domingo, 25 de julho de 2010

ESPORTE S.A.

A Ferrari exibiu doses iguais de arrogância e ingenuidade no teatro promovido na parte final do Grande Prêmio da Alemanha. Felipe Massa assumiu a liderança da prova logo na primeira curva com uma boa largada e controlou a aproximação de seu companheiro de equipe Fernando Alonso até receber na 48ª volta uma sugestiva mensagem de seu engenheiro de corrida Rob Smedley de que o espanhol “estava mais rápido”. Na passagem seguinte, o brasileiro abriu caminho e as posições foram invertidas.

Depois da prova, todos os membros do time italiano empregaram o discurso de que Massa estava sofrendo com seu jogo de pneus e a idéia era apenas lhe dar um quadro da situação para o bem comum da equipe. Não colou. O planeta já tinha visto (e reprovado) o mesmo filme na GP da Áustria de 2002, quando Rubens Barrichello abriu caminho para Michael Schumacher depois da última curva.


A diferença é que, hoje, ordens de equipe são proibidas. Os comissários de prova ouviram os envolvidos, multaram o time em cem mil dólares por aplicá-las e resolveram encaminhar o assunto ao Conselho Mundial da FIA, em uma audiência ainda sem data marcada. Novas sanções podem acontecer.


Seria hipócrita afirmar que os times da Fórmula 1 não empregam mais esse tipo de ordens. Mas elas costumam vir muito bem camufladas, num pitstop estabanado ou num aviso técnico mais codificado. O que a Ferrari fez foi esfregar na cara do planeta o fato dos interesses corporativos, aqui dentro, serem ordenados antes do esporte. Um calcanhar de aquiles que a categoria, em geral, não gosta de admitir que existe.


O saldo do domingo foi desastroso. A começar, claro, para a imagem da F-1. A Ferrari assumiu também o preço alto de um enorme dano à sua própria imagem em nome de apenas sete pontos ao piloto que claramente tem mais chances de ser campeão. Alonso também sai de Hockenheim com a mancha de piloto sujo, que reclama à vontade quando perde mas não vê o menor problema em usar de qualquer meio para vencer, vide Cingapura-2008.


E tem Felipe Massa, que colocou uma estaca no coração dos seus torcedores ao abrir mão de uma vitória que fazia por merecer para atender aos interesses dos seus patrões. Pensando racionalmente, ele não tinha outra opção que não acatar a ordem que lhe foi dada. Fazer o contrário seria um ato quixotesco que selaria seu futuro na equipe, e o profissional como um todo. Mas incomodou a maneira que assumiu o discurso oficial do time depois do aconteceu. Só é de se pensar se a maneira charlatanesca que executou o teatrinho proposto pelos chefes do time não foi a sua maneira de dizer o que jamais poderia ter falado.


Aguardo suas considerações e perguntas para o Credencial!

(Foto Luis Fernando Ramos)

96 comentários:

Hugo Becker disse...

"Pensando racionalmente, ele não tinha outra opção que não acatar a ordem que lhe foi dada (...). Mas incomodou a maneira que assumiu o discurso oficial do time depois do aconteceu."

Este é o ponto, Ico. Seria incrível vê-lo lutar até o fim, brigar com a equipe via satélite, vencer e mandar uma banana pra todo mundo. Mas sim, cumprir a ordem seria o mais coerente e sensato.

O problema maior foi sua postura deplorável. Esperava, ao menos, que ele não erguesse o troféu no pódio. Que não celebrasse sua derrota, não estourasse o champagne, que colocasse a boca no mundo na coletiva e para a imprensa brasileira.

Mas não. Acenos no pódio - apesar da ainda mais deplorável cara de choro, tão conhecida de seu compatriota da Williams... -, troféu erguido, a festa da champagne, a celebração da derrota, a conivência quase ofensiva nas declarações pós-corrida.

A reputação de Massa, infelizmente, morreu hoje. E foi decepcionante, sim. Pelo esporte como um todo, pela equipe e pelos pilotos envolvidos - nomes que despertam paixões em todo o mundo. Mas para o torcedor de Felipe, uma sensação de traição sem precedentes. Porque se do conivente e dócil Barrichello isso era esperado, do combativo e aguerrido Massa, jamais.

Abração, Ico.

Washington disse...

Olá Ico!! Parabéns pelo excelente trabalho e pelo sugestivo título do post. Sacada muito boa!!

Depois de hoje coloco Massa e Nelsinho no mesmo saco. Barrichello na Áustria pelo menos foi mais incisivo e autêntico que esses dois sem personalidades.

Como está aquele prometido livro do Barrichelo? Alguma chance de sair mesmo?

Até a próxima!!!!

Cristiano disse...

Ico, o Massa não selaria o futuro profissonal dele ao fazer papel de homem (como outros pilotos fizeram anteriormente). Ele selou sim sua carreira ao aceitar ser capacho do Alonso pela segunda vez (a primeira na entrada dos boxes na China). Há um ano, ele foi atingido por uma peça do carro do Barrichello. Hoje, ele MORREU, como esportista. Pois não basta ele ter feito o que fez; pior, foi ter aceitado o papel de "boi-de-piranha" que a Ferrari o fez passar e ainda bradar para a Mariana Becker: Não sou segundo piloto... não, filipinho, você não é segundo piloto; é capacho mesmo...

Minha pergunta para o credencial: quanto tempo o massa vai levar para descobrir que É segundo piloto sim?

Abs e parabéns pelo Credencial e o blog!

Juliano Mateus Messaggi Gomes de Oliveira disse...

Olá Ico,
Acredito que ordens de equipe sempre existiram e sempre existirão porém a forma como as coisas acontecerem é que irrita.
Sempre se diz que essas decisões vem da cúpula da equipe ou então se personificam no chefe da equipe, porém fica com cara que seria muito interessante para a Ferrari ter Alonso como campeão pois foi ele que levou um grande patrocinador para o time, Santander. Não quero dizer que foi alguém do Santander que mandou o Alonso ganhar mas seria melhor para a equipe agradar a um grande patrocinador. Comenta-se algo assim nos bastidores da F1 ou entre os jornalista?
Ainda existem muitas diferenças entre os carros do Glock e do di Grassi? Pois o brasileiro estava com um ritmo de prova, aparentemente, muito melhor que do alemão antes do seu abandono. É isso mesmo? Queria ver o di Grassi em uma equipe no qual ele possa mostrar melhor o seu trabalho. Acho ele um grande piloto.
Parabéns pelo trabalho e aguardo o Credencial!

foca disse...

li um comentario em um blog especializado que mostra bem as consequencias futuras: "como explicar isso para uma crianca de 8anos e que adorava o massa?" e o menino ainda completa: "nao quero nunca mais ver corridas"...
parece que o prejuizo vai ser la na frente. tristeza. acho que vou ver a nascar.
abraco Ico, ah, e ve se melhora o teu ingles!...

tibone disse...

É, estou com os amigos, mesmo sem nunca ter sido fã do Massa, durante a corrida fiquei pensando, que ele merecia a vitória, dado tudo que passou no ano passado e durante esse ano. Mas depois de hoje, por mim, ele pode encerrar a sua carreira sem mais nenhuma vitória.
Se eu não era fã dele antes, agora sou capaz de torcer contra. Acho uma falta de personalidade tremenda, e é aquilo, sua reputação ficou tão manchada com a torcida brasileira que mesmo que ele ganhasse o titulo esse ano, seria "pq o alonso não pode ganhar por X ou Y".
Ou seja, credibilidade zero.

E assim vai ficando cada vez mais dificil tentar torcer para algum piloto brasileiro na F-1. E também para a Ferrari.
#VoltaKimi


Perguntas para o credencial :
O que ocorreu com o Webber ? Seu desempenho foi do "velho Webber" o final de semana inteiro. Algum problema especifico ?

Nico Rosberg sabe que ganhou 1 voto como "Mulher mais Bonita da F1" ? E quem votou nele ?

tib.


tib.

Léo disse...

Parabéns Ico por sua cobertura na F-1 e por hoje.
To decepcionado com a F-1, ainda acreditava em um pouco de honestidade, mas ai veio essa....que a Ferrari é manipuladora e Alonso é mau caráter, além de piloto meia boca, porque se fosse bom passava na pista, isso tranquilo, mas Massa aceitar...........é, desculpe a palavra mas isso é foda!
Sinceramente estou preferindo ver a MotoGP e a formula Indy, pelo menos há honestidade lá.
Hoje foi, nojento, bizonho, escroto, imundo!
Uma pergunta para o Credencial:Você acha que a Ferrari fazendo isso não acaba manchando não só a imagem dela como dos patrocinadores? Sim porque quem é cliente do Santander vai pensar:Se eles patrocinam uma equipe desonesta, eles podem ser desonestos comigo! E da Fiat? Um abraço, mas estou muito, muito puto hoje!

lealmeida disse...

Meu caro Ico,

Objetivamente: você já se questionou sobre o que estava fazendo ali, numa cobertura de Grande Prêmio de F1 após um episódio dessa estirpe?

Não quero aqui constrangê-lo e sei que o profissionalismo é o norte do seu trabalho. Entretando, fazer cobertura esportiva não é para aqueles que simplesmente acham ser possível manter uma "distância abismal" do clima de emoção que o esporte provoca nas pessoas.

Sei que você gosta de
automobilismo e, em nome desse esporte, duvido que consiga olhar para o que ocorreu hoje na Alemanha e seguir adiante como se nada lhe dissesse respeito, ainda que a obrigação do repórter sempre venha em primeiro lugar.

Faço essa pergunta porque na condição de fã de F1 me sinto quase um idiota. Acompanhar os treinos, ler os sites e blogs especializados, acordar cedo no domingo e...ver o que já tínhamos visto no passado recente...

Sinceramente, não lhe bate um "quê" de frustração com a F1? Eu me sinto com Cara de Bunda (com perdão da expressão).

Obrigado pela gentileza da resposta. Um abraço.

Leandro Almeida

Emerson disse...

Acho muito engraçado, quando acontece isso aparece um monte de gente corajosa, batendo no peito e dizendo 'Eu não faria isso! Podia mandar embora que não obdecia!.
Mas a maioria das pessoas não fazem isso na própria vida, dúvido que alguém conteste a ordem da empresa que trabalha. Faz me rir!
Agora os grandes SE´s da vida... SE o Barrichello não tivesse obdecido a ordem da equipe naquela epoca ele hoje não estaria no Grid e o Massa agora idem.
Que equipe vai contratar um piloto que não obdece suas ordens?
Carlos Reutemann fez algo semelhante na época que pilotava, não obdeceu as ordens da equipe, foi demitido e nunca mais conseguiu uma vaga em nenhuma equipe na F-1, pelo menos uma 'lenda' que ouço mas nunca encontrei nada para comprovar isso.

É chato ver uma coisas dessas acontecer, mas paciência. Alonso é o piloto mais bem colocado da equipe, depois da segunda parada nos boxes o rendimento do Felipe não foi bom no início, dando margem a alguns ataques do companheiro, mas depois estabilizou, vinha virando volta rápida como resposta ao colega.
Enfim, como em 2007 que ele cedeu também para o Kimi ser campeão na sua casa mas a maioria não vê.

E acredito que SE tiver alguma punição da FIA (o que dúvido) será bem leve. Quase como se fosse um tapinha nas costas. Visto pela pessoa que a comanda e o seu passado.

Valeu Ico!

danielwey disse...

Oi Ico!
A Ferrari fez uma baita patuscada nesse caso, mas não foi tão ridículo quanto Áustria 2002 na minha opinião. Lá, Schumacher não tinha chance passar o Barrichello se ele não abrisse. Hoje, o Alonso certamente passaria o Massa, só que teria uma briga certa na qual ocorreria uma das três alternativas: Alonso passa Massa e eles terminam assim (a menos provável), os dois batem e saem da prova ou o Vettel se aproxima e embola o final e qualquer um dos três poderia vencer (o mais provável). Para a Ferrari, a melhor alternativa sem dúvida é mandar o jogo de equipe.

Uma dúvida que só alguém que está no paddock saberia responder: é possível ouvir o rádio da equipe? O sinal é totalmente aberto? Quem está no autódromo pode levar um receptor de rádio modificado e sintonizar na frequencia das equipes?

Abraços,
Daniel Wey

Anônimo disse...

O Barrichello pode ser chorão e falar q o mundo conspira contra ele, mas sem duvidas, ele é muito mais digno q o senhor massa, digo isso pois o barrichello nunca escondeu sua insatisfação com a equipe quando ela fazia besteira, nunca assumiu o discursso corporativista da equipe q sempre envergonhou a f1, e ele relutou o máximo q pôde para entregar a vitória na Áustria 2002.


O massa envergonhou o Brasil e mostrou q se ele é apenas um brasileirinho contra um mundo todo, ñ almeja melhorar de condição e será cada vez menor, bastando q a equipe peça para ele fazer isso.

Por isso, se residia alguma adimiração pelo massa acabou hoje, e o barrica volta a ser o piloto brasileiro de verdade, pois pilota por ele, pelo pais e pelos fãs, doa a quem doer.

Cristiano Matheus disse...

Olá Ico!!!

Foi um golpe para os fãs de F1 e do Massa. Entretanto...

Como você encara as coisas!?

O Emerson disse uma coisa interessante. Mas se todo esporte tem sua Sina, cravo que Massa vai ganhar o GP da Hungria e vai jantar o Alonso - como fez com o Kimi - ano que vem!

mas... tudo é especulação!

Até...

Edgard disse...

...e olha que o Massa foi um dos mais críticos, quando do episódio do Nelsinho. Agora, nem dois anos depois, faz algo tão vergonhoso quanto (e pra facilitar a vida do mesmo piloto).
O Barrichello, quando deixou passar, pelo menos fez isso próximo da linha de chegada, pra todo mundo ver, mas e o Massa, o que fez?
Ainda chegou ao ponto de dizer, em entrevista que foi tudo pelo bem da equipe e que todo mundo no lugar dele faria o mesmo...como são as coisas, não?

João Vasco Serra disse...

Numa corrida em que fazia lembrar a "velha" Ferrari estaria de volta pela sua performance, os responsáveis da equipa "borraram a pintura"... e em favor de quem ????? do mesmo de sempre, o único piloto que conheço que fica muito feliz por ganhar a qualquer custo, nem que isso envolva prejudicar alguém... Mau carácter esse espanholzinho.... Em Portugal tem um ditado que diz - "De Espanha, nem bom vento, nem bom casamento".

Ico, porque a audiência é marcada só para Setembro? Não devia ser marcada com mais antecedência, nem que fosse para acabar com a polémica o mais breve possível? Ou é pouco tempo para o Jean Todt "comprar" os conselheiros, porque sinceramente penso que não vai sair mais do que a multa já comunicada.

Abraço,
João Serra

Ingryd Lamas disse...

Finalmente baixei o aplicativo da Rádio Band, e finalmente pude acompanhar a ótima cobertura, parabens a todos.

Bem, tô com o Emerson ali em cima. è muita gente dizendo que não faria, foi assim com Rubens, e foi assim hoje com Massa. Massa, disse o mesmo sobre Rubens, e fez. O que de forma alguma acho "condenável". Tivessem comprado outra equipe sim. Mas entre os pilotos, concordo com Coulthard e acho que o time deveria ter direito de dar as ordens que quiser, contando que o piloto as queira obedecer. É uma equipe, se não fosse, não precisava chamar assim, e cada uma teria um piloto. O que de fato traz repúdio, é o teatro, Alonso foi asqueroso, Massa, no mínimo, "bunda mole". As ordens no rádio foram mais que claras, não precisavamos dessa palhaçada toda. Faltaram os narizes, apenas.
Então, a pergunta é sobre a largada de Vettel. Com essa "confusão" toda, não li ou ouvi muito sobre o resto, por acaso Seb declarou algo sobre a porcalhada que fez?
E Rubens, teve algum problema específico com o carro, ou apenas a pista que não "combinava" com o bólido?
Uma pena, de qualquer forma, interromper a "série" de bons resultados do brasileiro, que ao meu ver, se saiu bem melhor em 2002, do que Massa em 2010.


Beijos

Ron Groo disse...

E o Conselho Mundial vai dizer daqui alguns dias: "-Ai, ai, ai... Ferrari feia. Não faz de novo senão ó..."

Massa conseguiu se igualar no ótica dos torcedores aos piores momentos de Barrichello dentro da equipe vermelha.
Seria injusto que nós - tá bom, eu - pegasse tanto no pé de Rubens disse que entendo a posição do Massa.
Foi vergonhoso.
Senna e Pace devem estar se revirando no túmulo.

Herik disse...

Ico,

Sou totalmente contrário a qualquer tipo de discurso de nacionalismo besta, que falta culhão a piloto de enfrentar a equipe, boicote a marcas patrocinadoras, etc. Nada disso faz minha cabeça e prefiro racionalizar as coisas.

O script foi desenhado antes da largada. Alonso é o piloto com maior possibilidade de vencer o campeonato e vem sendo sistematicamente mais rápido que seu companheiro de equipe, inclusive na Alemanha. Desta forma, a Ferrari daria prioridade a Alonso, naturalmente. O que primeiro deu errado foi a péssima largada de Vettel. Massa se beneficiou com isso e liderou com Alonso atrás.

Para retornar à execução dos planos Alonso foi para cima de Massa e encontrou uma resistência que não era esperada diante do possivelmente combinado antes da prova. Daí veio o "isso é ridículo!" Massa oferecia uma resistência que não era necessária.

Diante do fato de Massa não ceder a passagem que a ordem veio de alguém da equipe - não foi Rob Smedley, basta ouvir o sotaque - dizer pausadamente e em tom de advertência que deveria ceder a posição.

Penso que tudo isso foi ocasionado pelo comportamento de Massa que quis, como Barrichelo na Austria/2002, se colocar na condição de vítima. A diferença que em 2002 a Ferrari nadava de braçada e não fazia sentido aquela inversão de posições, o que não acontece agora.

Na minha opinião, Massa se colocou numa condição ruim dentro da Ferrari ao colocar a cúpula da equipe como algoz do brasileiro. Não estranharia se Felipe Massa não continuasse na Ferrari em 2011.

Essa é minha visão do ocorrido.

Marcos Antônio disse...

sinceramente Massa se manchou e muito com isso. alonso se manchou,mas como piloto mau carater, estilo Michael Schumacher. A Ferrari realmente é beneficiada demais e realmente a F1 é um esporte que o interesse financiero fala muito mais alto. Jogo de equipe sempre existiu, mas se fosse mais camuflado, ninguém repararia, lamentável tudo isso...

E nós que fomos feitos d epalhaços mais uma vez, estaremos assistindo o GP da Hungria...

José Inácio Pilar disse...

Perguntas bem difíceis para o Credencial:

1- Acha que depois desse "soco na cara" Massa será mais lento, por desmotivar-se?

2- O destino de Massa como segundo piloto já esta selado enquanto Alinso estiver por lá?

3- Quais as alternativas para Massa alem da Ferrari?

4- Acha que ele poderia/deveria encerrar seu contrato mais cedo, no fim de 2011?

5- A queda de desempenho da Williams é circunstancial ou os bons resultados é que eram?

6- Mclaren, Mercedes e Force Índia foram mal, estarão os motores Mercedes perdendo parte de sua superioridade?

7- Os Cosworth estão melhorando?

8- Acredita mesmo que a FIA presidida pelo mesmo Jean Todt da episódio Áustria 2002 pode punir exemplarmente a Ferrari?

9- Em caso de terminar em marmelada, o que restará da ja combalida credibilidade da F1? Os acionistas da F1 não podem exigir mais lisura, até para não prejudicar o seu negocio?

11- O que mais lamento nesse episodio é a submissão de Massa, que diferente de Barrichello em 2002, assumiu o discursinho falso da equipe. Barrichello pois a boca no trombone, falou abertamente da palhaçada, subiu ao primeiro lugar no podio e ainda ficou com o troféu.

Com base nisso, acha que Massa terá a mesma força emocional que Barrichello para aguentar as pesadas criticas e descredito pelos proximos anos e dar a volta por cima comercialmente (no sentido de voltar a figurar ao lado de Lewis, Vettel, Alonso como pilotos com fibra dd campeão) e psicologicamente como piloto?

12- Por fim, como a imprensa européia reagiu à palhacada? Como os outros pilotos reagiram?

Abs,

Inácio

WWW.JOSEINACIOFALOU.BLOGSPOT.COM

Anônimo disse...

Olá, Ico!

Parabéns pelo extremo profissionalismo, ao não retrucar o Colajanni sobre a asneira que ele disse. Haja sangue frio...

Como muita gente acima e abaixo deste comentário vai perguntar tudo sobre a pantomina ferrarista dentro e fora da pista, quero só fazer uma pergunta: é preocupante ver que nem Mercedes e nem Kubica conseguiram terminar na mesma volta das três equipes mais fortes? A tendência é piorar, visto que a Mercedes, como vc antecipou no último Credencial, está "fechando a torneira"?

Abraço

Rafael Inouye

ws disse...

Felipe Massa pode se tornar em um grande pivo dentro da F1. A Globo, que promove a categoria no Brasil, deve reagir... Não podemos mais tolerar essa "patriotada" européia, que discrimina qualquer um que não seja da laia deles ... O país tem que reagir. Foi aquela humilhação com o Rubinho em 2002 e agora essa com o Felipe. Se eu não me engano o Tio Bernie tá por trás disso... Chega!!!!

Alexandre disse...

Ico, boa noite.

Perguntas para o Credencial:

1 - Estamos nos especializando em fabricar segundos pilotos (Barrichello, NAP, Massa, Di Grassi - que disse concordar com a postura do compatriota), da mesma forma que a Itália?

2 - Massa não tinha outra melhor opção na carreira?

3 - Será que só teremos pilotos de ponta na Ferrari (só nessa equipe tivemos de suportar as humilhações de 2002 e 2010)?

4 - Existe alguma promessa brasileira para o futuro? Pergunto isso porque os que estão na F1 e GP2 me parecem medianos.

5 - Será que voltaremos a ter um grande campeão na F1 que não queira vencer a qualquer preço? O último foi Lauda...

De disse...

O que me deixa mais indignado n ão é o tal "jogo de equipe".

Tenho idade suficiente pra saber que tudo isso sempre aconteceu, acontece e acontecerá.

O que me deixa puto é me chamarem de burro! Fazer um cena dessas, de maneira tão amadora e querer me convencer de que era tudo sério é me chamar de otário!

Ico, é uma pena.

Gosto muito de seu trabalho, muito mesmo. Agradeço por todo esse tempo e esforço que você dedica aos seu leitores e ouvintes. A entrevista de hoje então foi sensacional!

Mas tenho coisa melhor pra fazer do que ser chamado de idiota por essa turma.

Prefiro tocar meu violão.

F1 is DEAD!

Alexandre disse...

Outra pergunta: Fala-se muito que os pilotos brasileiros são preteridos por conta de interesses comerciais. Será que temos um mercado pior do que o da Finlândia ou Polônia? E nos anos 70/80, quando devíamos a Deus e o mundo e tínhamos um mercado fechado, e mesmo assim tivemos grandes campeões?

Érico disse...

Felipe Massa acabou, já era. Ainda bem que não foi campeão mundial em 2008. Imagine só, um campeão que abre as pernas assim no meio do ano e deixa seu companheiro passar. Belo lacaio.

Agora pergunto, cadê a ambição? Cadê a gana e vontade vencer? Aonde foi parar seu orgulho?

Papelão, estou envergonhado.

Alonso é e sempre foi isso aí. Cínico e hipócrita. As regras valem para todos os outros, não para ele.

Beatle Ed disse...

Sabe qual será a manchete de amanhã?

"FELIPE MASSA CAGA NO PRÓPRIO NOME E ADMITE QUE NÃO SE ARREPENDE DISSO!"

Espero sinceramente que seu filho seja muito, muito sacaneado no colégio daqui há uns anos por causa disso, assim como os filhos de Rubens Barrichello.

Não me preocupo, Massa terá dinheiro pra pagar um bom analista pro garoto.

Vão à me%#^&@r&@*@rda: Felipe Massa, Fernando Alonso, Smedley, Domenicali, Montezemolo, Briatore, Mosley, Todt e etc…

Érico disse...

Perguntas para o credencial:

1 - é impressão ou Vettel só sabe vencer de ponta a ponta e/ou contando com problemas dos outros? Será que ele é apenas um Webber mais novo?

2 - corrida vai, corrida vem, a Mclaren não tem o melhor carro, hoje nem o segundo, mas Hamilton continua administrando a liderança. Os pilotos da Red Bull são incapazes de 2 boas corridas consecutivas e desse jeito vão ficar sem tempo para uma reação, vão acabar morrendo na praia. Depois da corrida de hoje, quem é maior ameaça a ele, Vettel, Webber ou Alonso?

José Inácio Pilar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

E o Massa, garoto-propaganda do Guaraná Antarctica, Bridgestone do Brasil,como fica? Sem falar que a Fiat, dona da Ferrari, tem seu maior mercado consumidor aqui no Brasil. E aí?

Rodrigo Brasileiro disse...

Vergonha. É isso que tenho para dizer. Esse Fernando Alonso é patético.
Caro Ico, amanha esterei indo cancelar minha Conta Corrente no Banco patrocinado pela ferrari e que levou Alonso para lá. Também acabou definitivamente o carinho que tinha pela Ferrari, estarei me desfazendo também de tudo o que possuo da mesma ainda hoje. A ferrari não sabe fazer esporte, é lamentável. Infelizmente o Rubinho já pode se aposentar, já temos o novo segundo piloto oficial! Me sinto um idiota, eu estava empolgado, querendo ver a disputa de posições entre Massa x Alonso pelo bem do ersporte, e o que vemos?
Se possível Ico, externe para o Massa a decepção de todos nós como amantes da F-1. Obrigado e a partir de hoje, vou começar e me envolver mesmo nesse esporte, sujo e repugnante.

Rodsrigo Brasileiro disse...

Corrigindo: vou começar a me envolver MENOS nesse esporte sujo e repugnante. E lembre-se, sua voz é nossa voz.

Anônimo disse...

Para o Credencial.

Se nesse ano Massa ja estava apagado, agora é pra apagar o resto.

O que ele fez foi MUITO PIOR que Barrichello em 2002, porque Barrichello pelo menos fez nos últimos metros da corrida, na frente de todo mundo e quando saiu do carro soltou os cachorros, pra não dar margem à duvidas e a sua contrariedade.

Massa não. Massa saiu dizendo que ele que quis, que não teve nenhuma mensagem cifrada e adotou o discurso furado da equipe, não assumiu publicamente a sua revolta como o Rubens.

Agora pergunto: O que resta da moral de Massa?
Que futuro ha para ele na F-1, se esse ano ele está provando que não é rápido, é inconstante e sabidamente não nem é um grande acertador de carros (é normal)?
Duvido que sua carreira de 9 temporadas chegue às 18 de Rubens.

Érico disse...

Sem querer te meter em confusão Ico, não deixe de passar ao Massa a vergonha que muitos de nós aqui estamos sentindo. Não vale mais 2 anos no time se for para se humilhar e sujeitar a isso. Não vale. Um pouco de orgulho levaria todos muito mais longe.

Lucas Domakoski disse...

Principado de Mônaco, 15:30 da tarde de 25 de Julho de 2010: ''Ambulâncias foram chamadas para socorrer pessoa não-identificada sofrendo uma parada cardíaca em mansão da área sudeste do principado de Mônaco. Informações não-confirmadas dão conta de que a vítima seria o narrador esportivo Galvão Bueno, que teria sofrido fortes dores no peito após ver seu pupilo amado cedendo a vitória para Alonso no GP Alemão de F1. Mais informações sobre esse caso a seguir na nossa programação...''

Gustavo Wien disse...

Ico,
Fui uma vergonha! (Niki Lauda)
O Massa escolheu não ser demitido e morrer com esportista! É realmente lamentável! Como disse o Victor, o Massa renasceu há um ano e morreu como piloto hoje!
Pergunta: como continuar a torcer em uma Formula 1 onde o business fala sempre mais alto e parte esportiva sempre vai para o espaço?
Abraços, Gustavo Wein.

Leonardo disse...

Olá Ico,
Gostaria de fazer duas perguntas:

1) Você vê algum motivo aparente, para o desempenho tão apagado do Webber? Não me recordo da última vez que tenha feito uma corrida tão discreta.

2) A Williams fez bons tempos nos treinos, e classificou bem os dois carros, porque o ritmo não correspondeu na corrida? Seria mais por conta do motor?


Leonardo Frota, de Porto Alegre.

Fleetmaster disse...

A F1 não precisa disto. Alonso e Massa não precisam disto também para vencerem corridas !!
A única coisa que acrescentou nesta conduta foram dúvidas. A principal delas: Por quê e para o quê ?
Quem perdeu foi o esporte e os fãs!!

Pergunta para o credencial 1 : Se Massa tivesse dito no radio que não tinha entendido a culpa dele seria menor ou não ???

Pergunta para o credencial 2 : Seria muita utopia esperar uma bandeira preta para os dois ainda na prova ?

Pergunta para o credencial 3 : Tomandando uma foto para vc de meu Alfa Romeu 1924 na escala 1:43. Você publica ??

GRande abraço

Manoel Sena disse...

A postura do Massa foi muito pior que a do Barrichello. O Rubinho disse para todos após a corrida que recebeu uma ordem. O Massa, primeiro disse que não precisava falar sobre o que aconteceu e depois disse que ele resolveu dar a posição (na entrevista disponível no Tazio). Realmente eu não entendendo como uma pessoa com o futuro garantido economicamente possa se sujeitar a isso. Nas outras equipes ele também poderia ser campeão. Dá a impressão, entretanto, que tem medo de enfrentar desafios fora da Ferrari.

Alex Floripa disse...

Há muito leio teu blog e sou fã das tuas colocações, Ico. Além disso, sou um apaixonado por Viena.

O fim da corrida prometia.Parecia que o Vettel tinha chance de chegar nas duas Ferraris, e não importa quem fosse ganhar, já estava prevendo briga boa.

Não é o fato de ter sido um brasileiro o sacaneado. É a sacanagem em si. Isso não é esporte, falou a minha noiva. Ela não entende nada de corridas. Mas ela tem razão.

Faz tempo que não acordo de madrugada para ver procissão de carros. Com toda essa palhaçada de regulamentos, mudança de regras e etc, já não deixo de perder uma corrida para fazer outra coisa.

Depois de hoje, chega. Avacalharam a categoria que eu tanto gostava. Desliguei a TV, levei o cachorro para passear, e acho que não volto mais. Banana pra FIA, Ferrari, Alonso Prima-Donna...

Guilherme Molina disse...

Olá Ico,
Hoje foi lamentável. Com problemas na TV a Cabo da minha casa, me obriguei a acordar 1 hora mais cedo e ir até a casa da minha noiva (cerca de 6km da minha casa)para poder ver a corrida. Sempre fui torcedor do Massa, não da Ferrari. Sempre fui torcedor do Rubinho e de todo brasileiro que chega a categoria. Nunca torci por equipe em específico, mas confesso que SEMPRE tive uma "quedinha" pela Williams. Mas hoje, a pergunta do Felipe Motta "... o que vc tem a dizer pro TORCEDOR que acorda cedo ..." foi o ponto alto da entrevista. Felipe Massa não disse nada a mim, que acordei cedo hoje, fico acordado de madrugada quando necessário, torço, CHORO quando perde título na ultima curva do campeonato... enfim, me descepcionou muito.

Pergunta 1: você não gostaria (e acho que todos nós, brasileiros) que ele tivesse dado uma de Webber ou até mesmo Pironi.

Pergunta 2: Eu acho MUITO justo que o Conselho Mundial penalize a equipe com a mesma PENA aplicada a McLaren em 2007, o que você acha?

Pergunta 3: Fica claro que na RedBull REALMENTE o jogo de equipe é BEM melhor combinado entre as partes (pilotos e equipe)?

Me sinto um idiota, como fã.

Abraço, e parabéns pelo trabalho.

fidalgo disse...

O que disse o Charles Whiting no regresso da Coreia do Sul?
Existe confiança de que o GP se realiza, ou pelo contrario, as obras não acabam a tempo, rebenta a guerra da Coreia, ou outra coisa qualquer?

abraço
Filipe Fidalgo
http://triplorail.blogspot.com/

JOSÉ CARLOS MEDEIROS JUNIOR - JC disse...

Fala, Ico. Parabéns pelo trabalho mais uma vez. Vamos lá: Sei que o foco foi a atitude da Ferrari de de Massa, mas pergunto-lhe se a Williams caiu de rendimento ou foi uma corrida circunstancial?

Saudações tricolores,

Érico disse...

Leonardo, Webber tinha problemas de consumo de óleo. Pelo menos foi o que passou pelo rádio. Ele não tinha como andar em ritmo fortea prova toda.

Rafael disse...

Eu parto do princípio de que a ordem foi desnecessária, visto que dificilmente o Alonso vai terminar esse ano disputando o campeonato com Webber/Vettel/Hamilto/Button.

O Massa cumpriu a ordem, decepcionou seus fãs, irritou os que não são e, pra todos, se tornou menos respeitável. Mesmo já tendo cumprido ordem idêntica em 2007 e se beneficiando em 2008 o ocorrido hoje, por conta de sua gratuidade, o deixa marcado como capacho, tal qual rubinho depois de 2002. Pode ter até ganhado pontos aos olhos de chefes de equipes, mas pra qualquer outra pessoa, se tornou mais fraco.

Se não tivesse cumprido a ordem o efeito seria o oposto... Que seja chamado de mal profissional, não cumpridor de regras, elemento desagregador na equipe... Mas reforça a imagem de determinado, forte, "comigo não, negão".

E mais: Cedeu a vitória, tomou a ação para que o Alonso vencesse, e a imagem que fica é a de o cara que aceita ser segundo. Se ganha a corrida, fica com a imagem de vencedor.

O que marca negativamente a carreira do cara? Que imagem é pior? Na hora de contratar um piloto vencedor você prefere um Webber ou um Pironi, que peita todo mundo com o objetivo de vencer ou um rubinho ou Massa, que não se importa de perder uma corrida pelo bem da equipe?

Piloto de corrida tem que ter um só instinto básico, que pode até ser exagerado e agressivo demais a ponto de cometer injustiças, mas nunca pode ser vendido ou trocado por nada: Vencer corridas. Um piloto que aceita perder a corrida, que dá a vitória a outro, perde sua essência. Fica castrado.

Independente do que era o certo ou errado hoje, independente de já ter cumprido e ter sido beneficiado por esse tipo de ordem, independente do problema que teria na equipe, até da manutenção de seu contrato, hoje o Massa cometeu um erro enorme em sua carreira. Transformou sua imagem, não será mais visto como um piloto vencedor, não vai mais ter a confiança de ninguém de que fará tudo para vencer. Possivelmente nunca mais.

Uma vitória como a do Brasil em 2007 era pouco importante. Deixar de ganhar em uma situação dessa não é um vexame. Não te faz menos piloto. Você está abdicando da sua vitória pelo bem da equipe, pra decidir um campeonato, por um título do qual você faz parte, e nesse caso, parte enorme. A vitória, aqui, vale pouco perto do resto.

Mas o que o Massa tinha a ganhar hoje? Por que ele errou em deixar de ganhar? Era a primeira vitória dele depois do acidente. Mais: Era o aniversário de um ano do acidente. Era o retorno dele, um ano depois, depois de ter sido tão criticado durante os meses em que andou tão atrás do Alonso. Era a hora de falar, não pra Ferrari, mas pro mundo inteiro, que voltou.

E aí, com este contexto, por 7 pontos para o quinto colocado em um campeonato que tem duas equipes e quatro pilotos mais fortes durante o ano todo, ele vê os motivos dele para ganhar como menos importantes?

É disso que eu tô falando. Um cara que toma essa decisão, nessa situação, com estes fatores em jogo... Comete um erro. Enorme.

Anônimo disse...

Bem Ico, nem tem muito o que dizer, né? Acompanho os esportes americanos (NBA, NFL, MLB, NASCAR, IRL...) e os admiro muito nesse ponto, já que eles sabem fazer do esporte um business exatamente por saber que o cliente (o fã) sempre tem razão. Exemplo? Roger Penske podia fazer história desse jeito vergonhoso com a terceira vitória seguida do Helinho na Indy 500 de 2003, era só pedir para o Gil deixar o Helio passar. Não pediu, o Gil ganhou e ele permanece na história como homem. Don Enzo deve estar rolando no túmulo...
Só uma pergunta: algum iluminado na F1 percebe que o esporte é milionário porque atrái espectadores e que sem espectadores a grana vai embora? Pelo preço dos ingressos, pela transmissão pela TV ainda em SD no mundo todo, pela falta de acesso aos pilotos e por coisas como a de hoje, entre outras, parece que não...

Rangel disse...

Ops, o anônimo acima sou eu, o Rangel :)

Anônimo disse...

Honestamente! Não consigo compreender a profundidade da indignação de todos. Até entendo que os fãs/torcedores da F1 fiquem irados. Fico pensando quantos, depois do GP da Áustria em 2002, disseram mais ou menos o mesmo que está nos comentários acima e depois de algum tempo voltaram a assistir os GPs de F1... Fosse a ordem dada ao Alonso para deixar o Massa passar, a indignação seria a mesma?
Em 2007 Massa deixou Räikkönen ultrapassá-lo, já em 2008 foi o Räikkönen que deixou Felipe ultrapassar.
Não houve essa indignação...

Tenho uma forma de pensar diferente da maioria: uma equipe de F1 tem - obrigatoriamente - 2 pilotos. ESSE é o time de cada escuderia. Por que a FIA, FOCA, FOM (até mesmo a FOTA) ou quem quer que seja tem o direito de tomar as decisões por cada equipe? A equipe deveria ser autônoma para decidir seu plano de ação durante um GP. A situação ridícula que se apresenta num caso desses é a mal-sucedida tentativa de camuflar as ordens de equipe durante a corrida e, principalmente, a hipocrisia de após o GP dizer que não foi isso que aconteceu!

Estou com o David Coulthard nesta questão: Eliminem essa regra RIDÍCULA de proibição de ordens de equipe! Se não, para que existem equipes na F1? Façam tal como na IRL, onde cada piloto leva seu patrocinador e cada carro acaba sendo uma sub-equipe dentro das equipe (ou algo assim)... mas mesmo assim ainda há ordens de
equipe por lá, não? Ordens de equipe sempre existiram na F1, e houve tempo em que não apenas a posição era cedida a um companheiro, até o próprio carro era trocado para permitir um resultado melhor ao piloto.

Em 2002, a Ferrari não poderia ter sido penalizada (e não foi) pela ordem de equipe, porque as regras não impediam isso. Ela foi punida/multada pela trapalhada na cerimônia de entrega dos troféus!!! Só depois disso é que a proibição virou regra. Bom, se agora é regra, a Ferrari neste GP da Alemanha claramente não a cumpriu e deve ser punida... Mas Jean Todt, em 2002, foi o autor da outra palhaçada, ou seja, no máximo a Ferrari será repreendida publicamente...

um abraço
Renato

Leah disse...

Como ja dizia Kate Lira anos atras.... "Brasileiro é tao bonzinho..."

Leo disse...

Para o credencial duas perguntas:

1) vc poderia fazer um contraste entre os estilos do Massa e do Webber no que diz respeito a gerenciar o ambiente F1? O quanto isso tem a ver com o Webber estar empatado com a princesa da Red Bull enquanto o Massa esta 38 pontos atras da princesa da Ferrari?

2) El Dick Vigarista II tem chances realistas de vencer o campeonato? Ou a Ferrari so queria mesmo dar uma chpueta para ele mostrando para quem o time trabalha?

Obrigado! O seu blog e o do Joe Saward sao os meus favoritos da F1.

Talita disse...

Cartolagem atrapalhada.Estou aqui, indignada com a Ferrari e seus comandados.

Aspectos contratuais existem, ok,tudo certo, mas podiam poupar o público dos detalhes sórdidos.

Massa,então...horinha boa pra chutar o balde. Só faltou dizer a palavra comprometimento na coletiva.Arhg :>(

Arthur disse...

Grande transmissão Ico.

Completando o que alguém disse lá em cima:

Não só Senna e Pace se mexeram no túmulo.
Cevert,Villeneuve,Paletti,Rindt,Ratzemberger,Siffert,Greg Moore,Daijiro Kato,Krosnoff,Smiley,Dale Earnhardt...
Todos esses apaixonados por corrida devem "ter se mexido no túmulo".

O que ocorreu hoje na Alemanha foi vergonhoso.

-Por que Massa agiu com conformidade(entregou a posição na hora,adotou o discurso ferrarista...)com tudo isso,ao contrário do "Barrichello 2002"??

.Por que são pessoas de caráteres diferentes?
.As coisas na Ferrari eram diferentes?São casos diferentes?

ou .Barrichello também se conformou em 2002 e tudo que fez na época foi um teatro?

-Por que a Ferrari não mascarou isso?
É burrice,preguiça,alguma tática autodestrutiva...??

Valeu ico!

Thiago Cortizo disse...

Ico...
Mais uma vez parabéns pelo blog e informações que você nos dá.

Quanto ao episódio do Massa, uma questão: muitos falaram e ainda falam do Rubens Barrichello na época do Schumy e poucos falam do Massa. Poucos lembram que o Rubens andava claramente como segundo piloto, sem previlégio nenhum e ainda assim ganhou corridas e foi vice algumas vezes andando ao lado do que (pelo menos na época) era indiscutivelmente o melhor piloto da Formula 1. O Massa andou apenas um ano ao lado do Shumy, no ano da aposentadoria e vários anos ao lado do Kimi em condições iguais e as vezes melhores devido a posição no campeonato. O Massa ganhou mais corridas, mas não passou do mesmo vice do Barrichello em uma condição, teóricamente, mais facil ou menos dificil.
Na sua opinião, quem fez melhor o papel na Ferrari, Rubens ou Felipe?

Agora outra questão, mais geral: quanto da evolução de um carro é levada para o carro do ano que vem? Até que ponto uma equipe como a Williams ou a Force India deveriam investir no carro de 2010 ao inves de gastar o tempo e o dinheiro no projeto de 2011?

Thiago Cortizo

Alfredo Aguiar, Orlando, FL - USA disse...

Olá Ico

Caraca que cagada, o que me deixa mais puto é uma meia dúzia de gente sem caráter, incluindo aí esse tal de felipe massa, insinuar que qualquer um faria a mesma coisa, pode ser que um qualquer, gentalha como eles ou com as pessoas com vocês estão acostumadas a conviver ou lhe deram o que eles chamam de educação, mas por favor não coloquem qualquer um no mesmo chiqueiro do um qualquer, existem pessoas diferentes, existem pessoas que tem na palavra caráter seu norte e que pelo menos se dão ao respeito, Dinheiro desonesto é dinheiro sujo, venha da ponta de uma arma ou na folha do contra cheque, não fez melhor nem mais limpo que nenhum político desonesto.
Foi um dia triste, tive de reensinar meu filho a não gostar desse esporte que o pai dele nascido no Brasil insistia em querer que assistissem juntos. Não, não quero que meu filho, como alguns insistem em dizer, pense que isso é normal, porque não é, não é normal, não é honesto e não é certo. Acho que é por isso que os americanos não deixam esses italianos de merda e esses espanhóis bunda moles venderem seus produtos por aqui, já sabem bem quem são...
Que pena, esses desgraçados, rabichello e massa podiam pelo menos nem ser brasileiros. Não deveria, mas sinto vergonha!!!

Betto disse...

Kate Lira foi ph*...

"Hoje não! Hoje não! Hoje... sim..."

Flávio Costa disse...

Gente,

F1 sempre teve jogo de equipe e sempre terá. O Massa só tinha duas alternativas: obedecer, ou procurar outra equipe.

Querem saber, fiquei foi com pena do Massa. Ninguém aqui está mais p*** da vida que ele próprio. Com certeza ele está avaliando o teatro que ele fez, em nome da Ferrari. Deve ter sido muito duro pro Massa. A prova disso é que até o engenheiro pediu desculpas pelo rádio quando deu a notícia. Tenho certeza que o Massa vai rever a sua postura.

Eu fiquei profundamente decepcionado mas prefiro aguardar mais alguns dias para ver o que o próprio Massa vai fazer diante desse desarranjo fétido.

Flávio.

Luiz G disse...

Massa e Barrichello, assim como milhões de Brasileiros, tem medo de perder emprego.
Acho que é uma coisa de nossa cultura.

Webber bateu com Vettel, venceu a corrida e peitou a equipe. Não tem medo de perder o emprego.
É outra cultura.

Esta é a única explicação para essa atitude tão medrosa dos brasileiros Ferraristas.

Luiz G disse...

Mas uma coisa é certa:

Este é um esporte notadamente hipócrita.
De fato, parafraseando Alonso em 2006, "isso não é um esporte".

As equipes são hipócritas, os pilotos, os organizadores e nós, os expectadores tambem.

Se tivessemos dignidade, não assitiríamos mais as corridas, nem iríamos nos autódromos...mas a gente reclama igual criança que perdeu o doce e amanhã esquece.

Vai acontecer de novo e de novo e nós vamos reclamar e reclamar...pra quê?

Vou refletir se continuarei sendo hipócrita ou não.

CelsoAM disse...

Ico,

Foi ridículo, vergonhoso, decepcionante... mas tb fiquei com a sensação de que tanto Rob Smedley qto o Felipe, contrariados, fizeram tudo da maneira mais explícita possível para que deus e o mundo enxergassem claramente o que estava acontecendo.

A maneira com que Rob passou a mensagem (na transimssão vcs acharam até que fosse um italiano falando - o Montezemolo foi citado..hehe) e a forma com que o brasileiro cedeu a posição apontam o qto eles próprios estavam contrariados. Felipe poderia mto bem ter atrasado um pouco a freanda no hairpin, espalhando um pouco para facilitar a aproximação e ultrapassagem na reta seguinte.. todos achariam que seria um erro de pilotagem ou consequencia da degradação dos pneus.

Acho legal esse ponto ser discutido, pois agora todos sabem de como são dadas as "ordens" e isso pode fazer com que essa bizarrice esportiva não ocorra novamente...

Abraço!

Bruno Areal disse...

Caramba Ico, esqueci de acompanhar pela Band, estou curioso para saber como é a narração da rádio, bem, fica para a próxima, para o credencial eu pergunto:

Ico, você acha que esse caso de jogo de equipe da Ferrari vai acabar em pizza ou já tem certeza?

Em relação aos carros de 2008 com todos aqueles apetrechos aerodinamicos, os carros da temporada 2009 e 2010 são mais rápidos levando em consideração os tempos de volta?

A péssima largada do Vettel é indicativo que o amadurecimento como piloto para ele não chega antes da próxima temporada?

Quais foram as novidades que a Ferrari levou para a Alemanhã que resultaram num desempenho tão bom?

Estão previstas mais subtituições de pilotos na Hispania?

Afinal quando será anunciada a nova equipe da próxima temporada?

O que está havendo com a Force India nessas últimas corridas?

Dizem que o motor da Cosworth melhorou, você concorda?

Lucas McLaren disse...

Ico, lá vão perguntas fresquinhas:

1- Como está a questão do motor da Williams para 2011?

2- Algum carro está focando mais o desenvolvimento de 2011 que de 2010 já? Qual?

3- Se fosse você, Ico, grande piloto de GPL, no lugar de Massa no GP Alemão, ouvindo aquelas ordens, o que teria feito?

Massa caiu de vez no meu conceito. Considerar sua "famiglia" acima da lei, pra mim, é coisa da MÁFIA.

Anônimo disse...

"Fazer o contrário seria um ato quixotesco que selaria seu futuro na equipe, e o profissional como um todo. "

Que futuro? Se alonso como estreante na equipe, já colcou massa bolso, pra ser 2o piloto. Alguem aqui acha que ano que vem será diferente?

Se alonso for tricampeao esse ano, alguem acha q ano que vem ele permitira ao massa se impor?

Na minha opiniao, a atitude do massa sim, selou seu futuro, como 2o piloto.

Se ele nao acatasse o q teria a perder? A vaga de 2o piloto ou dinheiro? Pq ele nao precisa de nenhum dos dois.

Dennis disse...

Caro Ico, sei que o assunto já está batido mas eu gostaria de passar o que eu acho que aconteceu: - Depois se ser atrapalhado várias vezes por Massa ao longo deste quando estava mais rápido mas atras e perdendo pontos preciosos para o campeonato, Alonso deve ter pedido que dali para frente, se ele estivesse mais rápido e com mais chances no campeonato, Massa deveria dar passagem. Massa concordou com isso. Neste domingo, aconteceu justamente o previsto. Porém Massa insistiu em não abrir facilmente. Dai o "ridiculo" do espanhol pelo radio. Quase no fim da corrida e sem entender o que passava com Massa, após Alonso ter demostrado novamente que estava mais répido que Massa, a cupula entrou no rádio e "relembrou" Massa do acordo. E ai aconteceu o que sabemos. Para mim a situação toda só veio a tona pelo comportamento de Massa que não ganhou a admiração de ninguém. Temo pelo seu futuro na equipe. Pergunta: vc acha que a atitude da Ferrari em termos de campeonato acertou no planejamento mas errou na execução?

Kohara disse...

Enfim, tenho uma opinião diferente sobre o assunto, Ico.

Jogo de equipe faz parte. Se não, não seria uma equipe. Seria cada um por si. É do interesse da equipe dar mais pontos e colocar o Alonso na briga do título? Que assim seja feito.

Sobre a esportividade? Ficou na cara o que aconteceu. Mas também tinha ficado na Turquia em 2005, no Brasil em 2007, em Cingapura em 2008, Turquia neste ano... Enfim, exemplos de jogo de equipe feitos das mais diversas formas não faltam. Ok, as equipes teriam que ter um pouco de bom senso ao fazer isso? Pode até ser, mas não é hipócrita pensar assim? Ah, vale na última etapa e não vale no meio do campeonato, quando o sonho do título acabou para um piloto e pro outro não.

Acho que tudo isso seria melhor digerido se a Ferrari tivesse falado pro Alonso que poderia atacar, desde que não batesse no Massa. Tentasse uma, duas, três vezes, e depois a equipe diria que o desfecho melhor era o que aconteceu. Não foi isso o que aconteceu e ficou o gosto de marmelada. Mas o resultado final não seria diferente...

Na situação atual, o jogo de equipe só dá vantagens à equipe que se utiliza dele. Resolve uma briga entre companheiros de equipe de forma rápida e sem perda de tempo para os adversários -no caso o Vettel hoje. Se não querem que isso aconteça mais, causem danos às equipes que o fazem. Que dê algum prejuízo além do moral para as equipes -afinal, moral não existe na F-1. E se não querem que isso aconteça mais, punam os envolvidos. Mas punam de verdade. Dar multa de valor equivalente a uma semana de trabalho do Alonso não adianta nada. Desclassifiquem. Digam que isso não será tolerado.

So que aí quero ver a coragem de fazer isso depois, quando outra equipe fizer algo parecido com o que a Mclaren fez na Turquia. Pq é praticamente a mesma coisa. Só não é tão explícito como o que aconteceu hoje.

Patético, na verdade, é o teatrinho que se sucedeu. Isso sim deveria ter provocar as punições. Se a equipe tem coragem de fazer o que faz, deve ter hombridade para assumir o que fez. Simples assim.

Abraço

Anônimo disse...

Ico, só duas observações: tive a nítida impressão, aqui já notada pelo Herik, que foi alguém italiano, e não o Rob Smedley que disse a ordem (em modo 'balbuciante') para o Massa. O Smedley, creio eu, só falou na transmissão ao final da corrida, aquela com o "I'm sorry".
E lembrar que o torneio que a família Massa começou a promover aqui no bananão tem apoio do Santander, da Fiat e da Shell.
Dito isto, acho ótimo que a sujeira respingue sobre o tal banco pois sou correntista lá e tenho tido que brigar contra a ganância particularmente salafrária dessa multinacional.

fernando amaral

JCCJCC disse...

Isto que a Ferrari fez é algo absolutamente normal, já a Red Bull e a McLaren na Turquia determinaram as posições dos pilotos com ordens das boxes. Porquê tanto ruído agora?

Péricles Tabosa disse...

Estou com Lauda e Stewart, foi uma vergonha, uma atitude desnecessária e que só suja a imagem da categoria e da Ferrari. E não dá pra não comparar com o caso de Barrichello em 2002.
Você acha que, no caso da Austria, algum dia saberemos o que fez com que Rubens mudasse de idéia no último momento, já que ele estava decidido em não acatar as ordens da Ferrari?
Muito se especula a este respeito. Falam que ameaçaram a família dele e tal. Mas falando sério, qual o seu palpite sobre o assunto?

Anônimo disse...

Alexandre Reis - Goiânia/GO

E eis que surge um novo Dick Vigarista.
Percebem que nos 3 últimos episódios de grandes sujeiras na F-1 sempre este espanhol está na equipe que faz merda? Espionagem Mclaren-Ferrari / Cingapura-gate / Hockenheim 2010.

Fiquei muito decepcionado com isso.
Sinto pena do Massa, que para mim, até ontem era uma referência de piloto aguerrido e lutador. Fez uma excelente largada e fez uma grande corrida até a fatídica ordem dos boxes...

Usando uma frase do próprio espanhol: Isso é ridículo !!!

Vá caggare Alonso !!!

Rodrigo Brasileiro disse...

Ico, só mais uma pergunta que provavelmente ninguém fez. Pq a FOM e a FIA divulgaram tudo abertamente para o público, inclusive mostrando a telemetria no momento da ultrapassagem do Alonso? Pq externar isso? Acho ótimo que eles fizeram isso mas, pensando do ponto de vista deles não seria melhor deixar isso passar em branco? Isso suja muito o esporte. Por favor, responda mesmo que não seja no credencial.

Jose Roberto disse...

Olá Ico!
Como vai?

Este episódio é lamentavelmente mais um que suja a historia do esporte. Já não basta a falta de competitividade, agora acontece essa envolvendo nada mais nada menos quem se acha dono do circo, que quer impor seus ideais, a dona Ferrari. Confesso que mesmo tendo pilotos brasileiros correndo por ela, nunca a vi com bons olhos.
O que me deixa muito intrigado é que sempre sobra para os brasileiros. Justificar que é interesse de patrocinadores, não justifica, pois o banco esta presente em nosso pais, a proprietária da equipe é a líder de venda e constantemente é nosso mercado que eleva os resultados da matriz, a petroleira também esta presente no pais e entrando forte no nosso mercado de etanol. Será que comercialmente ninguém enxerga este episodio de forma negativa.
Acompanho a muito tempo a F1 (desde 1983), como colecionador de revistas e artigos do gênero, sei o quando é difícil e caro manter este “hobbie”. Este ato da Ferrari só vem a afastar mais ainda os apaixonados pela F1, que depois da morte do Ayrton, muitos ficaram pelo caminho.

[]’s.

Jose Roberto
Maracai-SP

Mauro disse...

ico

escapando um pouco de toda essa polêmica ridícula

nos forums de discussão algumas pessoas questionaram a largada do massa, que assim que ultrapassa os dois da frente entra na curva e passa largo indo para aquele "asfalto exterior pintado" e mesmo assim mantem a posição. Isso é ilegal? ele merecia uma punição?

eu acho que não já que ele já estava em primeiro quando lassou largo.

Antonio Miguel disse...

Ico, desde que eu acompanho diariamente a F1 pelo menos umas 2 vezes por ano, temos algum tipo de escândalo. Quando isso acontece todo mundo fala "isso vai manchar a F1" e "os expectadores vão perder o interesse". O que percebo é exatamente o contrario, cada vez se fala mais de F1, e o Tio Bernie as vezes ate incentiva algumas polemicas. O que quero dizer é que estas polemicas não são boas para o esporte, mas são ótimas para o business. O que você acha disso?

Pergunta 2: Você sabe falar ingles? hahahahaahha

Alex Tréxi disse...

Alguém se lembra do GP de Indianápolis de 2004 se não me engano, quando o Schumacher "DEU" a corrida para o Barrichelo e todo mundo achou graça.

Antonio Miguel disse...

Ico queria que você comentasse um pouco sobre a coletiva da Fia. Pelo que li o pessoal pegou pesado, especialmente com Fernando Alonso.

E parabéns pelo ótimo blog, e pela ótima transmissão pela Band.

Luiz G disse...

Alex Tréxi,

Ninguém achou graça a corrida de indianápolis que Schumacher deu pra Barrichello.

O mundo achou ridículo, a F1 achou ridícula e os fãs acharam ridículo.

É ridículo quando um piloto dá uma vitória ao outro por nada.

existem casos para ajudar o outro a ser campeão na ÚLTIMA corrida da temporada, o que não foi o caso.

Diferente disso, ninguém acha graça em corridas serem dadas de graça.

Um "corrida" se define por quem chega na frente..e não, quem "chegaria na frente se não desse a vez ao outro"...que patético...

Luiz G disse...

Ico, espero que você MOSTRE ao Massa qual a opinião que os fãs Brasileiros tem dele agora.

Espero que ele largue a F1 e faça concurso público no Brasil ou vá der deputado.

Isso está mais próximo do comportamento que ele teve para garantir o emprego e o dinheiro que ganha.

João Bosco De Oliveira Júnior disse...

Ico, minha pergunta é:
NO CIRCO DA VELOCIDADE, OS PALHAÇOS SOMOS NÓS?

Acrescida de:
Com que motivação os profissionais de imprensa irão trabalhar, visto que o público começa a enxergar a F1 como Business e não mais como Esporte? Seria possível remotivar o público?

Massa pode ter pensado (em bom inglês):
Stay hungry, stay foolish...


Permanecerei acompanhando a F1. Sem entusiasmo, sem perder tempo acompanhando as corridas ao vivo, sem acreditar. Mas permanecerei acompanhando.

Gde abraço, ICO.

Rodrigo T. Lamonato disse...

Concordo. O teatro foi mal ensaiado e executado.

Mas por aqui os torcedores estão revoltados, pois afinal de contas, aconteceu de novo com um brasileiro.

Ninguém está lembrando, porém, que na China em 2008 o Raikkonen deu passagem ao Massa.

marconi disse...

Eu desisto. O dia 25 de julho de 2010 ficou para mim como o dia em que eu deixei de acompanhar a F1. Isso só havia acontecido no dia 1 de maio de 1994, mas ontem eu me senti traído, não pelo destino, mas pela ganância do ser humano. O que deveria ser um esporte se transformou em negócio. E infelizmente um ser humano admirável sucumbil diante de um poderio financeiro, e descepcionou centenas de milhares de pessoas. Infelizmente esse ser humano foi "transformado" em um ser medíocre profissionalmente, e decretou o fim de uma provável grande história no esporte. Para um país que já teve Fittipaldi, Piquet e Senna, agora tem que se contentar com a mediocredade. Pois tudo isso seria diferente se esse ser humano não apanhasse do cronômetro, mas seria mais diferente ainda, se a Ferrari tivesse o mínimo de Dignidade.

Nota: (hoje eu chorei ao abrir o lance pela manhã).

Gabriel Souza disse...

Bom dia, caro Ico!

Bom, quero fazer uma observação: em 2008, em Hockenheim, Kova abriu passagem para Hamilton, que venceu a prova. Não me recordo de tanto burburinho daquela vez.

Para mim, não há diferença entre as situações. É feio do mesmo jeito.

O que devemos discutir é a forma como a situação foi conduzida, como você observou no post. O jogo de equipe existe 99% das escuderias, é fato.

Perguntas:

- Em quais quesitos a Ferrari evoluiu o carro para conseguir esta performance, além do conjunto "escapamento-difusor"? Há "suspeitas" por parte de outras equipes de que exista uma inovação debaixo da carenagem vermelha?

- E a McLaren? O que deu errado na implantação do conjunto "escapamento-difusor"?

Abraço!!

Anônimo disse...

Ico, quando a palhaçada aconteceu desligei a TV, fui dar comida ao TóTó, tinha decidido comprar o segundo carro é SERIA um FIAT.
ESTRAGOU MEU DOMINGO.
PALHAÇADA DO SANTANDER.

Eugenio disse...

bem... no caso do 2008 hamilton estava algo como 1 segundo mais rapido do kovaleinen e dos outros, fez 7-8 ultrapassagens em 20 voltas... o que adiantava o kovaleinen arriscar dois carros para brigar?

ontem o alonso estava 0.1s mais rapido vola sim e volta nao....
comparar as duas situacoes è ipocrita tanto quanto Alonso e a ferrari sao!

Patrick disse...

os que justificam o jogo de equipe citando o próprio massa em 2008 e 2007 (quando ajudou e foi ajudado pelo Kimi) têm de levar em consideração que a situação já estava matematicamente definida - eram as últimas corridas do ano e só um dos pilotos tinha chances reais e matemáticas;

tanto agora como na áustria com Shumy/Barrichello (esqueci o ano acho que foi 2002) está muito cedo no campeonato - não acho que valha a pena se queimar (Ferrari, Alonso, Massa) faltando 9 corridas num campeonato ainda aberto...

Patrick

Anselmo Coyote disse...

Olá, Ico.

Para o Credencial:

1. Ico, Massa e Nelsinho trabalharam para o Alonso (Alemanha e Cingapura) manipulando o resultado de uma corrida. Vc vê mais gravidade no ato deste ou daquele? Por quê?

2. Considerando-se o currículo de cada um desses pilotos na F1, quem vc acha que foi mais covarde ao acatar a ordem da equipe?

3. Vc acha que a Ferrari e os pilotos devem somente perder os pontos ou merecem punição maior?

Anônimo disse...

Ico,
um detalhe da transmissão de TV foi levantado por um leitor logo acima, dois momentos em que foi mostrado o local dos computadores e os técnicos da telemetria da equipe italiana (presumo seja a 'sala' atrás da garagem dos carros), APÓS a transmissão da polêmica mensagem.

Lembro de ter visto isso uma única vez muitos anos atrás, no tempo das McLaren-Honda, mas agora havia o contexto polêmico permeando a imagem.

Escrevi a um ingles do pitpass.com sobre se era Smedley ou um italiano a dar a ordem no rádio, ninguém por lá acha ter sido outro a ter dito senão o engenheiro de corridas.
grato
fernando amaral

Jean disse...

o Massa ta ferrado, pode se considerar sortudo se não achar-lhe um apelido de 'pé de algumacoisa' Se não cair em se, e sair o quanto antes dessa ferrari em queda livre, o briatore o chutara pra fora!

John White disse...

Que vergonha!

Poxa vida, nós sempre depositamos nossas fichas na F1 "moderna"...e sempre perdemos tudo...será que ainda vale a pena acreditar nesse esporte, ou devemos assistir tão somente pelo prazer de ver carros velozes com desenhos arrojados voando baixo pelas pistas (exceto aquelas desenhadas pelo Tilke)...

Bom, o que eu sei Ico, é que definitivamente Felipe Massa jamais será campeão do mundo...e sabe que eu achava que isso poderia ocorrer um dia, mas ele assumiu a estirpe de derrotado, infelizmente essa é a verdade: Atenção! não estou julgando sua competência como piloto...que por sinal é muito boa...mas sinceramente assim como o rubens que é um outro excelente piloto, ambos foram surpreendidos ou não por um time que jogou por terra o sonho de sagrar-se campeão. Para mim, ambos receberam o carimbo de perdedores e de segundo piloto eternos, um campeão do mundo jamais assumiria tal situação...Agora temos de torçer para a chegada de pilotos brasileiros como os de antigamente...poir se dependermos desses ai...nunca mais veremos um brasileiro ser campeão.

E se o patrocínio domina tanto a F1, fic claro que pelo fato de o Santander patrocinar a Scuderia, alonso sempre terá a preferência, mas não podemos esquecer que a Fiat é a montadora de veículos que mais vende carros no Brasil...e mesmo pressionando a Ferrari no que tange resultados, o fato de ser líder de vendas no país, parece não dizer nada quando tentamos relacionar isso com o esporte.

Bom Ico, o que você acha disso tudo? Temos de esperar outras gerações de brasileiros para sonharmos com o titulo? e que peso a fiat brasil tem no esporte e na equipe? será que é tão menor do que o patrocínio Santander?

Obrigado e estamos juntos! John White

Vinícius Neves Urbanek disse...

Infelizmente, Massa perdeu toda sua reputação na F1. Ele ficará marcado como um perdedor, um vice, assim como ficou Rubens Barrichello. Conheço pessoas que torciam pelo Massa por ele ser "diferente" de Barrichello, e nunca entregar a vitória para um companheiro de equipe. Mas ele mostrou ontem que nunca será campeão do mundo. Mas, temos que ser realistas. Uma F1 como a da década de 80, onde os pilotos da mesma equipe (como Senna e Prost) duelavam volta a volta por posições, não existe mais. Temos que ficar assim como idiotas, esperando emoção na F1, enquanto Bernie Ecclestone ri à toa com o $how dos carros desfilando.

Vinícius Neves Urbanek disse...

Gabriel Souza disse:
"quero fazer uma observação: em 2008, em Hockenheim, Kova abriu passagem para Hamilton, que venceu a prova. Não me recordo de tanto burburinho daquela vez.
Para mim, não há diferença entre as situações. É feio do mesmo jeito."

Gabriel, em 2008 foi tão feio quanto ontem, mas o Kovalainen não era líder. Mesmo assim, acho que a McLaren deveria ser punida aquele dia, mas, como não foi, paciência.

Buteco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Buteco disse...

Stênio Campos (Buteco Racing)

Como disseram acima, como explicar para uma criança o que aconteceu?

Meu filho, com 5 anos, é (era?) super-fã do Massa. Tem até foto com ele. Isso desde que tinha 2 ou 3 anos. Tudo bem, não faz muito tempo (hehehehhehe). Mas o pior da história foi ele dizendo: "Pai, por que o Massa deixou o Alonso passar? Ele nem tentou defender! Ele não podia fazer isso! Ele tinha que vencer! Ele estava na frente!" e nisso começou a chorar baixinho. Foi triste. Muito triste. Para nós, marmanjos, já é triste como esporte. E como deve ser para uma criança de 5 anos que tem (tinha?) naquela pessoa um exemplo?

Foi muito triste para mim ver meu filho sentido com a atitude do Massa. Talvez eu devesse impedir que ele assista F-1 pois esse esporte não é um bom exemplo para as crianças.

Anônimo disse...

Ico, o filhipinho comportou-se como puta, levou ferro e saiu defendendo o amante, o barrica saiu xingando.
A DIFERNÇA É ESTÁ.

Antonio disse...

1 - Ico, na formula 1 tem aquela coisa de "destruir" o companheiro de equipe mentalmente. Você acha que o Alonso já conseguiu? desde que momento da temporada?

2 - Seria essa a imposição que ele tentou na mclaren e foi podado?

3 - Após Schumacher em outras eras, Alonso é o novo dick vigarista?

Tuta Santos disse...

Ico, acho que este é um dos teus melhores textos.
Esse tipo de coisa machuca o nosso pobre coração de princesinha encantada, que não aceita que existe a bruxa má. Eu não gostei como patriota, que rima com outra coisa, mas se eu trabalhasse para a Ferrari, tomaria a decisão e teria orgulho dela. O que importa são os pontos. O piloto fica campeão e vai pra outra equipe. E aí, cadê o comprometimento?

Janaína disse...

Ico, dureza é ver o suposto melhor piloto da F-1, "Choronso", não conseguir passar o Massa no braço. Putz, mas que falta faz ter gente que disputa campeonato na pista , viu? Você não acha que o Alonso se sujou demais com esse lance? Se ele ainda tivesse chorado no rádio porque queria passar um cara como o Hamilton ou o Vettel, que são "encardidos", mas o Massa, que é apenas bom piloto, mas agora provou definitivamente que está lá pra correr de F-1 e não para vencer campeonato de F-1... Duro pra gente como eu, que acompanha F-1 desde os anos 80, se conformar em ver a categoria tendo como melhor piloto na pista esse Alonso aí. O mesmo eu pensava do Schumacher, ter de fazer jogo de equipe pra vencer um Barrichello da vida. Pô, se é bom, cara, asfalta o capacete do companheiro, né? Vi o Senna fazer isso no Prost, vi o Piquet fazendo isso no Mansell. Prost, o rei da pressão psicológica e da politicagem, correu contra Lauda, Rosberg, Arnoux, caramba, e acho que não precisou pedir pra equipe jogar a favor dele na pista... Chegava na corrida, e ele usava seu talento de piloto, pressionava ou passava. E estou vendo que o Rubinho acabou lucrando nessa, porque agora as pessoas tão achando o Massa pior do que ele nesse lance de assumir posição de segundo. Ironia do destino! Abração!

Herik disse...

Luis G.,

Quando Senna deu passagem para Berger ganhar o Gp do Japão de 91 todo mundo achou que foi um ato de um homem abnegado e justo para o fiel escudeiro. Da mesma forma, ninguém reclamou quando Raikkonen cedeu posição para Massa nos Gps da França e China, ambos em 2008.

Não acho que estes fatos acontecidos na F1 - e em muitos outros esportes - não devem ser levados com tanta passionalidade.

Abraço.

Alfredo Aguiar: mOrlando, FL - USA disse...

"Fazer o contrário seria um ato quixotesco que selaria seu futuro na equipe."
Fazer o que ele fez é que vai ficar bonito pro futuro dele.
Seria pedir demais que brasileiro com essa síndrome de cachorro vira-latas entendesse as causas e os efeitos de uma decisão de caráter.
Fez muito bem o massa, agora vai ganhar café quente do garçom e tapinha nas costas do domenicalli, futuraço.
E eu que te escutei peitando ele sobre o que poderiam pensar os torcedores. É uma credencial pras entrevistas no final das corridas custa caro