domingo, 8 de fevereiro de 2009

NOVA RESPONSABILIDADE PARA VETTEL

Com a confirmação de Sébastien Bourdais (que você leu aquiou aquiprimeiro) na Toro Rosso, a Fórmula 1 apresenta uma única mudança na constelação de pilotos, com o suíço Sébastien Buemi assumindo o posto do aposentado David Coulthard. A mudança de Sebastian Vettel da Toro Rosso para a Red Bull pode ser considerada um “remanejamento interno”. O alemão é o único piloto que deu certo dentro do extenso programa de jovens valores promovido pela marca. E, antes de parar numa equipe grande, recebe a missão de levar a “matriz” a feitos maiorescomo a primeira vitória, que conseguiu na “filial”, num ambiente amistoso e longe de qualquer pressão.


Daqui a poucas horas acontece a apresentação do RB5, seu carro para a temporada 2009. Vettel sinalizou que o modelo pode trazer algumas surpresas em uma entrevista para o jornal “Speedweek” – uma das três publicações que trazem o alemãozinho na capa nesta semana. “Nosso carro ficou pronto em janeiro, mas não acho que isso seja uma desvantagem. O carro é bonito e muito diferente dos outros. Mas o que conta, no fim, é a velocidade na pista. Se for boa, poderei ficar confiante para a temporada”.


Vettel será o responsável pelas primeiras voltas do novo modelo em Jerez. No muro dos boxes, praticamente recuperado do acidente de bicicleta sofrido em dezembro, estará Mark Webber. Na escalada meteórica do alemãozinho, o australiano representa um degrau importante. Superá-lo claramente e se estabelecer como líder da equipe é sua tarefa. Mas Webber é um piloto muito rápido nas classificações – o primeiro parâmetro de comparação a cada final de semana. E é também um companheiro de equipe duro, afeito a jogos psicológicos quando fareja um oponente veloz. No inferno que Antonio Pizzonia viveu na Jaguar em 2003, Webber foi um dos que mais alimentaram o incêndio que incinerou a passagem do brasileiro na equipe.


A diferença aqui é a maturidade de Vettel. Apesar de seus apenas 21 anos, deixa a maioria de seus colegas no chinelo na maneira de encarar não o automobilismo, mas os desafios da vida como um todo. Na entrevista dada a outra revista, a “Red Bulletin”, eis a sua resposta à pergunta ‘o que a Fórmula 1 te deu de volta depois de tudo o que você investiu nesse objetivo’:


- Satisfação interior. Quando eu manejo o bólido na classificação e percebo que cada curva foi feita no limite, cruzo a linha de chegada, vejo o tempo e pensocara, essa foi animal’: não há o que compre um momento como esse, é o sentido de toda a coisa. a pilotagem consegue me fazer mergulhar em algo de forma tão profunda que eu não sinto mais nada. Em comparação a isso, o dinheiro, as pessoas famosas, aquele circo todo: tudo é completamente irrelevante.


Difícil não admirar esse cara. Pode até ser que ele demore um tempo para se ambientar ao clima da Red Bull Racing, completamente diferente do que conheceu na BMW Sauber e na Toro Rosso. Mas a adaptação vai acontecer e, a partir daí, Vettel colocará Webber no bolso com facilidade.


(Na foto, o olhar de um imberbe piloto na Fórmula BMW, em 2004)

13 comentários:

Marcos disse...

Ico, o Vettel não fez parte do projeto de desenvolvimento de pilotos da BMW?

Abração
Marcos

Anônimo disse...

Mark Webber nunca foi campeão em nenhuma categoria, exceto um título de Formula Ford Festival.

Sempre falou pelos cotovelos, sobre tudo e todos na F1.
Fez c... numa largada em Spa(200?), perdeu o bico, aí o carro decolou e arrematou o de Sato, que ia à sua frente; na maior cara de pau, o australiano(ou sua maldita ex-equipe) que a culpa do choque tinha sido do japonês.

É um grande fdp com grande talento para ser dirigente da FIA, em futuro próximo.

Amaral

Daniel Médici disse...

Certamente, não tem como não ser fã de Vettel.

Quanto ao início do texto, me parece uma bela contradição que atualmente, enquanto o neoliberalismo torna os postos de trabalho cada vez mais frágeis, os cockpits da F1 mudem tão pouco de dono.

Até pouco tempo atrás, na época dos estados de bem-estar social e no auge do funcionalismo público, os pilotos se sucediam na F1 com tanta rapidez...

Marcos Antônio Filho disse...

realmente não tem como não admirar esse guri. ele sabe a essencia do automobilismo, é mais um fora-de-serie alemão que veremos em breve. Só que dessa vez,bem mais simpatico e menos dick vigarista, espero.

André Casaroli disse...

Pra mim é o melhor da tal da nova geração, além de parecer ser um cara fantástico. Vou torcer por ele em 2009.

Lucas Carioli disse...

Vettel é o meu novo ídolo na F1, depois de um hiato de 10 anos. Torço sinceramente para que tenha sucesso na F1!

Anônimo disse...

Ico eu concordo com você.Eu só me permito, e com muito respeito, discordar do Médici. O fato dos postos de piloto mudarem pouco é recente (da temporada passada para cá)e me parece exceção. Até pouco tempo mesmo tendo contrato assinado ele não garantia nada, a equipe pagava a multa e dispensava e devemos isso aos orçamentos gigantescos dos times. E esse ano mesmo o dono da FI tinha anunciado os pilotos e logo depois já não garantia mais.

O Vettel é o cara. Ele, mais o Kubica, o Alonso e o Hamilton são muito bons. Curiosamente enquanto o Schumacher estava na ativa não aparecia ninguém e todos eram medíocres na comparação com ele. Será que ele não ia se sobressair agora também?

Seus posts são os melhores de todos os blogs qu eu leio diariamente sobre F1.

Rodrigo
rodrigobm@terra.com.br
http://doideira.wordpress.com
"Se construir, ele virá".

Vitor, o de Recife disse...

Amaral, o Vettel sempre foi "cria" da Red Bull, embora fosse "cedido" para a BMW, uma vez que a equipe júnior da Red Bull (Toro Rosso) já estava ocupada com dois aspirantes mais "avançados" (Speed e Luizzi). Como o alemão deu certo, a Red Bull não teve dúvidas em aproveitá-lo em sua equipe.

Vitor, o de Recife disse...

Quanto ao Webber, se o Vettel conseguir passar por cima das politicagens internas do australiano e massacrá-lo nas pistas, o "Marketing" corre o risco de ficar tão queimado como o Gary Anderson...

Vitor, o de Recife disse...

Ah, e só percebi agora... a resposta era pro Marcos, nao para o Amaral... descumpem o equívoco.

Ron Groo disse...

Vettel é realmente um cara para ser admirado e acho que vai ser muito mais ainda. Penso nelo como potencial campeão do mundo em não muito tempo.

Quanto a Webber ter incinerado Pizzonia. Bem...
Não conheço nenhum dos dois, mas acho que Vettel é infinitamente superior à Pizzonia e ai fica dificil qualquer atitude deste tipo vinda do canguru de treinos.

Fabehr disse...

Ico, acabei de ver a RB5 e Vettel tinha razão... o carro é bonito mesmo. Sugiro refazer aquela enquente :)
abç

Williams disse...

O Vettel tem talento fora do comum e ele sabe muito bem disso. Eu li uma entrevista dele e olha o papo já do muleque falando em lutar pelo título, mas não sabe se isso vai ser pela RBR e que seu objetivo na temporada era ficar afrente do Webber. Hummmmmmmmmm, malandro nem um pouco.... fazendo corpo mole pra botar o Webber no chinelo! O guri sabe que pode se tornar o maior vencedor da era pos Schummi. Até mesmo Lewis pode ficar pra tras nessa. Veja os tempos dos treinos. No primeiro teste dele na RBR ele já botou meio segundo no Kovalain e sua McLaren. Eu acho que Vettel + Newey = Luta pelo título. Não sei se ele pode realmente brigar pelo campeonato nesse ano, mas que ele vai estar no pódio... ahhh isso vai. Esse carro está muito avançado... a únicas coisas que podem atrapalhar o garoto são as quebras, que nessa temporada acho que vao aumentar, e batidas provocadas pelo bico bem maior. Mas o que me intrigou de verdade na declaração que li dele foi ele falando que não sabia se seria campeão pela RBR... isso tá me cheirando a Ferrari. Segura Massa, senão tu vira lasanha ... a ser papado pelo Alemão... ai ai ai, só me faltam chamar o Rubinho pra ser o fiel escudeiro dele denovo do Alemão na Ferrari! uahauhauhauha! O Vettel até nas fotos parece descontraído. O Webber parece sempre preocupado, com um sorriso amarelo... e o guri lá... sempre na boa. Enquanto os pilotos lutam pra emagrecer por conta do KERS, o cara disse que ganhou 4 quilos em 2008. Isso porque ele é 11 kg mais magro que o Webber. Afff... isso é meio segundo por volta! Coitado Webber, vai virar saco de pancada!