quarta-feira, 19 de maio de 2010

UMA QUESTÃO DE EQUILÍBRIO

A diferença das equipes novas para as estabelecidas é clara no cronômetro, mas sempre é interessante quando se pode ver isso com os próprios olhos. Em Mônaco, fiquei tirando algumas fotos dos carros na saída da primeira perna dos “esses” da piscina. É um dos pontos mais interessantes de observação. Os carros chegam em alta velocidade, os pilotos fazem a primeira zebra “limpa” e montam na segunda. As imagens acima são na saída dela. Repare como o carro da Renault está absolutamente equilibrado, com uma distância para o solo uniforme, pronto para carregar velocidade para a reta seguinte. Já o da Virgin (não sei dizer se é ou não o modelo revisado) está inteiramente alinhado à esquerda, como se quisesse ricochetear no guard-rail para ganhar impulso antes de avançar. Tudo isso acarreta em perda de tempo. Compare pelas imagens, que valem mesmo mais que mil palavras. Clique para ampliar!

(Fotos Luis Fernando Ramos)

9 comentários:

Creco disse...

Oi Ico,

Pela traseira, é o carro do Glock. A versão anterior não tem essa abertura no final da tampa do motor. E pela câmera onboard do Alonso, nos momentos em que ele estava atrás do Lucas, dava pra ver o quanto o VR-01 chacoalhava, principalmente dentro do túnel...

Abraço,

Pedro Jungbluth disse...

Isso, inclusive a falta de torque gerada pela torção da virgin que permitiu o Alonso fazer a ultrapassagem na saída de curva do túnel, as dua virgim perdiam muito tempo ali.

Mauro disse...

isso é problema de acerto de suspensão. se você não ajustar os fast dampers pra absorver o impacto na medida certa e os slow dampers pra não deixar o carro perder grip é isso que acontece.

cheira a falta de know how sobre setup do carro, o que seria resolvido com testes. barbeiragem da FIA não permitir testes pras novatas.

Aderson disse...

O santo antonio do carro da Virgin tá na cor vermelha, então é um carro que tem numeração impar.
Como o Di Grassi corre com o numero 25, o carro da foto é o dele.

O carro do Di Grassi tava totalmente desequilibrado. Para que acontecesse um acidente estava fácil.
Eu entendo perfeitamente porque o Alonso ficou irritado e apontava para o carro do Di Grassi.
Era de um risco tremendo o que o Lucas estava fazendo. Poderia acabar num acidente e o Alonso acabaria envolvido.

Lucas disse...

É o do Glock sim. O carro dele tem a T-Cam vermelha (assim como todos os primeiros pilotos).

Aquela imagem da tv da briga entre di Grassi e Alonso tbm mostrava a instabilidade tremenda do carro da Virgin. Tomara que melhorem logo!

Glailson disse...

Ico, sinceramente, não consegui visualizar a diferença, mas parabéns pela dica.

Fabio Henrique disse...

Obrigado pela foto Ico, ela é a prova mais material possível de que não podemos apontar o dedo para pilotos de equipes pequenas para julgarmos seus talentos. Guiar uma cadeira elétrica dessas que mal aponta para o lado que o volante manda, sim é um verdadeiro desafio de habilidade..

Ingryd Lamas disse...

Fantástico o insight!!!
Dá pra ver a diferença, pouca, mas dá. Partindo do principio que as fotos foram tiradas com a mesmíssima distancia, dá pra ver uma diferença na largura também. Não é da cor, pq eu medi na imagem, hehehe, procede? Existe alguma possibilidade de realmente existir essa diferença, ou os carros tem de ter a mesma largura?

E fazendo coro ao colega de cima, além de bonita a disputa entre Alonso e di Grassi, a briga serviu pra mostrar duas coisas: 1- o carro da Virgin parece "INGUIÁVEL", o carro pipocava para todos os lados, e por mais de uma vez achei que Lucas fosse dar de cara no muro. 2- Que apesar de ser Mônaco, e Mônaco é bacana independente da largura da sua pista, não cabe, simplesmente não cabem 2 carros lado a lado. Alonso com um carro infinitamente melhor, di Grassi brigando pelo seu, e algumas voltas foram necessárias até que o espanhol achasse um espaço e saísse a frente. Alias, Trulli achou legal, e resolveu mostrar isso tb, e comprovar a lei que diz que dois corpos não podem de maneira alguma ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo...


beijos

Fernando Tumushi disse...

Concordo com o Mauro, sobre o fato de se parecer um erro de acerto de suspensão. Além do acréscimo de décimos por curva, temos ainda a torção no próprio chassi e o desgaste de pneus, o que na temporada desse ano atrapalha mais ainda uma equipe que já não tem quase nada à seu favor...

Boa sacada Ico