sábado, 20 de junho de 2009

AS CURVAS DA ESTRADA DE SILVERSTONE

Sessenta e um anos de idade. Silverstone uma senhora que, embora tenha passado por algumas cirurgias plásticas, possui uma aura e um charme irresistível. A tradição do auto-intitulado “Lar do Automobilismo Britânicopassa e muito pelo nome de suas curvas (e uma das retas). Mas você sabe o que está por trás das alcunhas? Eu te ajudo a conferir:


SILVERSTONE – Há explicações controversas. Para alguns, o nome vem de uma antiga palavra inglesa paraárea de floresta”. Outros apontam que a origem está no genitivo de um antigo nome, Sæwulf ou Sigewulf.


COPSE – Batizada em referência à floresta de Seven Copses, localizada ali perto.


MAGGOTS – Em referência ao descampado de Maggott, também na região.


BECKETTS – Fica perto das ruínas da capela de Thomas à Beckett – provavelmente, referente a Thomas Becket (com um “T”), arcebispo de Canterbury assassinado por seguidores do rei Henrique II em 1170.


CHAPEL – Também ali do lado da capela do Beckett.


HANGAR STRAIGHT – Reta em frente a onde ficavam dois enormes hangares na época em que Silverstone era usada como base aérea.


STOWE – Originado da famosa “Stowe School”, uma escola independente da região fundada em 1923.


CLUB – Batizada em homenagem ao RAC Club, uma das sedes do Royal Automobile Club que fica ali perto.


ABBEY – A curva fica próxima à vila de Luffield Abbey.


BROOKLANDS – Em homenagem ao famoso circuito de Brooklands, sede de antigos GPs da Inglaterra e utilizado pela última vez em 1939.


LUFFIELD – também por causa da vila de Luffield Abbey.


WOODCOTE – por causa da cidade homônima em que fica o RAC Club no condado de Surrey.

8 comentários:

João Bosco De Oliveira disse...

Oi, Ico.
Sei que essa novela mexicana Fota versus FIA está enchendo o saco, mas eis que resolvi "prestar minha colaboração". Se puder veja, ok?
http://www.youtube.com/watch?v=zlhEL543Boc
Gde abraço desse humilde admirador.

Eduardo Gaensly disse...

Eita! E eu achava que era Silverstone porque podia ter umas "pedras prateadas" por lá...

Nada é tão simples assim.

Bruno disse...

por iso que digo que pista de corrida começa a virar templo quando as curvas começam a ser batizadas. é por merecimento, não por vontade.

Lucas Carioli disse...

Sinto uma estranha felicidade ao ver os carros atuais passarem por essas curvas, as mesmas que percorreram monstros sagrados como Hill, Senna, Clark Fangio, Peterson. E ainda mais lembrando que todos adoravam Silverstone.

Daniel Médici disse...

Acabo de matar uma curiosidade que mantive por anos. Muito bom o post!

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

Agora eu fiquei curioso: qual, Daniel?

Tertuliano disse...

Silverstone... sempre pensei que era "Pedra Prateada"... ou pedra de prata... enfim...

Capelli disse...

Tão bom um autódromo cujas curvas têm nome de verdade. Bem melhor do que turn 1, turn 2, turn 3...

E também bem melhor do que nomes "comprados" por patrocinadores, como em Montmeló.