terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

OSCAR PARA JENSON

Recebo e-mail dos meus colegas de anuário Tiago Mendonça e Luiz Vicente, com o cartaz acima, do filme “O Curioso Caso de Jenson Button”. Mendonça explica: “Nasceu muito talentoso, mas foi ficando ruim, até sumir da F-1”!

Concordo, no início esperava mais de Button, que hoje em dia virou uma pálida versão inglesa do escocês David Coulthard. E você?

14 comentários:

Vitor, o de Recife disse...

David Coulthard era mais divertido. Dentro e fora das pistas...

Luiz G disse...

Acho que Button perdeu o estímulo...não deve ser fácil correr por uma equipe que sequer chega na zona de pontos.
Isso é bom para um iniciante, mas não para alguém que já está na categoria há anos.

KlauSS disse...

Olha, o Button eu acho que nem começou com aquela bola toda não... Desde o começo achei que era mais falação da mídia Inglesa na necessidade de ter um inglês vencedor do que algo que se aplicasse à realidade...

Caso curioso de quem começou bom e foi ficando ruim até sumir da F-1 foi o Villeneuve.

E, tomara que não, mas é o que acho que há grandes chances de acontecer com o Lewis Hamilton!

Daniel Médici disse...

O Button que correu em 2004 e o que correu em 2008 têm em comum apenas o capacete.

Tuta Santos disse...

hahahahahah
muito boa!

João Marcelo disse...

o problema do button é o hamilton. ele simplesmente não se faz mais necessário na máquina da fórmula 1. para alguém que foi o protagonista do "buttongate", com certeza deveria mostrar mais esforço. mas parece que no grid só o barrichello tomava gosto de andar com carro ruim.

Ron Groo disse...

Penso que ele é o piloto mais ofuscado da F1, seja pelo carro, pelo Hamilton o que for...

Tenho um bordão pra ele, toda vez que cito o Button em meu blog vai junto um: "-Mas quem liga para o Button?"

Edison Thomaz disse...

Olha, respondendo sua pergunta Ico, ele virou um David Coulthard sim, mas muito em função da Honda.

Acho o cara um bom piloto, mas é dificil saber se ainda tem motivação depois de tanto tempo nessa vida de promessas de carro rápido.

Também acho que sua carreira não foi administrada da melhor maneira. O Briatore não ia deixar ele morrer na Honda.

moises simoes disse...

Só espero que Piquet e Senna não sejam versões "pálidas" também.

PS: primeira vez postando no blog (um dos melhores sem dúvida) e vendo o alto nível de todos (alguns já conhecidos de outros blog's). Quem me indicou (eheheh) foi o competente e talentoso Rodrigo Mattar.

Abraço e parabéns Ico.

Anônimo disse...

Button estava na Williams, mas saiu e deu lugar ao colombiano qualquer-nota Montoya. Foi para Renault e saiu de lá quando poderia ter esperado e pego a melhor fase da equipe francesa (talvez fosse melhor que Jarno Truly?). depois errou quando desperdiçou a chance de voltar para a Williams, permanecendo na Honda. Lembra o Reutemann. Sempre na equipe certa no momento errado.

Ylan Marcel disse...

Também esperava mais dele, mas acho que a decadência da Honda prejudicou muito a sua carreira. Mas ainda dá tempo para ele conquistar um título, ao menos.
www.motorizado.wordpress.com

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Bem vindo, Moisés, desfrute! :)

Lucas Carioli disse...

Acho que não podemos compará-lo a Coulthard, pois Button NUNCA andou em carros de ponta.

O cara precisa sim mudar de empresário, nunca vi um piloto tomar tantas decisões erradas na vida, nem mesmo Jean Alesi conseguiu ser tão ruim nesse quesito.

Ainda acho que Button numa Mclaren, iria andar junto de Hamilton, fazendo muito mais que Kovalainen, por exemplo. Mas acho que está tarde demais pra ele.

Abraços Ico!

Anônimo disse...

Mas também...andando anos e anos com carros que não levam a lugar nenhum!!! Coloca o Hamilton a andar tanto tempo com carros de mediano para baixo...algum bilharete talvez, mas e depois? Sem um equipamento decente, é complicado avaliar.