sexta-feira, 9 de julho de 2010

AS (NOVAS) CURVAS DA ESTRADA DE SILVERSTONE


No ano passado, fiz este post explicando o significado do nome das curvas e de algumas retas de Silverstone. Com a remodelação do traçado, é hora de atualizarmos nossa cultura! Vamos lá: 

FARM – À esquerda da curva fica uma grande área verde na qual vários pilotos e até alguns jornalistas passam o final de semana acampados por lá. Há anos ali é conhecido como “The Farm”, a “Fazenda” em inglês. 

VILLAGE – Também batizada em referência a uma região interna do circuito que fica ali, conhecida por “Silverstone Village”.

THE LOOP – Uma longa curva a esquerda com quase 180 graus de raio. Um looping, portanto. 

AINTREE – Feita em referência ao circuito perto de Liverpool que sediou algumas edições do GP da Inglaterra nos anos 50 e 60. Faz parceria com a já existente curva Brooklands, homenagem à pista usada pelo “British Grand Prix” nos anos 20. Comentário maldoso: é claro que o BRDC, os donos de Silverstone, jamais pensaria batizar uma curva em homenagem a Brands Hatch, uma espécie de rival histórica dessa pista. 

RETA WELLINGTON – É a que liga as curvas Aintree e Brooklands. Já existia antes e era conhecida como “National Straight”, por ser o ponto principal da variante mais curta de Silverstone, chamada de “National Circuit”. O novo nome é uma homenagem aos aviões Wellington, que tinham o local como base durante a II Guerra Mundial. Essa mesma reta era usada como pista de pousos e decolagens na época.

2 comentários:

Kico disse...

Ico,
É impressão ou este ano as atualizações tecnológicas durante a temporada estão num ritmo frenético? Poderia nos dizer o que as equipes trouxeram para Silverstone? Mercedes veio com novidades?
Parece que os engenheiros estão "correndo" como nunca ...
Abraço

Daniel Médici disse...

Silverstone e Brands, é até difícil tomar partido nessa rivalidade. Mas até que não seria má ideia rebatizar a 'The Loop' como 'Druids', como uma forma de selar a paz.