quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O PREÇO DA JUVENTUDE

Curtindo o idílio e o dolce far niente, aqui vai o registro da minha coluna de hoje do LANCE!, umas linhas sobre os problemas de um piloto no qual eu ainda aposto que leva o título. 

+++ 

Sebastian Vettel é o piloto mais jovem a marcar pontos em uma corrida e também a vencer um grande prêmio na Fórmula 1. Caso ganhe o título dessa temporada, também superará Lewis Hamilton como o campeão mais novo de todos os tempos. Mas o alemão mostrou na Hungria que seu pior inimigo nessa temporada pode ser ele mesmo. Afinal, chegar à metade da temporada com apenas duas vitórias é muito pouco para quem já conquistou sete pole-positions. 

Está certo que Vettel foi traído por problemas de confiabilidade do RB6 nas duas primeiras provas do ano, quando liderava e tinha os adversários sob controle. Mas não demorou muito para que seus erros aparecessem: escapadas de pista na China, largadas ruins na China, Inglaterra e Alemanha e agora a bobeada atrás do Safety Car na Hungria, que lhe rendeu um drive-through e lhe tirou a vitória. 

Pior que os erros está a sua reação à eles. Parece que Vettel realmente incorporou o que muitos escreveram sobre ele, eu inclusive, de ser um predestinado à grandeza na Fórmula 1. Talvez por isso o piloto sempre busque uma explicação para justificar uma falha sua. Em Budapeste foi a estória do “rádio que não funcionava” como motivo para a distância excessiva que deixou em relação ao carro da frente no momento em que o Safety Car saiu da pista. Como se observar o que se passa à sua frente não fosse tarefa do piloto. 

A verdade é que o desespero de Vettel tem nome: Mark Webber. O que faz o alemão levar as mãos à cabeça em desespero à cada confusão que se mete é o fato de ver, na maioria das vezes, o seu companheiro de equipe se aproveitando da brecha que foi aberta. Encerrados dois terços da disputa, é o australiano quem lidera o Mundial de Pilotos. Por dispor do melhor carro, por mostrar um ritmo de corrida fortíssimo em certas ocasiões e, principalmente, por se colocar sempre na posição de se aproveitar do menor descuido de seu talentoso, veloz mas imaturo companheiro de equipe. No dia em que Vettel aceitar como normal a possibilidade de chegar atrás de Webber, seus erros devem diminuir. O problema está na cabeça.

11 comentários:

Marcelo Urânia disse...

tenho medo do alonso se aproveitar em 2010, assim como raikkonen se aproveitou em 2007 das confusões entre um jovem promissor e seu companheiro experiente.

Fabio de Deus disse...

Me lembro agora de uma frase do Alain Prost sobre o Ayrton Senna que serve perfeitamente para o momento vivido por Vettel. Prost dizia que "Eu aceito chegar de vez em quando atras do Ayrton, o problema é que ele não aceita nunca chegar atrás de mim"...
E assim o "menino prodígio" vai vendo o campeonato escapar entre seus dedos...

Anônimo disse...

Ico, o menino é muito bom deve levar o campeonato seu Weber discipulo do Briotore joga para derrota-lo, mas não acredito no seu potencial, esta andando muito bem, pois o carro e um canhão, e fez muito bem não ultrapassando o Dick Vigarista ESPANHOL da FERRARI SANTANDER FIAT.

Ron Groo disse...

Já começo a achar que a desculpa da juventude não cola mais... Afinal, ele parece não aprender nada de GP a GP...

Mas acho que ele ainda pode ganhar o título.

Stênio Campos disse...

Esse papo de que ele comete erros por imaturidade ou por falta de experiência é balela. Não sou grande fã do Massa, mas ele tem uma qualidade que poucos pilotos têm: sabe reconhecer quando erra e dificilmente comete o mesmo erro duas vezes. Já o Vettel... Este parece que quanto mais erra, mais erra! Isso mesmo. Cada erro é motivo para outro erro. E o pior, ele teima no mesmo erro como nas largadas da Inglaterra e Alemanha, onde saiu de sua linha para proteger uma posição que, se continuasse na sua linha, poderia não tê-la perdido.

E tem mais. O cara já está em sua quarta temporada na F1, com 50 ou mais GPs nas costas. Não dá pra dizer que um cara desses é inexperiente! Ainda mais olhando as categorias de base e a quantidade de corridas que se faz nelas.

F1 não é lugar para se aprender a pilotar. Quem chega lá já deve saber tudo de pilotagem. Na F1 você vai aprimorar algumas coisas como estratégia, conhecimento mecânico/eletrônico, lidar com pressão e com a mídia e coisas do gênero. Não cabe a desculpa de que "ele ainda tá aprendendo". Se quer aprender, volta pra F3 ou GP2. F1 é pra quem sabe! Não aguenta, pede pra sair!

Se ele pode ser campeão ainda este ano? Claro! Tem um ótimo carro, o melhor do grid, tem apoio da equipe e de quem de fato lá manda. Ele não está perdendo este campeonato para o Webber, nem para o Alonso, muito menos para os rapazes da McLaren. Ele está perdendo o campeonato para si mesmo. Tal qual Mansel em 86 e 91.

Stênio Campos - www.butecoracing.blig.com.br

Luiz G disse...

Webber vem fazendo um ótimo trabalho e aproveitando cada chance para chegar a seu título.

Parabéns pra ele, mas...Mark Webber campeaõ mundial??...É de doer...

Eu não me conformo com esses campeões repentinos.
Nunca venceram nenhuma corrida até que um dia pegam um carro bom e levam o título. É parte da F1, mas...sei-lá. É meio sem graça.

Smirkoff disse...

O alemãozinho é uma simpatia, mas concordo com o pessoal que acha que ele custa a aprender. É bom lembrar que Vettel, na base do erro, perdeu o título da F3 européia pro COMPANHEIRO DE EQUIPE Paul Di Resta, um cara rápido que só arranjou vaga no DTM e agora mendiga um lugar na Force India.

jujubinha disse...

Ico,
Sou fã do Vettel e acredito que ele levará o título de 2010 até que matematicamente me seja provado o contrário. Concordo com o que você escreveu, principalmente sobre o "desespero" com Webber. Tive a prova concreta no GP da Alemanha. Fiquei muito chateada com o vacilo dele na largada e a chegada em 3°. É o seu país, muita expectativa, fãs. Pensei na alegria dele ao vencer. Mas para minha surpresa Seb estava sorrindo no pódio e fazendo graça na coletiva de imprensa. Cheguei a pensar: "Pô, tô mais chateada do que ele??". Mas aí lembrei que Webber chegara em 6º, fez uma corrida apagada. Então tive a mais plena certeza do tal "desespero" que você citou. Pra ele o 3º lugar era melhor do que ser superado pelo companheiro de equipe. Mas isso é natural, Hamilton não quer perder para Button, assim como Alonso para massa. E acredito que a opinião dele não deva mudar pelo simples fato de que "não se aprende a perder quando se é o melhor". E indiscutivelmente Seb é melhor que Webber. Ele precisa, sim, trabalhar isso na cabeça dele já que mesmo não aceitando tal fato poderá acontecer . Na minha opinião o que aconteceu desde o início do campeonato foi um encadeamento de situações que o levaram ao tal "desespero". SE o carro tivesse funcionado perfeitamente nas duas primeiras corridas ele teria conquistado 3 vitórias seguidas, disparado no campeonato e esse "desespero", cujo auge se deu na Turquia - com Webber encaminhando para sua terceira vitória seguida - talvez não tivesse ocorrido e o resultado hoje poderia ser bem diferente. Mas como não vivemos de SEs e TALVEZs devemos encarar a realidade. A pressão e as cobranças em cima do garoto são assustadoras, descabidas, covardes. No último final de semana ele foi do céu ao inferno em menos de 24 horas. Elogiadíssimo por sua incrível quebra de recorde de tempo na pista da Hungria, inclusive aqui no seu blog - "Foi um sábado em que um talentoso piloto demonstrou a capacidade de extrair o máximo de um carro genial", você escreveu - se transformou em estúpido na manchete do jornal Bild - dessa vez nem o bairrismo ajudou. Estúpido é pensar que ele faria aquilo de propósito. Alguém se lembra de punição semelhante a essa?? Porque o espaço gigantesco entre Massa e Hamilton também não foi punido?? Porque o estúpido da vez é Sebastian Vettel, ele é o alvo para onde todos apontam suas armas. Mas o melhor está por vir. Em 14/11, em Abu Dhabi, todos os descrentes, os que não tem opinião própria e vão na onda da maioria, se curvarão frente ao talento, técnica apurada e determinação deste piloto alemão.
E só mais um detalhe, Ico. No início do seu texto você esqueceu de citar que Vettel foi o mais jovem piloto a conquistar uma Pole position ( Monza 2008). É isso!
Adoro seu trabalho e sempre leio sua coluna.

Ju

Cristiano Silveira disse...

O Vettel começa a meter os pés pelas mãos, literalmente.

Mas ainda é o favorito ao título, apesar disso.

Leo disse...

Esse "vacilo" do Vettel nao foi armacao da Red Bull para terminar 1-2? A ideia era segurar El DV2 p o Webber ganhar espaco p fazer o Pit. Depois haveria troca-troca entre V e W. Por isso que o V estava puto. Porque p fazer jogo de equipe ele acabou se prejudicando.

Anselmo Coyote disse...

Ico,

"Por dispor do melhor carro, por mostrar um ritmo de corrida fortíssimo em certas ocasiões e...". Não entendi. Vc está dizendo que Webber tem melhor carro?

Até hoje o que o Vettel fez na F1 foi empurrar bêbado escada abaixo. Sempre que a situação exigiu-lhe algum arrojo ou iniciativa e ele tentou responder deu com os burros n'água.

Sinceramente, assim como em relação ao Kubica que perdeu sistematicamente para o Heidfeld, não vejo nada demais nesse piloto. O vejo como um piloto mediano com tendência a ser pior.

Abs.