segunda-feira, 10 de maio de 2010

CREDENCIAL – GP DA ESPANHA

Mais tarde do que nunca, aqui está o Credencial do GP da Espanha. O olhar de Fernando Alonso para a minha câmera fica como síntese tanto de um final de semana em que o paddock da Fórmula 1 ficou buscando antídotos para o veneno da velocidade da Red Bull, como para o desempenho de um piloto que conseguiu extrair um resultado excepcional com um carro com o qual jamais se sentiu à vontade no Circuito da Catalunya. Mas o programa ficou bem completo, falando também de todas as equipes de ponta, os outros destaques da prova e mesmo da abertura das temporadas da GP2 e GP3. Como sempre, divido em duas partes, a da análise e da pergunta. Só peço perdão aos que deixaram o comentário por último: eu gravei o programa na tarde barceloneta, mas só consegui subir agora para não perder a chance de sair e dar umas bandas numa cidade que eu amo. Em Mônaco a gente compensa. Aperte o play e boa audição!

PARTE 1



PARTE 2


(Foto Luis Fernando Ramos)

4 comentários:

tibone disse...

Como sempre, credencial pontual e informativo.

Será que foi mesmo a roda que derrubou o Hamilton. Eu tinha certeza que era o estilo de pilotagem dele.
DE qualquer maneira, uma pena, pois ele merecia o segundo lugar. E o Vettel mereceu o terceiro, pois foi um guerreiro, terminando a corrida praticamente sem o freio da frente.

Ico, uma curiosidade inútil, sei que o chassis do Vettel este ano é Luscious Liz, e o do ano anterior Kate's Dirty Little Sister. Sabe dizer os anteriores? (Toro Rosso e categorias de base?)

Enfim, parabéns por mais um credencial, e vamos nos a Monaco.

E belo banner, por sinal.
Classic Monaco é o que há.

Bruno disse...

Respondendo a pergunta do Juliano Messaggi no credencial:

a traseira de Red Bull parece mais "esguia" muito porque o sistema da suspensão traseira é o sistema Pull-Rod. nele, o conjunto de amortecedores e molas ficam presos ao assoalho do carro, e não sobre a caixa de câmbio, como em todos os outros carros.

a suspensão funciona da mesma forma, a diferença é que em um bump, os amortecedores puxam a roda para baixo, ao invés de empurrá-la. (daí os nomes Pull e Push)

o principal ganho disso é baixar o centro de massa de todo o conjunto da suspensão traseira.

Bruno disse...

Ah, esqueci de dizer, a Red Bull usa este sistema desde o carro do ano passado.

Leandro disse...

Valeu Ico pela respostas,é muito dificil de saber o estilo mesmo,eu já perguntei na internet para varios jornalistas isso,já procurei e o que encontrou é muito pouco eu diria nada,os 5 que você disse já foram bastantes.Abraço.