quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

SEM CONDIÇÕES

Convencer um piloto a não entrar num carro de corrida para uma disputa é uma tarefa praticamente impossível para uma turma que preza velocidade e adrenalina acima de tudo. Assim, o fato dos pilotos da GP2 terem feito um abaixo-assinado pedindo o cancelamento da etapa barenita deste final de semana é um sinal contundente do clima no país.

Falei há pouco com Luiz Razia que descreveu a situação que viu nas ruas e o ambiente na cidade. Posso adicionar que é difícil imaginar que os protestos diminuam depois que quatro manifestantes morreram na noite de ontem - pelo contrário, é de se esperar mais revolta de uma população que é maioria no país, os xiitas. Razia aponta que não dá para imaginar uma corrida de F-1 por lá. Confira a entrevista abaixo nesse material exclusivo.


(Foto Divulgação)

8 comentários:

TW disse...

Conseguir essa proeza é realmente difícil, o que mostra quão complicada está a situação por lá. Acredito que dificilmente teremos corria de f1 por lá, uma situação assim não se resolve rápido, do dia pra noite. E os testes de Barcelona devem ser os últimos da pré-temporada. Continuo acompanhando a situação do Bahrein tanto por aqui como por outro sites.

abraços

Daniel Médici disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Médici disse...

Essa história da GP2 presa no Bahrein me lembrou uma outra, recente.

Umas duas semanas atrás a Folha publicou o relato de Mamede Mustafa Jarouche, que foi pego de surpresa pela revolta enquanto estava no Egito. Ele falou para um amigo jornalista que iria embora. Seu amigo o chamou de covarde. Ele argumentou que não queria perder a vida. "E o que significa a porcaria da tua vida comparada a uma revolução?", retrucou o amigo.

Jarouche acabou ficando por lá.

coldeturini disse...

Do jeito que a coisa vai, acho que não teremos GP por lá. Mas achei um tanto irresponsável por parte dos organizadores não tomarem a decisão de adiar a corrida da GP2 Asia o quanto antes. Sabe-se que a coisa tá feia lá desde o fim da semana passada -já tinha acabado em morte.

E, do jeito que a coisa tá, melhor adiar a visita da F1 para a segunda perna asiática, perto do GP de Abu Dhabi...

abs
Kohara

tibone disse...

O lógico, na minha opinião, é transferir os testes marcados em Sahkir para Yas Marina, e simplesmente cancelar o GP.

Começamos na Austrália, e era isso.
Quem sabe até poderiam extender o período de testes em 1 semana. Assim as equipes poderiam ter tanta informação quanto se tivessem corrido o GP.

Valeu pela informação "in-loco" do Razia, Ico.
Repassei o link para alguns amigos ouvirem.

Ron Groo disse...

Tem precedentes? Corridas canceladas por este motivo?

Jean disse...

os blogs de F1 estão dando o melhor acompanhamento do que esta acontecendo não só no Bahrein mas tb no egyto e outros paises. Muito melhor que a lenga-lenga oficial!

Leo disse...

Bom trabalho Ico! Interessante ouvir de uma pessoa "normal" que "doesn't have a dog in this fight" e esta so querendo fazer seu trabalho.