sexta-feira, 2 de abril de 2010

QUE DUREZA

Treinos livres com sol e calor nesta sexta-feira em Sepang, a temperatura do asfalto chegando até a 47°C na sessão vespertina. Mesmo assim, alguns pilotos reclamaram de dificuldades para levar o composto mais duro de pneus à temperatura ideal. Depois de três corridas, começo a ter a impressão que a Bridgestone superestimou os efeitos dos carros com o tanque pesado e fez uma mistura que exige um atrito alto demais para render. Talvez seria o caso de se começar a pensar em mudanças neles.

No
mais, a sexta-feira trouxe um claro indício da força da McLaren, mas eu ainda apontaria a Red Bull como favorita para a pole-position. Dos brasileiros, Massa e Barrichello saíram do circuito um pouco insatisfeitos, enquanto Lucas e Bruno ficaram felizes com a confiabilidade apresentada pelos carros, cada um beirando 60 voltas.

Ah! E as 16h05
minutos, caiu uma chuva leve em Sepang. Isso pode mudar tudo para o treino classificatório. Vamos acompanhar!

(Foto Luis Fernando Ramos)

4 comentários:

Felipe disse...

Essa roda é da Lotus, Ico? Outra coisa, vc acredita que o motor Cosworth ainda tem muita desvantagem em relação aos outros?

Lauro Tentardini disse...

Ico, tudo bem? E essa revista francesa que afirma que Kubica já tem pré-contrato pra substituir o Massa, é verdade? Ou é igual quando diziam que vettel ia pra Ferrari e Massa para Toro Rosso?

Anônimo disse...

Ou não...talvez seja melhor não mexer nos calçados para facilitar as ultrapassagens...se isso não prejudicar a segurança, claro.

Kohara disse...

É... Parece que foi isso mesmo. Os pneus moles duram a corrida toda e os duros só aquecem depois de uma temporada no forno.

Mas também acho que, como está de saída, a Bridgestone não vai querer investir mais dinheiro para mudar um projeto que agora tem prazo de validade. Ou seja, eu apostaria que os pneus vão continuar assim até o fim do ano.

[]´s