quinta-feira, 8 de abril de 2010

FUTURO VERMELHO

Stefano Domenicali não poderia ter sido mais claro nessa entrevista ao jornal alemão “Die Welt”: “Quanto a Felipe Massa, apesar de termos recebido muitas críticas externas nos últimos anos, decidimos estender nosso trabalho em conjunto a um prazo mais longo. E isto significa acima de um período de doze meses”. As conversas entre as duas partes caminham bem e o acerto deve ser por mais duas ou mesmo três temporadas, a partir da próxima. A Ferrari tem o costume de fazer o anúncio de seus contratos apenas no GP da Itália em Monza. Mas as declarações de Domenicali e a dureza da disputa pelo título da temporada podem ser um indício de que aconteceria em breve, garantindo estabilidade e o foco apenas na competição. Em cima disso – e do momento do líder do campeonato –, fiz minha coluna de estréia no Diário Lance! fazendo um contraponto entre os feitos de Massa e o descrédito que parte da imprensa estrangeira tem com ele. Confira:

DIRETO DO PADDOCK

“Alonso vai massacrar o Massa”: foi a frase que eu mais ouvi desde aquela sexta-feira chuvosa em Suzuka, no ano passado, quando a Ferrari confirmou o piloto espanhol na equipe a partir dessa temporada.Um jornalista espanhol até fazia movimentos ritmados com os braços e a pélvis enquanto dizia estas palavras, simulando uma cópula que seu compatriota iria promover no sentido metafórico.


O pensamento era seguido também por boa parte dos colegas de outros países. Que o fundamentavam em duas linhas: 1) Alonso é um piloto excepcional; 2) Massa nunca mais seria o mesmo depois do acidente sofrido na Hungria. Embora o primeiro ponto seja irrefutável, ele não elimina o fato do brasileiro ter mostrado velocidade e performance iguais às de Michael Schumacher no final de 2006 e às de Kimi Raikkonen nos três anos do finlandês na equipe.


Quanto ao segundo ponto, o próprio Massa tratou de eliminar as últimas dúvidas. Depois de três corridas, ele ocupa o topo da tabela. “É temporário”, disse um colega austríaco, apontando para a supremacia da Red Bull na Malásia. Pode ser, mas a matemática prova que ninguém começou a temporada tão bem quanto ele. Outros jornalistas insistem que o brasileiro teve sorte nos infortúnios sofridos por Alonso nas duas últimas provas. Mas o “se” não tem lugar na Fórmula 1. E ninguém sabe disso mais que o próprio Massa, que seria campeão mundial se a chuva paulistana demorasse um minuto a mais para apertar no dia de finados de 2008.


Mesmo assim, ele continua lutando contra o descrédito de boa parte da imprensa estrangeira. Em Sepang, o site de uma revista francesa lançou uma nota especulativa dando conta que o bom polonês Robert Kubica correria no lugar de Massa no ano que vem. Foi um chute a gol que parou além das arquibancadas. A Ferrari ainda não acertou a renovação de contrato do brasileiro, mas as conversas vão bem, obrigado, e podem resultar num novo acordo de mais dois ou três anos de duração.


Líder do Mundial e eventualmente caminhando para completar oito temporadas na equipe mais tradicional da Fórmula 1. O recado está mais que dado: respeitem o baixinho!


BASTIDORES

- O grande engarrafamento para chegar em Sepang no último domingo é um sinal claro do “efeito Lotus”. O time de pedigree tradicional e dinheiro malaio caiu no gosto do público local, que correspondeu com uma boa presença nas arquibancadas. Já era hora: o GP da Malásia costuma ser legal demais para ocorrer diante de um autódromo vazio.


- Nas oito corridas que disputou no ano passado, Jaime Alguersuari ganhou a fama de um piloto errático e estabanado. Em duas semanas, reverteu isso. Na Austrália, segurou ninguém menos que Michael Schumacher por mais de metade da prova. E a ultrapassagem sobre Nico Hulkenberg por fora numa curva de alta na Malásia empolgou a todos no paddock.


(Foto Luis Fernando Ramos)

18 comentários:

Eduardo Malheiros disse...

Vai virar praxe ser o primeiro a comentar a partir de agora. ;)

Acho que tudo o que foi dito é verdade, mas iria um pouco mais longe. Acho que não é (ou foi) só a imprensa e a torcida estrangeira que colocaram o Massa em dúvida. São comuns os comentários ainda hoje neste e em outros blogs e veículos de imprensa questionando a qualidade do Massa e dos outros brasileiros. Todos, diga-se de passagem, muito bem ditos lá fora.

Abraços!

Arnold disse...

Grannnde Ico...Parabéns pela sua estréia no Lance!. Fico contente. Mais ainda pelo fato de ter entrado no lugar do Flávio Gomes ( mala sem alça e muito mal educado ).

JcroB disse...

É isso aí Ico... Parabéns por mais um Lance legal em sua vida de profissional competente. Assim como o Massa também já mostrou e vem confirmando a cada corrida. Os infortúnios e tensões são combustível para os que estão fazendo o que sabem e o que amam.

Cristiano disse...

Ico, desejo sucesso nova empreitada. Ao contrário do Arnold, gosto do Gomes, mas uma variada de estilo e opinião é sempre interessante. Não tem mais escrito para o GPTotal?

Leo DBZ disse...

"Mas o se não tem lugar na Fórmula 1. E ninguém sabe disso mais que o próprio Massa, que seria campeão mundial se a chuva paulistana demorasse um minuto a mais para apertar no dia de finados de 2008."

Na verdade se não tivesse chovido ele nem perto de chegar a ser campeão seria...afinal as Toyotas ficaram de pneu para pista seca em pleno temporal ultrapassando assim Lewis Hamilton, o qual retomou sua posição perdida no pitstop para a troca de pneus devido à chuva!!!

Tomás Motta disse...

Olá Ico!
Parabéns, muitos parabéns por tudo o que você conquistou e o avanço que estas fazendo agora.
ainda tenho 13 anos, mas planejo ser jornalista e quem sabe, por algum milagre (hahah) conseguir cobrir algum GP de F1. Me sinto a vontade escrevendo sobre esse esporte que tanto nos fascina.
com relação ao grande Massa, seria muito bom ele continuar na equipe, mas o que todos tem que lembrar é que não seria o fim do mundo se ele saísse. afinal, temos outras equipes de qualidade por aí.
bem, no meu blog eu ja analisei bem isso, rsrsr

um grande abraço a todos!

P.S.: Ico, obrigado por colocar meu humilde blog (mas bom, eu acho) na sua lista de links. valeu!

Um abraço;
Tomás
http://theformula1.wordpress.com/

Otavio disse...

parabens por um dos melhores blogs!

Torço muito pelo Massa, gosto da postura dele. Mas como muitos, temo pelo o Fernandinho.

Quem mais deve temer por seu emprego na Ferrari eh o Domenicali. Afinal, as gafes da Ferrari nao tem vindo dos pilotos....q sao sempre otimos.

kohara disse...

Opa Ico. Parabéns pela promoção e pelo texto. ;-)

Só uma pergunta idiota. Essa especulação do site da AutoHebdo (Kubica na Ferrari) foi publicada no dia 1º. Não teria sido a pegadinha da data do site da revista francesa?

Abraço!

Ron Groo disse...

Então a idéia que Alonso daria uma surra no Massa era corrente também na imprensa estrangeira, e pelo fato de acharem que o Massa não seria mais o mesmo?

Acho que o Massa mudou sim após o acidente, está mais cerebral, menos agressivo.
Mas isto não é necessáriamente ruim. É?

Thiago disse...

Excelente texto (pra variar) e gostei dos comentários do pessoal também.

Assim como o Ron Groo, também tenho percebido que o Massa está mais seguro (ou mais cerebral, como ele bem colocou). E acho que é uma mudança para melhor depois do acidente. Pelo menos essa é a primeira impressão que estou tendo. Veremos mais nos próximos episódios.

Torço muito pelo Massa, não por brasileirísse (embora eu esteja com muita saudade de ver um piloto brasileiro campeão) mas principalmente pela postura que ele tem (como o Otávio disse). Acho que ele é um cara que merece chegar lá. E tem sido bacana acompanhar a disputa entre ele e o Alonso. Tem sido leal e torço para que fique assim até o final do campeonato (embora isso seja mais fé que razão).

E também concordo com o Arnold: fico duplamente contente pela tua coluna no Lance! Rs! Parabéns!

marconi disse...

Ico, sou leitor do LANCE! há muito tempo, e hoje, tive a grata surpresa de ler sua primeira coluna. Seja bem vindo como o mais novo Colunista do LANCE! das quintas-feiras! (concordo com o nosso amigo Arnold)

fernando disse...

Eu ainda tenho dúvidas quanto à capacidade do Massa em se tornar campeão de F1.
Em 2008, no GP da Malásia mesmo, não tivesse rodado sozinho e abandonado, talvez conseguisse assinalar um ponto ou dois, o que teria sim feito toda diferença no resultado do título; acho que houve ainda outra prova em que ele errou no início daquele ano, além do erro da equipe em Cingapura, mas até aí a Red Bull detonou duas ótimas corridas de Vettel este ano. Acho que erros de equipe são parte do s deswafios para se chegar a título mundial de pilotos.

Klauss disse...

Embora eu torça pro Alonso, sempre tive simpatia por Massa, e acho que esse é o começo de temporada mais consistente do Brasileiro.

Graças a Deus ele nunca mais começou temporadas errando sozinho como em 2007 e 2008.

A briga está boa, e espero que continue boa. Se ela continuar, independente do campeão, acho que será a prova de que Alonso não é chorão e que realmente a McLaren é que pisou na bola em 2007...

Larissa Oliveira disse...

Visualizando a dancinha do jornalista espanhol, credo!

Romário Jr. disse...

Muito obrigado por compartilhar sua coluna no Lance! conosco, Ico.

Ico (Luis Fernando Ramos) disse...

De nada, obrigado pela boa acolhida do novo espaço!

Kohara, no original do Auto Hebdo, eles fazem referência à data, destacando que não era piada apesar do dia. No post do assunto, mais prá baixo, tem o link.

Groo e amigos, também vejo o Massa mais cerebral nesse início de temporada sim. Mas acho que é mais reflexo de 2008 do que do acidente. Não vamos esquecer que no ano passado ele (e quase todo mundo) já começou o ano fora da luta pelo título e não pôde eventualmente mostrar esse novo approach.

Abs!

Anônimo disse...

Massa tem sido o piloto brasileiro com mais personalidade e estilo nos últimos anos. Merece mesmo ser campeão. E se for mesmo, não será com facilidades como seu próprio histórico registra. São essas vitórias que emocionam. Vamos esperar. Abraços.

Vinícius disse...

Ico, eu concordo com tudo o que vc falou, apenas acrescento que muitos da imprensa brasileira que na verdade são pilotos frustrados tbm tem a mania de questionar a qualidade do Massa. No final de 2006 andou no ritmo do Alonso, superou o Raikkonen em 2 temporadas (em 2009 até ele se acidentar estava com mais pontos no campeonato) e agr está à frente do Alonso. Ele provou que é capaz.