corridaça Ico.
abraço.

Ariclenes M. Costa disse...

Ico,

Há alguma possibilidade da FIA liberar alguns treinos extras para as novatas?

JUNINHO disse...

Olá Ico,grande corrida,principalmente de Button,gostaria de saber se há a possibilidade da FIA permitir testes para as 3 equipes novas porque desse jeito elas parecem mais chicanes ambulantes do q carros de corridas.

Anônimo disse...

Meus singelos questionamentos para o credencial:

1- A Williams em média vem levando 1 segundo por volta da turma do G4 (Ferrari, McLaren, Red Bull e Mercedes). Isso se deve ao motor da Cosworth ou ao projeto do carro que não logrou o êxito esperado?

2- Dos estreantes (Hulkenberg, Petrov, Senna, Di Grassi e Chandhok) se esperava muito do primeiro. Tudo bem que foram apenas dois GP's, mas o Hulkenberg já não estaria se revelando um Kazuki Nakajima alemão, na medida em que a Williams só pode contar com Barrichello para pontuar, tal qual ano passado quando apenas o Rosberg pontuou pelo time de Grove?

3- O pessoal da Europa também comunga da opinião do Galvão Bueno de que é um absurdo equipes como Lotus, Virgin e Hispania estarem no grid da F1, por serem tão lentas, pertencendo hipoteticamente a outra categoria?

4- Deveria a FIA permitir que essas 3 escuderia treinassem entre os GP's a fim de tentar diminuir o abismo que as separa do grupo da Sauber e da Toro Rosso?

Anônimo disse...

O comentário acima saiu como Anônimo, assim como esse (não está abrindo a caixinha para colocar o nome, não sei por que), então me identifico aqui como Juliano.

Meus singelos questionamentos para o credencial:

1- A Williams em média vem levando 1 segundo por volta da turma do G4 (Ferrari, McLaren, Red Bull e Mercedes). Isso se deve ao motor da Cosworth ou ao projeto do carro que não logrou o êxito esperado?

2- Dos estreantes (Hulkenberg, Petrov, Senna, Di Grassi e Chandhok) se esperava muito do primeiro. Tudo bem que foram apenas dois GP's, mas o Hulkenberg já não estaria se revelando um Kazuki Nakajima alemão, na medida em que a Williams só pode contar com Barrichello para pontuar, tal qual ano passado quando apenas o Rosberg pontuou pelo time de Grove?

3- O pessoal da Europa também comunga da opinião do Galvão Bueno de que é um absurdo equipes como Lotus, Virgin e Hispania estarem no grid da F1, por serem tão lentas, pertencendo hipoteticamente a outra categoria?

4- Deveria a FIA permitir que essas 3 escuderia treinassem entre os GP's a fim de tentar diminuir o abismo que as separa do grupo da Sauber e da Toro Rosso?

Carlos Rodrigues disse...

Ico:

Ainda acerca da emoção (ou falta dela) na F1:

Disseste muito bem que sob as condições certas, a F1 produz corridas como esta de Melbourne, mas não achas que Melbourne é uma excepção cada vez mais rara à regra?

Na próxima semana, se não cai uma chuva de proporções bíblicas em Sepang, teremos (creio) uma repetição de Sahkir.

Quem disse que a culpa da má corrida no Bahrain ficava em grande parte com o tipo de circuito, não se terá esquecido que esse tipo de circuito já está em maioria no Mundial?

Abraço da cidade do Porto, Portugal, e boa viagem para Kuala Lumpur.

Ylan Marcel disse...

Bela prova, grandes disputas, mas acho que a chuva ajudou o espetáculo. Também acho que quando a Red Bull resolver seus problemas de confiabilidade, Vettel vai nadar de braçadas para o título.

SPECBlog disse...

Ico, não dá a impressão de que a Williams é um carro equilibrado mas "sem motor" ? Barrichello vai penar.

Carlos Colangelo disse...

Oi Ico,

Alguns comentários pro credencial:

1) Button e Hamilton tem estilos diferentes, e creio que com o fim do reabastecimento os queimadores de borracha ficam em desvantagem se comparado aos pilotos com estilo suave como o Button... Hamilton terá problemas pra superar seu companheiro de equipe
2) Não entendo a decepção das pessoas com o Schumacher... O que é preciso entender é que esse Schumacher é o Schumacher de 2009, e não o Schumacher de 2006... Ele está 3 anos mais velhos, não 3 anos mais experientes... Minha opinião: o velho Schumacher já se aposentou, esse é o Schumacher velho...
3) Impressionante como nos detalhes se nota quem tem mais técnica... Na minha opinião, nos 2 enroscos do Webber com o Hamilton, o primeiro foi o culpado em ambos... Ele não é da turma do Hamilton, Alonso e Vettel
4) Se o problema do Massa foi de fato problemas de aquecimento de pneus, ele pode ter mais problemas nessa temporada, já que no meu entendimento a tendência desses pneus é durarem mais, porém levando mais tempo para aquecer... Faz sentido?
5) E a Williams hein? O Rubens ta guiando muito, sem tomar conhecimento do Hulk... Mas mesmo assim toma 1 segundo do G4...
6) Aqui no Brasil se comenta em dar tempo de testes para as novatas... Não concordo, afinal de contas elas já tiveram o tempo de testes junto com as outras equipes... Não acho que a FIA deva dar privilégio só pq estejam excessivamente lentas... A Hispania por exemplo, não testou pq é mal organizada, não se preparou de forma a ter um carro pronto para realizar os testes junto com as outras... Se eu fosse o Jean Todt eu diria: Sorry guys, formula 1 é coisa de gente grande...

Abraço,

Carlos

SPECBlog disse...

Ico, até que ponto esse problema nos freios da RBR não foi provocado pelo Vettel? Há como a gente saber isso? Qual o posicionamento oficial da equipe sobre a alegação do piloto?

Rangel disse...

Grande corrida... pra que gastar em pesquisas e afins para facilitar ultrapassagens? Molhem a pista faltando 10 minutos pra corrida começar e pronto! :)

Perguntas:

1- Qual a influência do Newey no aspecto durabilidade dos carros em que ele trabalha? Seria esse o calcanhar de aquiles do gênio? OBS: Lembro que as McLarens da época dele quebravam demais, e depois que ele saiu a equipe resolveu esse problema. As Williams dele, entretanto, não quebravam mais que os outros carros, mas há que se considerar que a durabilidade de todos os carros era menor na década de 1990...

2- Como anda o humor do Schumacher depois de duas corridas? A imprensa alemã já está pegando no pé dele? Ele conseguiu memorizar o posicionamento completo do aerofólio e das peças da suspensão traseira do carro da Toro Rosso? hehehehe

Eugenio disse...

todos comentam que o fim do reabasteciento é o culpado pelas corridas chatas tipo bahrein...

mas acho que o real culpado seja de novo a estupidez dos regulamentos técnicos: depois de 10 anos reduzinhdo pneus no ano passado parecia que tivessem enfim entendido e voltando ao slick e feito aquela asa grande deu uns resultados bons... ... agora que raio deu neles de voltar outra vez a diminuir os pneus?
é isso que deixa as corridas chatas...

outra coisa que nao concordo é a de impor 1 ou dois pitstop... a fia acha que o torcedor quer assistir a mecanicos trocando pneu ou carros lutando na pista...

hoje se viu bem que tendo caido a regra dos dois pneus por causa da chuva, teve a estrategia parar e ter pneus frescos e rapidos e a estrategia nao parar e ficar com pneus velhos mas na frente: foi isso que deu a misturada e produziu as lutas no final, nao tivesse chovido todos teriam trocado mais ou menos na mesma volta e zero ultrapassagens como sempre!

Eugenio

Aderson disse...

E o Kobayashi, hein? Tá decepcionando!

Anônimo disse...

Master Ico,

Nem mau agouro nem dor de cotovelo, nós belgicanos torcemos pela derrota daquele velho kid-vigarista. A Grand Place veio abaixo quando o alemãozinho-Vettel-astrevido conseguiu mostrar q existe ética na F1, independente da teuto-shumy-canalhice. Vivam os novos ídolos, abaixo os otários do passado. Infelizmente o brazuca ainda ñ venceu, pena. Da Grand Place torcemos p êle e pelo alemãozinho-limpo!
Saudações belgo-monarquistas
carlo paolucci

Klauss disse...

"O que os críticos se esqueceram é que a Fórmula 1 reúne atualmente uma das melhores gerações de pilotos da sua história."

Eu tinha feito exatamente um comentário a esse respeito lá no Capelli.

Se nos anos 90 só tivemos pilotos do calibre de Coulthard, Fisichella, Trulli, Ralf Schumacher, hoje em dia um piloto como o Kubica tem que amargar correr na poioca da Renault. Ainda bem que braço ainda voltou a fazer a diferença!

Tanto que o Raikkonen (que, vamos e venhamos, é um tanto irregular), acabou ficando de fora desta temporada...

E ainda acho que o Hamilton vai repetir o destino do Jacques Villeneuve.. Já faz um ano que ando com essa impressão!

E a corrida do Alonso me lembrou o GP da Austrália de 2005!!!

Joniel disse...

A corrida foi tao empolgante e cheia de acontecimentos que a estreia do novo safety car- o belo Mercedes CLS AMG - foi alvo de pouquissimos comentarios. :)

Ron Groo disse...

Eu particularmente achei que Lewis brilhou muito mais que o Alonso, ok ele veio lá de trás, mas pilotando o que e contra quem?

E quando chegou no pelotão da frente parecia o quinze de piracicaba jogando na Vila Belmiro contra o Santos, só se defendia.

Já o Lewis fez de tudo. Até parar de chover.
Foi um corridaço.

Para o credencial:
Estaria sentindo o peso do favoritismo a Red Bull e Vettel?

Mauricio Gangi disse...

Olá Ico!!!
Corridaça essa em Melbourne. Na sua opinião, isso foi proporcionado pelas características da pista, ou os pilotos tb arriscaram mais? Será que na Malásia, q possui duas grandes retas, pode se repetir a grande corrida de hoje?
Grande abraço!!!

Marcelle Costa disse...

Bela análise ico,e bela corrida do massa...
Pergunta: o desempenho do felipe foi bem abaixo do fernando, mas será que tem haver além da direçao diferente como ele disse em algo com o carro dele, porque ele não foi só mais lento do que o fernando mas de carros como mercedes, mclaren e renault, por isso minha duvida de que possam ter havido outros problemas com o carro que não só o acerto errado.

Diego Valensi disse...

Olá, Ico, Tudo bem?
Na Fórmula 1 deste ano, temos 8 pilotos que poderiam vencer corridas sem que isso fosse surpresa para ninguém. Além disso, devemos ter ao menos 12 ou 14 pilotos que têm possibilidades reais de chegar ao pódio. Com isso, é bem provável que tenhamos uma maior diversidade de pilotos se alternando nas primeiras pontuações.
Minha pergunta é: Essa grande variedade de possibilidades não é um incentivo para que o piloto seja mais conservador e passivo como o Massa do que arrojado e ativo como Hamilton, por exemplo?
Abraços.

Sid disse...

QUE CORRIDA!
Muitas emoções na madrugada. Realmente a F1 tem atualmente um elenco de luxo. A unica coisa que manchou o grande prêmio foram as equipes novas que só atrapalham o espetáculo e a falta de ritmo de um Schumacher enferrujado que não teve tantos pilotos bons em pista nas temporadas em que foi campeão. Talvez agora as pessoas vejam que ele não era assim tão brilhante. Também não sou muito fã do Alonso mas devo tirar o chapéu para ele, teve toda calma para segurar um Hamilton sedento por ultrapassar e fez com que este cometesse um erro sozinho. Dei risada quando ouvi pelo radio o Hamilton pedindo se faltava muito para acabar a corrida. A dupla da Ferrari segurou seus carros pelas unhas, são herois. Resta saber se a RBR tem carro para lutar pelo titulo ou só para fazer bonito no sábado.

Marcos Antônio Filho disse...

ico, grande corrida!
minha pergunta já foi feita qu eé sobr eo motor Cosworth já que o G4 da F1 passa com facilidade a Williams, que não consegue chegar perto da Force India, a outra pergunta é, vc acha que a chuva foi fator fundamental pra o sucesso da corrida ou se o tempo tivesse bom teríamos uma corrida do mesmo nível por causa do traçado desafiador de Albert Park?

abs

Ridson de Araújo disse...

Que corrida... valeu muito a pena ter assistido, ter acordado. Dessa vez também acompanhei pelo Live Timming da FOM, e isso é muito legal, recomendo.

Ico, uma pergunta: vc deve ter acompanhado a declaração de Barrichello, que disse que os pneus mais estreitos dificultavam a ultrapassagem, pq deixavam o carro muito instável. Na corrida de hoje, vimos pouco disso, mas era notório que alguns pilotos conseguiam tentar dar o troco, como Rosberg em cima de Hamilton. Será isso consequencia dos penus mais estreitos ou apenas tangenciamento melhor dos ultrapassados?

Ah...redivulgar o blog do qual sou editor, o Histórias e Velocidade. Para quem puder conferir, agradecido. Abraço Ico.

http://historiasevelocidade.blogspot.com/

fidalgo disse...

Oi Ico,

Como se preparam os pilotos para as provas "do outro lado do mundo"?, uma vez que a maioria sao europeus. Em termos de concentração deve ser dificil manter em niveis elevados hora e meia, num horario que na Europa é noite.

Alexandre disse...

Olá, ico, parabéns pela transmissão.

Para o Credencial:

1 - Você viu evolução nas novatas, especialmente na Hispania? Acha que elas podem pontuar em uma corrida como a do Canadá, por exemplo?

2 - O que você achou da corrida do Barrichello? Pessoalmente, esperava mais, considerando a posição de largada.

3 - Dá para avaliar o desempenho de di Grassi e Senna, considerando o comparativo com seus companheiros de equipe?

E tenho dito!!! disse...

Olá Ico, Tenho algumas perguntas quanto ao desempenho da Williams.

1. Rubens disse que o Motor Cosworth sofre um pouco com tanque cheio, tendo assim menos potência que os rivais. Vc sabe o quão inferior ele fica e se é possível (dentro das regras da FIA) alterar partes no motor aumentando, assim, sua potência com tanque cheio?

2. A Williams está com um problema eletrônico na troca de marchas, que acarreta perda de tempo. Vc sabe se até o meio da temporada eles tem projeto de resolver isso?

3. Analisando essas duas corridas, já dá pra ter uma ideia se os Cosworth são mesmo "beberrão"?

Por enquanto é isso. Se puder responder no Credencial, ficarei grato.

E tenho dito!!! disse...

Olá Ico,

Esqueci de dizer no meu comentário anterior.

Talvez seja "Teoria da Conspiração" mas, vamos lá.

Vc acha que ano passado o Alemão pode ter recuado em andar com a Ferrari com medo de Massa não poder voltar e ter recebido a informação que Alonso estaria no time em 2010, logo, ele ficaria numa sinuca de bico. Massa não poderia voltar, Kimi já teria assinado a dispensa (ou estaria disposto a tal atitude) e ele teria que ser companheiro do Espanhol. Vendo esse cenário, tirou o "time de campo". O que vc acha?

E tenho dito!!! disse...

Não tô conseguindo mudar o local onde coloca o nome, mas meu nome é Josiel.

Abraços,

Marcelonso disse...

Ico,

Uma corrida daquelas,avisa o Tio Bernie que é assim que todo mundo gosta.

Pergunta

- Schumacher além do bico quebrado teve algum outro problema no balanço do carro ou foi mesmo a ferrugem o motivo pela demora em superar Jaiminho?

abraço

Anônimo disse...

o que a FIA tem que ver é isto, claro que que com chuva é muuuito mais emocionante, mas urgentemente, parar com a obrigação de troca de pneus e forçar os dez primeiros a largar com o mesmo jogo de sabado

Giovani Balduino disse...

Grande Ico;

Espero que mesmo atrasado ainda de tempo para você comentar estas minhas perguntas.

Concordo plenamente que a safra atual de pilotos é uma das melhores, sempre acreditamos que quem chega a F1 tem seu mérito, muitas vezes mais mérito$ doque outros, mas isto sempre fez parte do automobilismo.

Perguntas : Será que o palco não é um dos maiores colaboradores do espetáculo ? Ainda quando as condições não regulares embaralham as cartas, podemos presenciar espetáculos como vimos hoje ?

Porque será que invariavelmente temos boas corridas ( às vezes ótimas ) em : Melbourne, Montreal, Silverstone, Spa, Monza, Suzuka, Interlagos ?
Em detrimento de verdadeiros circus para cumprir tabela em : Barcelona,Budapeste, Cingapura, Valência....

Concordo que cada pista tem sua característica, mas se todo o businnes da F1 vem da atração do espectador pelo espetáculo, qual a vantagem de se continuar usando circuitos que não atraem a atenção de ninguém durante anos ?? Será que o Tio Bernie não deveria pegar estes lugares e dizer : Olha alem dos meus milhões pra fazer corrida aqui a pista tem de ser outra !

Um abraço

Giovani Balduino

Gustavo disse...

Olá Ico, realmente essa foi uma corrida digna dos pilotos que lhe prezam, concordo com você quando você diz que essa é uma das melhores gerações de pilotos, é mesmo muito dificil de apontar um só piloto foram muitos os que correram bem.
foi uma pequena ida aos boxes, na hora certa que deu ao button a vitória, mais uma vez Vettel foi traido pelo carro alcoólatra e o massa lutou mas conseguiu a terceira colocação.
E a renault trabalhou muito bem desde os inicios dos treinos na austrália, e mostrou que pode surpreender muitos ainda.

Misael disse...

Sobre uma situação interressante que ficou clara nesse GP:




Na última semana o Kovalainen veio com uma idéia que pareceu uma bobagem ou uma simples brincadeira, enfim: não existir mais bandeiras azuis para os retardatários.


Confesso que de imediato também achei absurdo, mas depois da corrida de ontem, penso que isso poderia ser implantado.

Logicamente a idéia original foi para dar mais emoção as corridas (depois da procissão no Bahrein).
Mas depois da Austrália, o meu motivo é outro (até porque emoção ali não faltou).



As equipes novatas não estão tão lentas quanto aparentam.

O que acontece é que com carros rápidos espaçados pela pista, a toda hora os pilotos das novatas precisavam praticamente parar o carro para abrir pasagem.

Assim suas voltas são sempre piores do que podoeriam ser, pois passam basicamente toda volta tendo que tirar o pé.

A própria disputa entre esses pilotos fica quase impossível.

O Chanhock por exemplo terminou com -4l. Mas analisando suas voltas limpas, podendo manter o ritmo tomaria no máximo 2.

Trapizomba disse...

Ico, meu camarada...Vc ainda corre? Eu nao fui corredor, mas dei umas voltas, anos 80, Jacarepagua', era a nossa "stock", varios Gol "peixe", alguns Voyage, uns 2 Passats...Fui ate' bem, mas com 1'98m fica dificil arrumar emprego. Tudo bem...

Meu ponto e': Gosto DEMAIS do teu blog, sempre bem escrito e assuntos interessantes. Mas se vc ainda corre, ou ainda se lembra o que e' "correr", nao diga que essa geracao e' uma das melhores. O nivel dos pilotos vem caindo lenta e gradativamente, se vc pensar num periodo de 30 anos. Lauda, Piquet, Ronny Peterson, Dannis Hulme...e por ai' vai. Esses eram genios, tiravam leite de pedra. A garotada de hoje usa um acerto muito menos "nervoso", cheio de "ajudas", freio, aceleracao, etc...

O Alonzo e' fera....e so'. O resto nao se compara nem ao Alain Prost, que era meio caido, convenhamos...

Abs e parabens pelo blog.

Kohara disse...

Fala Ico.

Bom, três coisas.

1- Ontem o Lewis fez uma corrida de Mansell e o Button fez uma corrida de Prost. Por isso o Button foi melhor e se tornou o primeiro a vencer nessa Mclaren.

2- Bem que podiam fazer duas corridas por ano em lugares que normalmente tem corridas bacanas, como Melbourne, Montreal, Spa, Suzuka e Interlagos. Ah, vamos ter muitas corridas? Beleza. Cortem Abu Dhabi, Bahrein, Barcelona, Valência e Cingapura. (mantenho Hungria por 2006, mas ficaria na zona de rebaixamento). A Fórmula 1 ia ser muito mais legal.

3- A Ferrari não tá queimando muito motor nesse começo de ano não? Nem chegamos a Malásia e já estão no terceiro. Vão voltar a Europa com metade dos motores do ano usados...

4- Tem alguma coisa ilegal na solução da Red Bull para classificações ou é só lastro e tentativa da Mclaren de jogar fumaça no assunto?

Enfim. Parabéns pelo trabalho e... estamos na escuta. =P

Grande abraço,
Kohara

Kohara disse...

PS. Claro. Foram quatro. É a má influência do comercial dos ovos de páscoa da Kopenhagen na TV por aqui... (que anunciam a junção de três tipos de ovos de páscoa e falam que são quatro) =P

Leandro disse...

Para o credencial:
O Alonso disse que não atacou o Massa porque entre companheiros não deve se correr riscos,eu acho que ele deu um migué,quando ele chegou no Massa o problema que Massa vinha enfrentando de aquecimento de pneus já tinha sido resolvido com o decorrer da prova,a prova disso e que a melhor volta do massa foi 2 decimos melhor que a do Alonso.
o que você acho da afirmação dele?
Obs:o Hamilton não tomou conhecimento do Button no começo da prova,e ele são companheiros de equipe.

Juliano Messaggi disse...

Olá Ico,
Um ótimo GP com cheio de altenativas e movimentado do prícipio ao fim, como todos os fãs desejam.
Minha pergunta para o Credencial: A performance da Renault impressionou pelo ritmo de corrida, isso se deveu somente ao brasço do Kubica ou realmente eles tem um carro que pode surpreender em algumas corridas?
Um outro ponto interessante foi a quebra do Kobayashi, essa seria a segunda quebra da asa dianteira do carro da Sauber? Se sim seria somente uma infliez coincidência?
Quais foram os comentários do Barrichello após a corrida, pois apesar dele ter feito duas trocas de pneus a performance dele nesse segundo stint foi muito ruim, andando tempo bem mais lentos, iguais a pilotos que fizeram somente uma troca.
Parabéns pelo trabalho e pelo Credencial. Muito bom!!

Thiago disse...

Ico, tenho duas perguntas:

1 - existe algum comentário no paddock sobre a Fia acabar com a obrigatoriedade de se utilizar os dois compostos de pneus? E essa mudança das regras é possível e viável? Haveria algum problema por parte da Bridgeston ou das equipes?

2 - Os problemas mecânicos no carro do Vettel se deveriam à baixa confiabilidade dos carros da Red Bull ou seriam causados pela direção do próprio Alemão? Pergunto isso porque o mesmo carro que tem problemas com Vettel parece um tabnque com o Webber.

Caio Rubini disse...

Luis, por favor, gostaria que você falasse sobre as perspectivas pra Malásia. No primeiro GP, Massa teve problema com as altas temperaturas e o motor, no segundo GP, Massa teve problemas com baixas temperaturas e o pneu. Como é a temperatura na Malásia? Como você acha que o nosso brasileiro vai se sair nesse GP? Podemos esperar uma primeira vitória?

Um abraço,

Caio Rubini

Rodrigo Brasileiro disse...

Olá grande Ico! Vamos as perguntas:

1- O ritmo de Alonso após chegar em Massa caiu ou Massa o atrapalhou? O jornal marca e os comentários dos leitores estão esculhambando Massa e a Ferrari, o que eu acho fanatismo além do limite.

2- Como os jornalistas Brasileiros estão convivendo com os jornalistas Espanhois? Eu já não aguento mais esses caras, ô povinho cabuloso, eu já teria mandando um daqueles que se dizem "Reporter" para aquele lugar.

3- O que você achou da declaração de Sam Micheal, “Porque Rubens nunca foi campeão do mundo?. Para nós, ele é o melhor piloto” ?

Um grande abraço

Fernando Kesnault disse...

Ico, hoje (segunda) verei duas corridas por causa das chuvas de ontem: IRL (às 11hrs) e NASCAR (às 14hrs) no Speed Channel, sorte minha que não trabalho hoje.

Gabriel Souza disse...

Olá, caro Ico.

Isso sim é uma corrida hein!!

Perguntas:

- Você acredita que em "condições normais" possamos ter, entre os pilotos da frente, uns fazendo menos paradas do que os outros?

- A meu ver, discordando aqui de meu amigo Ron Groo, Alonso fez uma corridaça. Inteligente, sabe que ainda tem muita coisa para acontecer.
Já Hamilton poderia ter sido um pouquinho mais prudente, pois tinha muito mais carro que Alonso naquele momento.

- Sobre a asa dianteira da Sauber, que se soltou duas vezes do carro do Kobayashi, alguma informação?

- Para finalizar, uma curiosidade:
Qual é (ou quais são) a(s) sua(s) guitarra(s)?

Abraço!!