segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

RED BULL-INFINITI?

Pelos rumores que andam circulando nos bastidores, a Renault deve rebatizar os motores do carro campeão da Red Bull como “Infiniti”, a marca de carros de luxo da Nissan que pertence aos franceses. Para quem não se lembra, é a mesma marca que emprestou seu nome a um dos motores da IRL há cerca de uma década. Nos comentários, o Rangel lembrou que as duas marcas já correram juntas por lá, vide a imagem abaixo.

Depois de conquistar seu espaço no mercado norte-americano, onde as vendas se mantêm mais ou menos estáveis há tempos, a Infiniti quer penetrar agora no mercado europeu. Nada melhor que usar a Fórmula 1 e a equipe campeã (e, de momento, favorita ao título) para isso.

De acordo com esta reportagem no site da BBC, o acordo prevê ainda que a Red Bull não pague mais por seus motores, o que representaria uma economia de oito milhões de Euros (sim, mais do que muitos dos pilotos pagantes do grid). É o tipo de acordo que Ron Dennis chamaria de “win-win situation”, com as duas partes atingindo seus objetivos: a Renault divulgaria a marca de seu desejo na melhor plataforma possível; e a Red Bull ganharia uma boa injeção de dinheiro para o desenvolvimento de seu carro.

Se a notícia se confirmar seria sensacional, com uma grande montadora ampliando a presença de suas marcas no grid. Fica a dica para outras "multimarcas" como a própria Volkswagen, que poderia ter um motor Audi em uma equipe, um Porsche em outro e por aí vai.

O anúncio deve ser feito amanhã no Salão do Automóvel de Genebra. Estou de partida para lá (não por isso, mas para fazer a cobertura do evento em geral) e vou atualizando aqui com tudo o que surgir relativo a isso. Não perca!

+++

ATUALIZANDO

De acordo com o jornalista Kevin Eason do “The Times”, um que dá para confiar, o acordo que será anunciado amanhã será apenas de patrocínio, não incluindo o nome do motor. Em todo caso, dá para imaginar que a Red Bull ganhe um desconto (até mesmo total) pelos motores da Renault. E mostra que, se são verdadeiros os rumores de que a VW poderia mesmo se associar à Red Bull a partir de 2013, os franceses estão fazendo o máximo para manter o seu cliente. Uma atitude mais que natural diante da competitividade dos carros azuis.

10 comentários:

Rangel disse...

Ico, a Infinity participava da IRL como fornecedora de motores mesmo. Por uma baita coincidência, a principal equipe a usar esses motores era a Cheever, patrocinada pela... Red Bull. Um abraço e boa viagem!

Rangel disse...

Uma foto do Dallara-Infinity da Cheever com o Thomas Schekter ao volante, em Michigan 2002... é uma das raras vitórias desse motor na IRL.

http://www.bjwor.com/schemis2.jpg

Fonte: http://www.bjwor.com/030824.html

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Boa Rangel, eram motores mesmo, eu que troquei as bolas. Valeu! :-)

Daniel Médici disse...

"Win-win situation" é a expressão mais ronspeak que eu ouvi ultimamente... Ron é um dos grandes expoentes do corporativês.

highdownforce disse...

Ico, grande update com as informações do Kevin Eason, parece-me realmente que a BBC furou o embargo na cara de pau e ainda foi fantasiosa com a matéria.

De qualquer forma, é bom aguardarmos o pronunciamneto amanhã.

Ron Groo disse...

Deixa eu ver se entendi: Os motores serão os mesmos bons e confiáveis Renault, mas se chamarão Infiniti?

Anônimo disse...

Só falta surgir um novo boato de que os motores Renault da Lotus-Renault GP (ou Renault, simplesmente) serão rebatizados como 'Lada'... afinal, a montadora russa já patrocina o time mesmo... já pensou?

um abraço,
Renato Breder

Eduardo Casola Filho disse...

Boa essa do motor da Red Bull mostrando a seriedade da Red Bull com o projeto da F1. E a da legítima Renault também!

coldeturini disse...

Puxa, Ico. Bacana saber que está em Genebra. Ótima análise, como sempre.

Aproveite a sua estada na cidade helvética e tire umas fotos do Mini John Cooper WRC (vulgo Countryman). ;-)

Abs!
Kohara

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Caramba Kohara, fui duas vezes no estande na Mini e não vi o modelo do WRC lá. Aliás, só a Ford e a Citroën tavam com os seus WRCs expostos. Como faz falta mais montadora engajada na categoria!!!

Abs