quarta-feira, 29 de outubro de 2008

FIM DE PAPO

Lemyr Martins tinha negado o erro antes, mas a editora deu o braço a torcer. E o colega Pandini recebeu mais um assunto para o seugrande micos do automobilismo brasileiro”.

8 comentários:

Alexandre Ribeiro disse...

Caro ICO:

Que mico!!! E eu que achava o Lemyr um cara tão íntegro...

Alexandre Carvalho disse...

É bom o Lemyr tomar essa paulada para aprender a nunca mais enganar seus leitores e, principalmente, a ser humilde e assumir seus erros. Coisa que não fez quando o assunto veio à tona.

O mau jornalismo deve ser combatido sempre. Que sirva de exemplo.

Herik disse...

Se eu tivesse comprado o livro jamis o devolveria. Teria uma prova cabal do absurdo que alguns jornalistas são capazes de fazer.

Luiz G disse...

Parabéns à editora.

Bom saber que, mesmo que o escritor seja arrogante e não aceite cometer erros, ao menos a editora, segue o bom senso num caminho de compromisso com a ética.

Anônimo disse...

Que jeito de encerrar a carreira...

Vitor, o de Recife

Anônimo disse...

Nesse caso não é exatamente um mico do "automobolismo" propriamente dito, é um mico da imprensa brasileira, não generalizando, claro!

Musica disse...

Olá Ico, se for possível me faça um favor.
Pergunte ao Schumacher porque ele ultrapassou o Rubinho na Áustria em 2002? Se ele precisava disso, se não ficou com vergonha?
Crucificam o Rubinho até hoje por isso e todos esqueceram da atitude antidesportiva do Schumacher, que poderia não ter aceito esta pouca vergonha.

Abçs

Francine Vieira disse...

Saiu errado ai, meu apelido é musica,mas assino o comentário anterior com o maior prazer rsrs

Francine Vieira