terça-feira, 15 de julho de 2008

FOTO DO DIA – GP DA ALEMANHA DE 1987

Vamos passear na floresta enquanto seu lobo não vem? O traçado antigo de Hockenheim, com suas longas retas no meio das árvores, trazia uma sensação diferente para os pilotos. Ayrton Senna era um dos que mais gostava de , chegando a tentar explicar o motivo em palavras. “Em nenhum lugar do mundo eu me sinto tão bem e livre dentro de um carro de corrida como em Hockenheim. Saindo do estádio para a floresta é como um túnel, em que você fica a sós com si próprio e consegue sentir o ar fresco das folhas no cockpit. Então, chega a parte final da floresta: depois de quase se cansar do vazio, você espera ansioso pelo instante de adentrar aquele estádio lotado, no meio de um campo aberto. É uma sensação indescritível”.

15 comentários:

Carlos Colangelo disse...

O traçado antigo era mto bom mesmo, bem melhor que o atual! Era muito legal ve os caras segurarem a caranga no braço no estadio, já que eles corriam com o mínimo de pressão aerodinamica possível pra ganhar velocidade na floresta!

Parabens pelo aniversario do Blog.

Sds,

Carlos

http://hav8.blog124.fc2.com disse...

So good......

Raoni Frizzo disse...

Os bons tempos do traçado antigo de Hockenheim! Uma pena que acabaram com tantas pistas boas na F-1.

E esse GP de 1986 teve um sabor especial para nós, brasileiros. Dobradinha verde e amarela, com Piquet em primeiro e Senna em segundo.

Um fato curioso dessa corrida também foram os dois carros da McLaren (Rosberg e Prost), favoritos para a corrida, que ficaram sem combustível na última volta, após terem feito o 1-2 no grid.

Anônimo disse...

De fato, era um circuito ímpar dentro da F1. Ele e Spa na Bélgica pra mim são os melhores. Com esse traçado novo, eu chamo de Mutilated Hockenheim.
Abraço a todos.
Paulo Santos/RJ

Fernando - o novato - fandrad4@gmail.com disse...

Ico,
estes posts tem me "derrubado",
tive o prazer de acompanhar o Jim Clark Revival este ano, e um dos momentos mais emocionantes foi ao caminhar pelo antigo "túnel" (logo após o Memorial), retas estavam em minha memória deste muito pequeno, e hoje já foram absorvidas por toda a floresta ao redor e se tornaram parte do parque aberto à população. É impressionante, pois mesmo tão belo (e útil a cidade), opõe totalmente o que gostaríamos de ver como seu fim.
Obrigado pelas lembranças!

Fernando - o novato - fandrad4@gmail.com disse...

E Longa vida ao blog!
Parabéns!

Léo Engelmann disse...

Há dois circuitos bacanas de se assitir corridas: um deles é o Interlagos, porque tem relevo.

O outro, era, Hockeinheim. Era porque tiraram o traçado da Floresta. E era exatamente essas árvores - parte da Floresta Negra - que eu gostava nesse circuito.

Irinaldo Barros disse...

Assim como o tantos, eu gostava muito mais do antigo traçado. O todo poderoso da F1 está estragando vários circuitos, assim como fez com esse.

Irinaldo Barros
Barueri/SP

Ajzas disse...

Parece que a maioria dos grandes aficionados do Automobilismo preferem os autódromos com traçados antigos. Eu também gosto mais. Interlagos por exemplo, era muito mais emocionante, imaginem fazer a curva 1praticamente 'flat', a 2 com saída forte para velocidade no retão e o mergulho indescritível na 3 depois de frear (não sei como). Lembram? - Parabéns pelo aniversário do site e que ele possa continuar por muitos anos com essas fotos históricas que gostamos tanto, assim como, os comentarios valiosos que muitos fazem.

Paulo Coruja disse...

Se não me engano, este autódromo só perdia em predileção para Spa na opinião do Senna. Nos simuladores da para se ter uma idéia da preferênica do Senna

Dirceu disse...

O grande charme de Hockenheim era justamente a parte da floresta, circuito de alta velocidade, que trazia opções de ajustes agressivos e permitia tb que um carro com um motor muito forte se destaca-se, trazendo alternância ao campeonato....infelizmente os circuitos atuais estão seguindo a mesma "receita", sem as peculiaridades que existiam outrora de pista para pista.

L-A. Pandini disse...

Oi, Ico. Detesto ser chato, mas a foto é do GP da Alemanha de 1987. O carro que aparece na frente é uma Ferrari, e a de 1987 era bem mais estreita que a de 1986. Além disso, o último carro da foto é um Tyrrell, nitidamente de 1987 (pela pintura em branco com laterais pretas). Abração! (LAP)

Lucas Carioli (peterson) disse...

Eu também não conseguia descrever o prazer que sentia de ver esses carros poderem soltar toda a cavalaria que têm (tinham) nesses retões, só ouvindo o ronco cada vez mais alto, mais agudo, com a rotação mais alta.

Hockenheim era o paraíso dos carros de corrida. Só lá eles podiam exercer a pleno sua função básica: correr em alta velocidade.

Abraço

De Gennaro Motors disse...

essa foi boa !!!!! passear pela floresta !!!! abraço, Fernando

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Como bem observaram o Marcelo Cesarini por e-mail e o Pandini nos comentários, a foto acima é do GP de 1987 e não de 86. Corrigido está, obrigado aos dois pelo toque e desculpem pela falha. :-)