quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

DE VOLTA, DE NOVO?

Com testes riscados ou diminuídos (veja post abaixo), aumenta a chance de um potencial comprador do espólio da Honda contar com dois pilotos experientes para 2009. Na última sexta-feira, depois do anúncio em Tóquio, Jenson Button foi à fábrica em Brackley e assegurou aos funcionários que está correndo atrás de patrocinadores e fazendo o possível para salvar o time. De contrato acertado, seu desejo é fazer com que ele seja cumprido.


Outro que pode correr, de forma surpreendente, é Alexander Wurz. O austríaco tinha um contrato fechado para o ano que vem, preto no branco, acertado muito antes da Honda anunciar sua saída da F-1. E receberá seu salário de qualquer jeito, mesmo que não haja testes a fazer. Nesta semana, o piloto admitiu para o jornal austríaco “Kleine Zeitung” ter conversado com a cúpula de Brackley sobre a possibilidade de voltar a atuar como titular.


E os brasileiros? Bem, quem comprar a Honda vai receber de braços abertos um piloto que não seja apenas bom, mas que também traga patrocinadores. para negociar uma compensação para Wurz, dar um no buta do Button, qualquer coisa. Nessa equação, Bruno Senna aparece com mais chance que os outros, com diversas empresas que o acompanham ao longo da carreira – e satisfeitas com o retorno conseguido.


Resta saber se alguém vai comprar a firma Honda GP Ltd. O preço, dez libras esterlinas, é convidativo – mas o interessado tem de dar a garantia do suporte necessário para a tocar a operação a longo prazo. O pacote também é atrativo: a fábrica de Brackley é uma das mais modernas da categoria, com um túnel de vento em escala 1:1 e um supercomputador novinho em folha; tem ainda Ross Brawn no comando, nome respeitadíssimo no paddock; e o carro de 2009, praticamente pronto, deve colocar o time na briga pela ponta do pelotão intermediário, de acordo com a previsão do próprio Brawn.


Difícil mesmo será encontrar quem esteja disposto a regar uma plantinha com mangueira neste tempo de apertar as torneiras.

2 comentários:

Sergio SP disse...

10 libras? Deu vontade de comprar só pra botar o Nick Fry no olho da rua...

Filipe Furtado disse...

Eu acho que com o fim dos testes o Bruno Senna precisa torcer para o comprador precisar muito de patrocionio. Já que não faz sentido ter um piloto completamente verde do lado do Button (até porque este tem fama de ser super confuso quanto ao acerto de carro).

Se eu fosse o Ross Brown levaria muito a serio a ideia de contratar o Bourdais que deve ter levantado alguma grana para a Toro e até outro dia corria numa categoria com menos erodinamica e pneus slick.