quinta-feira, 13 de novembro de 2008

FOTO DO DIA – GP DA INGLATERRA DE 1968

Uma das maiores peculiaridades do automobilismo é que a disputa esportiva começa com o momento potencialmente mais emocionante do espetáculo. Claro, pode haver eventualmente uma ultrapassagem decisiva, um acidente espetacular ou mesmo a indefinição até a última curva, mas o único momento de adrenalina garantido em qualquer prova é o da largada. Basta ver a transmissão dos GPs da Fórmula 1 para constatar: é este o momento em que mecânicos, chefes de equipe e familiares se reúnem, os olhos fixos no monitor e a ansiedade escancarada nos olhares e nas reações. Passadas as primeiras curvas, o grupo se dissipa e cada um vai cuidar do seu trabalho.

A belíssima imagem acima capta bem o espírito (clique para ampliar). Os carros partindo decididos à primeira curva mais espetacular do mundo, a Paddock Hill, em Brands Hatch. Atrás, várias pessoas buscando o melhor ângulo para ver o que vai dar ao final desta largada, enquanto o carro de Vic Elford é atendido na beira da pista e Dan Gurney busca sair da confusão para curar algum problema de última hora – os dois ainda voltariam à prova, mas abandonariam.

O clima não devia ser dos melhores, já que o ano já contabilizava as mortes de Jim Clark (numa prova de F-2), Mike Spence (num treino em Indianápolis) e Jo Schlesser (na prova anterior, na França). Mas o GP Inglês transcorreu sem grandes dramas e marcou a primeira vitória do suíço Jo Siffert na F-1, com uma Lotus privada da equipe de Rob Walker. E justamente na pista onde o piloto perderia a vida num acidente horrível, três anos depois.

7 comentários:

Ajzas disse...

Ico, seu comentario juntamente com a foto soube ilustrar muito bem o clima de uma largada. Este é sem dúvida o momento de maior tensão e expectativa de uma prova e mostra sempre um conjunto de expressões muito interessante. E quando se trata de corridas do passado, esses aspectos ganham curiosidade ainda maior.

Gabriel Nebrozam disse...

Ico, estava vagando pela net e encontrei este belo texto sobre a primeira corrida da história da humanidade. É inacreditável, o vencedor parou até para fazer um lanche !!

http://www.sidneyrezende.com/noticia/22423+voce+sabia++a+primeira+corrida+da+historia

Henry disse...

Ico,
Por falar sobre a primeira corrida, tenho um DVD da NASCAR que começa mais ou menos assim:
"Quando começaram as corridas? No momento que foi feito o segundo carro."

Cooperação blogueira: o grid de largada BRANDS HATCH/68
Número do carro (entre parênteses):
01 Graham Hill (8) Lotus/Ford
02 Jackie Oliver (9) Lotus/Ford
03 Chris Amon (5) Ferrari
04 Jo Siffert (22) Lotus/Ford
05 Jochen Rindt (4) Brabham/Repco
06 Dan Gurney (24) Eagle/Weslake
07 Jackie Stewart (14) Matra/Ford
08 Jack Brabham (3) Brabham/Repco
09 John Surtees (7) Honda
10 Bruce McLaren (2) McLaren/Ford
11 Denny Hulme (1) McLaren/Ford
12 Jacky Ickx (6) Ferrari
13 Pedro Rodriguez (10) BRM
14 Jean-Pierre Beltoise (18) Matra
15 Richard Attwood (11) BRM
16 Piers Courage (20) BRM
17 Vic Elford (15) Cooper/BRM
18 Robin Widdows (16) Cooper/BRM
19 Silvio Moser (19) Brabham/Repco
20 Jo Bonnier (23) McLaren/BRM

1abraço, Henry

Ron Groo disse...

É por estas que eu não gosto das largadas em movimento da FIndy... Não tem tanta emoção quanto as largadas da F1 e das categorias que largam com os carros alinhados.
As largadas de Le Mans, com os pilotos fora dos carros e correndo ao sinal sonoro também eram legais.

Ron Groo disse...

Esqueci...
Fiz um texto de 'auto-ajuda', poderia opinar sobre o artigo em meu blog? Brigado.

Diego - Floripa/SC disse...

Também prefiro largada parada como na F1. Agora Le Mans antigamente com os pilotos correndo para os carros era coisa de louco, muito legal mesmo.

Até as largadas das 500cc de moto até a metade da década de 80 se não me engano, com os pilotos de lado também eram bacanas.

Ney Faustini disse...

Sem contar a estética incrível que envolve todos os carros do grid em uma foto só. Linda foto.