terça-feira, 10 de agosto de 2010

TV BLOGO – GP DA ALEMANHA DE 1964



Sensacional a dica do leitor Mario Lago: os vídeos com um resumo do GP da Alemanha de 1964 feito pela tevê local. O grande atrativo, claro, são as infinitas curvas e os desafios de Nordschleife. Mas é também uma valiosa chance de ver como era o procedimento de largada e o de pódio da época. O mapa explicando a colocação das 18 câmeras ao longo do traçado também mostra que, se a F-1 quisesse correr hoje no mítico traçado, a transmissão seria um show de imagens. E, para os fluentes em alemão, interessante notar a competência dos narradores numa época em que, no Brasil, conhecer e entender a categoria era algo restrito apenas a um pequeno grupo. A prova em si foi meio morna, tendo a ultrapassagem do John Surtees sobre Jim Clark pela liderança como destaque. Confira as imagens e deixe nos comentários suas impressões!


6 comentários:

andreh disse...

Esse circuito é simplesmente fantástico! Não sei se daria público numa corrida ali, mas audiência na tv(ao menos os amantes de automobilismo) seria em massa com certeza! Eu não perderia uma exibição dessas por nada no mundo!

Leone disse...

Quando vi o Surtees passar por cima do Clark na reta do Box, percebi que a saúde do seu motor, não era boa.

O que dizer dessa época? Foi por causa dela(eu tinha 6 anos) que hoje sou amante inveterado do automobilismo. Vendo esse vídeo, me vem à boca, o maravilhoso sabor daquela época... Acabo de me emocionar, muito.
O que dizer desses homens? Eles tornaram-se amantes de automobilismo, por amarem suas maquinas e, amarem o que elas poderiam proporcionar a eles.
Muito diferente de hoje em dia, mas, sobre isso não vou dissertar,não quero estragar a emoção que estou sentindo agora.
So posso dizer, que admiro profundamente todos esses pilotos, em especial, Jim Clark.
Se bem que o Surtees, andou muito nesse dia.
Obrigado Lico, não esperava surpresa tão boa, logo cedo, alias, me deu uma vontade enorme de andar no carro do Surtees.
Acho que vou dar uma voltinha com o MOD65.

Um Abraço.

Ron Groo disse...

Não há o que falar sobre o Inferno Verde, coisa para macho na acepção da da palavra.
Eu gostaria de saber quais os (reais) motivos para não se correr lá.
Deve haver algum tipo de impedimento que não o logístico e o de grana, algo como ângulo de ataque dos carros as curvas como a Karrussell, sei lá.

Nem sonho mais em ver corridas de F1 por lá. Mas seria bom demais.

Ron Groo disse...

Ah sim... Eu não sou fluente em alemão, mas juro que ouvi pelo menos em dois dos videos a frase: "-E leia o blog do Ico!" hehehe

Flavio Costa disse...

Fantásticas imagens Ico! Parabéns!!! Era uma F1 prá homens de verdade, e não moleques, com todos os mimos e proteções do mundo! Eram pistas de verdade, pilotos de verdade, e não meros pilotos de joysticks...desculpe o saudosismo, mas foi uma época incomparável!

Arthur disse...

Espetacular.
Ótimo para ver o "inferno verde" e para aquecer o alemão.

O narrador realmente tinha bons motivos para falar bastante das "kameras".
Que tomadas...

Uma coisa me chamou a atenção.

Tenho umas corridas da década de 80 pela Globo.
Para o Galvão,só estão na pista os três primeiros colocados e os brasileiros.Os demais pilotos são simplesmente ignorados.

Em 1964,o narrador alemão ao menos lembrava do Mike Spence,Richie Ginther e do "caseiro" Gerhard Mitter.

Ainda bem que o Galvão melhorou um pouco nesse ponto...